Brugge (Bruges) – o melhor da Bélgica…
02/08/2011 4 comentários

Brugge (Bruges) – o melhor da Bélgica…

Seja um leitor parceiro! Faça suas reservas aqui pelo blog

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.

Mais uma vez, estava eu na pacata Cambridge planejando o meu final de semana, quando me deram a idéia de visitar a Bélgica. Pensei: Bélgica? Que diferente!

Eu como gosto nada dos lugares diferentes, resolvi conferir o que a Bélgica tem…

Só o fato de poder ir de Eurostar e não ter que passar pelo aeroporto, fez com que minha decisão fosse mais rápida ainda. Tomada a decisão, comecei a pensar o que me remetia a Bélgica.

As primeiras coisas que vinham na minha cabeça eram: Bruxelas; Antuérpia; CHOCOLATE (he he he!);  cerveja e a sede da Comunidade Européia. Ufa! Foi o suficiente para eu me convencer a reservar meu pacote para lá no final de semana.

Naquele mesmo momento, começou a corrida pelas dicas…

A primeira coisa que os ingleses interioranos, que visitam muito a Bélgica por sinal, me disseram foi: “Querida, você precisa ir a Brugge. Ir à Bélgica e não ir à Brugge não fará o menor sentido!”

Brugge? Existe isso? Foi aí que a minha cabeça deu um nó mesmo! Socorro…

Como um país tão pequenino com a Bélgica poderia ter tantas atrações assim, gente?! Pensei: Um final de semana não vai dar, mas vamos lá! Fui conhecer o que poderia possivelmente conhecer…odeio fazer as coisas correndo! Pra mim, isso é o sinônimo de conhecer tudo e nada ao mesmo tempo, ou seja, ter uma idéia do lugar, mas não conhecer. Acho que por isso, sou tão contra aos “mochilões” de vinte dias, dez países…
Enfim, voltando ao foco…fiquei curiosa sobre Brugge e, como sempre, fui lá…e sabe de uma coisa? Não me arrependi nem um pouco…
Brugge é realmente encantadora! Percebi. pelas minhas andanças por lá, que a cidade reúne tudo de melhor que a Bélgica pode oferecer e mais um pouco…A cidade é tão “perfeitinha” que vem até com um “plus a mais”. Plus? Sim, um “plus a mais”…
Em função dos diversos canais que cruzam Brugge, a cidade traz uma vaga lembrança de Veneza para muitos, mas para mim, está mais para uma similaridade com Cambridge. Opiniões à parte, a verdade é que muitos a chamam de “Veneza belga”, “Veneza do Norte”, “Veneza Fake” e por aí vai. mas não se empolgue muito e nem se iluda porque em Brugge, diferentemente da Veneza do Veneto, você não poderá fazer “aquele” passeio romântico em uma gôndola. A não ser que você não se importe com a platéia que vai junto contigo no barquinho (eu disse no barquinho…nada de gôndola!)
Bom, com platéia ou não, sozinho ou acompanhado, o passeio de “barquinho” pelos canais de Brugge é uma delícia. É uma forma maravilhosa de conhecer a arquitetura graciosa e medieval da pequenina cidade.
E cadê a comida? A CERVEJA? O CHOCOLATE? Calma…
Caminhando e vasculhando suas ruas, descobri que frutos do mar é um dos pratos tradicionais da Bélgica. Por mais alienado que você possa ser, não tem como não descobrir isso rapidamente, uma vez que, dez entre dez restaurantes tem ao menos um singelo prato com frutos do mar em seu menu. Particularmente, este tipo de prato não é a minha grande paixão, mas o povo belga que não é besta nem nada, resolveu transformar o prato típico em chocolate e, com isso, acabei provando de uma certa forma o prato típico da região…he he he!!!
Então, é por isso que em algumas caixas de chocolates belga essas tentações vêm em formato de frutos do mar, querida flor? Sim, sim, sim!!! Sendo o original ou o de cacau, é impossível sair da Bélgica sem provar uma das duas opções…seria um pecado capital fazer isso!!!
Mas a maior perdição estava por vir…
Entre um passeio de barquinho e uma tentativa de decifrar as placas em Brugge, descobri uma rua que é uma tentação…ela é praticamente de ponta a ponta recheada de lojas de chocolate (Deuses!!!). Nunca vi tantos frutos do mar (ou seriam frutos do cacau?) na minha vida! Só sei que entrei em várias lojas de chocolates e sai com alguns presentinhos e calorias a mais…Já que é para engordar que o chocolate seja belga, não é mesmo meu querido leitor?
Depois de tanto descobrir, decifrar,degustar…Opa Opa Opa!!! Nem tanto de tanto de degustar afinal, faltava degustar uma cerveja nacional e, eu como uma boa brasileira não deixaria isso acontecer, of course! O problema foi escolher entre as 1.500 opções que a Bélgica te oferece…
Conclusão de tudo isso? Só tenho a agradecer aos ingleses interioranos que colocaram Brugge em meu caminho. Nada contra, mas hoje as últimas coisas que penso sobre a Bélgica são: Bruxelas e Comunidade Européia…, mas isso é um assunto para outro post…
Importante: Não esqueça de validar e guardar o ticket do trem entre Bruxelas e Brugge. A fiscalização é constante e, se caso não tenha validado a passagem ou tenha se desfeito do ticket, você poderá levar um “souvenir” da Bélgica.

Seja um leitor parceiro! Faça suas reservas aqui pelo blog

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.