E esse foi o décimo dia de #Grecia …

E esse foi o décimo dia de #Grecia …

Seja um leitor parceiro! Faça suas reservas aqui pelo blog

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.

E já descansada, lá fui eu fazer um tour pela ilha.

Logo cedo encarar aquela estrada extremamente sinuosa e íngreme até o porto era um desafio. Mesmo não dirigindo até lá, a sensação de “queda” e pavor é constante. Socorro…

Mas enfim, sufoco à parte, chegamos ao porto e fomos direto em direção ao vulcão.

Para quem não sabe, Santorini ainda possui vulcão ativo e, a primeira erupção, dividiu a ilha em cinco ilhas. Interessante ver o antes e o depois. E toda essa catástrofe que dá o charme a ilha e a diferencia das outras.

Então é por isso que Santorini é uma das ilhas mais visitadas?

Sim, sim, meu querido leitor! É a mais visitada e a mais internacional de todas.

Voltando ao vulcão…

Fomos lá, barco mar a dentro, em direção ao vulcão.

Como é verão por aqui, a temperatura por lá é muito alta e é, literalmente, um desafio escalá-lo. Não bastando o cor, as “colinas” são íngremes e o chão coberto de rochas e “areia”. Resumindo, um desafio ao corpo…

Mas quem disse que eu desistiria daquele desafio? Nunca! Fui lá e fui até o topo dele. E, tenho só uma coisa a dizer: A paisagem vista lá de cima é lindíssima!!!

Depois de todo esse desafio ao corpo, era chegada a hora de nos banhar. E vocês pensam que foi em qualquer lugar? Claro que não…

Era hora de mergulhar em Hot Springs! E o que é a tal da Hot Springs, flor?

É um “pedaço” de mar, similar a uma baía aonde as águas podem chegar a temperatura de 38 graus. Tudo isso porque essa região é próxima ao vulcão, mas a água chega a esta temperatura chegando perto da parte estreita. Dessa forma, você consegue se refrescar se estiver longe desta faixa…

Vale dizer que suas águas são medicinais, fazendo bem a saúde, mas nadar por lá deve ser por um tempo limitado em função de todas as propriedades que aquelas águas possuem. Então não pense e nem sonhe em passar um dia de “glamour” e “vitalidade” por lá, okay?

E passando desta etapa “saúde” era a vez de voltar ao barco, admirar a paisagem, ver as vilas charmosas que, de longe parecem neve na montanha e ir em direção à ilhota de Thirassia.

Lá sim você pode ser banhar por todo o dia se quiser. O único desafio são as pedras na praia. A paisagem e o vilarejos são graciosos, mas entrar na água com aquelas pedras…Ah! Meu querido leitor…

Bom, eu que apesar do bronze sou uma assídua freqüentadora de praia, usei a técnica de ir ao mar de chinelo. Foi a melhor coisa que fiz…sem incômodos ou pedras nos meus pezinhos sofridos de bailarina…;-)!

Depois de umas duas horas entre o mar e as pedras era hora de retornar a terra! E lá fui eu retornar ao hotel, tomar banho, andar pela ilha e ver o sunset em algum lugar…

Por hoje é isso, pessoal! Boa noite…;-)!

 

Seja um leitor parceiro! Faça suas reservas aqui pelo blog

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.