Verão 2016 – Você já adquiriu o seu kit praia?
28/01/2016 2 comentários

Verão 2016 – Você já adquiriu o seu kit praia?

Esse ano resolvi repetir praticamente a mesma rota de carro do verão passado, passando pelas cidades do Rio de Janeiro, Niterói, Paraty, Ubatuba e, substituindo a Região dos Lagos por Ilha Bela e Guarujá.

O litoral fluminense ainda é mais caro, mas nem tanto mais assim, que o paulista quando falamos de bebidas (alcoólicas ou não) e sorvete, mas as porções de petiscos estão mais caras em algumas praias do litoral paulista.

Além de ser mais caro beber e tomar sorvete nas praias do estado do Rio de Janeiro, a maioria dos quiosques de praia na cidade do Rio de Janeiro cobram aluguel pela cadeira e pelo guarda sol, o que não acontece na maioria das praias do litoral paulista.Como o post do ano anterior foi de grande valia aos meus leitores e a leitores de outros blogs de viagem, resolvi repetir a dose e relatar os preços surreais que ainda são praticados nos destinos por onde passei e como economizei (e muito) durante o verão da crise.

Como economizar em uma viagem dessas? Você já adquiriu o seu kit praia?

                                                                           Kit Praia

O que denomino por kit praia é o conjunto de itens formado por um singelo guarda sol, uma ou mais cadeiras de praia e um cooler. Como fiz a viagem integralmente de carro, utilizei o guarda sol e a cadeira comprados para a viagem de 2015 e, adquiri em um destes sites de cupons de desconto o meu tão sonhado cooler.Como sou menina, preferi adquiri um cooler pequeno, com alça e maleável que eu conseguisse carregar de lá pra cá, de cá pra lá.

No Rio de Janeiro, a conta das idas a praia durante o verão saem muito mais baratas quando se opta em adquirir um kit praia completo, pois o aluguel de um guarda sol e duas cadeiras na cidade, não sai por menos de R$ 15, (o menor preço que vi). Já em São Paulo, o mais essencial no kit é o cooler, já que as cadeiras e o guarda sol, usualmente as barracas te oferecerão como cortesia.As barracas no litoral paulista não se importam que você leve o seu cooler ou suas cadeiras, por exemplo, desde que você consuma algo, obviamente. Aliás, isso deveria óbvio, mas às vezes não é…rs! Vi muitas pessoas utilizando o guarda sol e a cadeira de praia de uma determinada barraca e não consumir nada. Aí, também não pode, né? É falta de respeito com as pessoas que estão ralando o dia todo na praia.

Se as barracas paulistas não se importam com o seu kit, as cariocas, muito menos, já que tudo é cobrado e eles só te atenderão se, e somente se, consumir algo.

Levei o meu kit em todas as praias e não fui destratada ou não olharam torto para o meu cooler em nenhum momento, muito pelo contrário. Fui muito bem atendida em todos os lugares, mesmo pedindo só os petiscos e as bebidas, quando as do cooler acabaram.

                         Onde comprar bebidas e afins e como preparar o seu cooler?

Como saímos de São Paulo, dias antes da viagem fomos ao supermercado e levamos o “carregamento” em meu carro e fomos utilizando, conforme demanda. Para que as coisas se mantivessem geladas neste verão senegalês, o ideal é congelar ao menos duas garrafinhas d’água (podem não ser filtradas) e outras duas minerais e colocar no cooler na hora for sair do hotel/pousada. Colocar gelo ou aquele “quadrado de gelo” dentro do cooler também seguram a temperatura.

Outra coisa que fazia muito, era colocar algumas bebidas uma hora antes na parte do freezer para sair do hotel trincando. O resultado de todo este cuidado, vale muito a pena! Não bebemos nada quente, nem mesmo no final do dia.

Além das bebidas, sempre levávamos um pacote de porcaria (salgadinho, bisnaguinha etc) para beliscar, que comprávamos também em algum supermercado por perto em dia anterior à praia.

Já na hora da fome de verdade, recorríamos ao cardápio da barraca para a alegria dos comerciantes. Obaaaaa!!! rs

Eu brinco, mas era um equilíbrio no final das contas. Bom pra gente, bom para o comerciante, já que a gente sempre consumiu nas barracas os itens mais caros do cardápio, as famosas porções de petiscos.

O simples fato de nos planejarmos desta forma, nos fez economizar de longe mais de R$ 250, por pessoa. E nós não fomos os únicos que adotamos este estilo de ir a praia este ano. Não vi nenhuma, repito, nenhuma roda de pessoas na praia, independente da classe social, sem o seu respectivo cooler nas praias do litoral fluminense e no litoral paulista, com exceção do Guarujá, que tina cerca de 30% das rodas sem cooler e afins.

                Preços praticados nas barracas de praia – litoral de São Paulo e Rio de Janeiro

                                                          Cidade do Rio de Janeiro

Rio de Janeiro – Praia da Reserva (valores no quiosque Ilha 6, que tem uma comida excelente, com tudo muito bem feito, leve e sequinho, fora o atendimento que é ótimo):

Lata de cerveja padrão – R$ 6,
Refrigerante – R$ 5,
Guaraviton – R$ 7,
Água – R$ 4, / Água com gás R$ 4,50
Água de coco –  R$ 6,
Pastel (pequeno) – R$ 5,

Porção de fritas ou aipim – R$ 20,
Porção de peixe – R$ 35,

Porção de camarão – R$ 55,

Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) com duas cadeiras – R$ 15,

Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) – R$ 5,

Na areia:

Sorvete de frutas (Kibon ou Nestlé) – R$ 8, (em 2015 – R$ 5,) / Outras marcas – R$ 5,
Chicabon – R$ 10, (você não leu errado…)

Biscoto Globo – R$ 5,

Queijo coalho – R$ 5,

Estacionamento – Público e gratuito. Se chegar depois das 9:30 horas, terá aquela flanelinha, pedindo aquela ajudinha.

Rio de Janeiro – Praia de Grumari:

Lata de cerveja padrão – R$ 6,
Refrigerante – R$ 5,
Água – R$ 4,

Somente observe para a restrição de carros entre 9:00 e 15:00 horas durante o verão.

Rio de Janeiro – Prainha: 

No restaurante Prainha, que tem esse visual sensacional:

Prato de anchova que serve muito bem três pessoas (com arroz e batata frita) – R$ 89,
Refrigerante – R$ 4,80
Água – R$ 4,
Estacionamento em frente – R$ 10,

Nas barracas da Prainha, efetivamente:

Lata de cerveja Skol – R$ 6,
Refrigerante – R$ 5,
Guaraviton – R$ 7,
Água – R$ 4, / Água com gás R$ 4,50
Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) com duas cadeiras – R$ 30,
Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) – R$ 15,

Na areia:

Sorvete de frutas (Kibon ou Nestlé) – R$ 8, (em 2015 – R$ 5,) / Outras marcas – R$ 5,
Chicabon – R$ 10, (você não leu errado…)
Biscoto Globo – R$ 5,

Rio de Janeiro – Barra da Tijuca – Posto 5:Lata de cerveja Skol – R$ 6,
Longneck Budweiser, Stella ou Heineken – R$ 7,
Refrigerante – R$ 5,
Guaraviton – R$ 7,
Água – R$ 4, / Água com gás R$ 6,
Porção de aipim ou de fritas – R$ 17,
Porção de peixe- R$ 35,
Porção de camarão – R$ 55,
Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) com duas cadeiras – R$ 20,
Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) – R$ 7,

Na areia:

Sorvete de frutas (Kibon ou Nestlé) – R$ 8, (em 2015 – R$ 5,) / Outras marcas – R$ 5,
Chicabon – R$ 10, (você não leu errado…)
Biscoto Globo – R$ 5,

Gasolina comum – preço médio R$ 3,994
Etanol – preço médio R$ 3,294

O preço do combustível na zona sul do Rio não varia muito ao praticado na Barra da Tijuca.

                                                                      Niterói

Praia de Itacoatiara:

Na areia:Lata de cerveja Skol – R$ 6,

Refrigerante – R$ 5,
Água de coco – R$ 6,
Guaraviton – R$ 7,
Água – R$ 4, / Água com gás R$ 4,50
Sorvete de frutas (Kibon ou Nestlé) – R$ 8, (em 2015 – R$ 5,) / Outras marcas – R$ 5,
Chicabon – R$ 10, (você não leu errado…)
Biscoto Globo – 1 por R$ 6, / 2 por R$ 10,
Queijo coalho – R$ 5,

                                                         Niterói e Rio de Janeiro

“Lujinhas” – coisas de mulher… – cangas básicas a R$ 20, a R$ 25, nas lojas e R$ 25, na praia (chora que faz por R$ 20,) e; saídas de praia vão de R$ 25, a R$ 40,

Paraty

Em Paraty as opções são mais restritas para quem quer curtir praias com faixa de areia. A mais famosa é a Praia do Jabaquara, que não é aquela lindeza, e nem perdi muito tempo passando por lá (depois de seis vezes em Paraty, você passa direto). Desta forma, não conseguirei ajudar com os preços praianos.

Outra opção em Paraty são os passeios de barco ou escuna que cobram entre R$ 40, e R$ 60, (por pessoa) que são bem bacanas de fazer, pois passam por várias ilhotas e prainhas. Prefiro fazer o passeio com escuna privativa para não ficar naquele desespero de ser a primeira a entrar para pegar o melhor lugar…rs! O preço da escuna privada pela pousada era de R$ 200, (a embarcação).A opção privada é mais cara, mas de longe, a melhor opção para quem quer sossego e curtir aquele paraíso em seu ritmo.

Como Paraty não é um circuito praia, praia (exceto pela Praia de São Gonçalo e redondezas) e, sim um circuito muito mais ilhas, bora lá para os preços da belezura do Ilha do Cedro:

Para chegar a ilha, você precisa pegar uma embarcação na Praia do Cão Morto (macabro…) que te deixará lá por R$ 15, a ida e mais R$ 10, a volta e depois escolher entre duas barracas de praia: a tal da Dita que, fica ao lado esquerdo de quem chega e, que cobra R$ 100, de consumação mínima e a outra que é a do Nélson, que não cobra nada de mínimo e, você ainda conta com a simpatia dos garçons.
Paraty – Ilha do Cedro:
Lata de cerveja – R$ 5 a Itaipava e R$ 6, Skol.

Refrigerante – R$ 5,
Água sem gás – R$ 3, / Água com gás – R$ 4,
Batida de coco (com vodka, sensacional, por sinal) – R$ 15,
Porção de lula – R$ 37,
Porção de camarão – R$ 28, pequeno a R$ 75, grande
Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) com duas cadeiras – se joga porque é free, desde que consuma algo, obviamente.

Pincelada fora da praia:

Uma das coisas que me impressionou desta e da última vez em Paraty foi o aumento absurdo dos preços. Passei um Reveillon na cidade em 2010 e retornei algumas vezes, mas nunca tinha visto com o preço tão surreal quanto nos dois últimos anos.

Para quem vai a Ilha do Cedro ou a São Gonçalo e São Gonçalinho e for fã de pastel, tem que dar aquela parada na Toca do Pastel, que tem um visual fantástico. O preço da especiaria varia de R$ 6,50 (queijo) a R$ 9,50 (misto). Recomendo pedir o pastel de palmito, que é sensacional a R$ 9,. É caro, mas é bom!

Geral de Paraty:

Gasolina comum – preço médio R$ 4,129 (achei no posto Ale por R$ 3,999)

Etanol – preço médio R$ 3,529
“Lujinhas” – coisas de mulher… – cangas básicas a R$ 30, nas lojas. O resto tenho até vergonha de mencionar de tão surreal…

Atravessando a fronteira, as coisas mudam…

                                                                                  Ubatuba

Pelo fato das praias estarem extremamente cheias e o mar bravo, atracamos nas Praias Dura e Vermelhinha do Sul com nosso cooler e nossas cadeiras.Tais praias possuem raros ambulantes perambulando por suas areias, em função do sossego que são. O máximo que vi foi um sorveteiro vendendo a especiaria (de marca desconhecida) a R$ 1,.

Ubatuba – Prumirim e Puruba (preços praticados em 2015 e que devem ter aumentado em R$ 1, em média cada item de bebidas):

Preços do verão de 2015 – 

Lata de cerveja – R$ 4,

Refrigerante – R$ 4,
Água – R$ 3,5
Água de coco – R$ 5,
Queijo coalho, empada e milho – não encontrei nas praias para comércio (deve ser em função da acessibilidade)
Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) com duas cadeiras – É oferecido gratuitamente aos clientes.
Estacionamento – R$ 5, em Puruba. Em Prumirim, como a praia é dentro de um condomínio, boa sorte para achar uma vaga. Passei por lá este ano e agora tem até guardador de carro.

                                                                  São Sebastião

Era uma de nossas paradas, mas tivemos que abortar a missão devido a chuva durante o período que passamos por lá. Pela minha experiência de anos anteriores, os valores devem ser similares aos valores praticados em Ilhabela.

                                                                      Ilhabela

Muitas pessoas gostam de pegar aquele bronze na Praia do Curral. Eu, sinceramente não curto pelo fato de ter que pagar R$ 25, de estacionamento, ter milhares de barracas com som alto, o que atrapalha a privacidade de quem é de praia e gosta de sossego.

Para quem gosta do auê, recomendo chegar cedo para conseguir parar nos estacionamentos pagos e conseguir um bom lugar ao sol.

Praia do Pinto e Praia da Armação:

Na Praia do Pinto fique atento, pois algumas barracas cobrar consumação mínima de R$ 100, para utilizar o guarda sol e duas cadeiras e outras oferecem os mesmos itens de cortesia.

Na Praia da Armação existem beach clubs que cobram pela estrutura a consumação mínima de R$ 60, por pessoa. Como sempre estava prevenida com o meu kit, não sofria com esse tipo de abuso…

Praia do Pinto – na barraca da Céia, que não cobra pelo guarda sol e afins, e tem um atendimento ótimo:

Lata de cerveja – R$ 6,
Stella Artois e Heineken – R$ 7,
Refrigerante – de R$ 5,
Água sem gás – R$ 4, / Água com gás – R$ 4,50
Água de coco – R$ 7,
Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) com duas cadeiras – É oferecido gratuitamente aos clientes.

Porção de fritas ou aipim – R$ 22, (inteira) e R$ 14, (metade de uma porção)

Porção de camarão paulista (frito no azeite e alho) – R$ 50, (inteira) e R$ 35, (metade de uma porção)

Porção de camarão empanado – R$ 55, (inteira) e R$ 35, (metade de uma porção)
Porção de isca de peixe – R$ 45, (inteira) e R$ 30, (metade de uma porção)
Porção de lula a dorê – R$ 50, (inteira) e R$ 30, (metade de uma porção)

Geral – Ilhabela:

Estacionamento na maior parte das praias – Gratuito, mas tem que chegar cedo. Você pode estacionar na guia, sem problemas.
Queijo coalho – R$ 5,
Canga – R$ 30, e, se for do Romero vai para R$ 40,
Saídas de praia – a partir de R$ 40, chegando fácil a R$ 70,
Sorvete de frutas – Rochinha –  R$ 6,
Sorvete de frutas Kibon – R$ 4,50 / Chicabon R$ 5, (metade do preço do Rio)

Nas praias centrais e perto da vila, pode encontrar a água por R$ 3, por exemplo.

Gasolina – preço médio R$ 3,549 no centro de São Sebastião e R$ 3,749 na Ilha.
Álcool – preço médio R$ 2,749 no centro de São Sebastião e similar na Ilha.

                                                                   Guarujá
Praia do Tombo:

Na areia:

Queijo coalho – 1 por R$ 5 e 3 por R$ 10,
Milho no pratinho ou copinho – R$ 7,
Água de coco – R$ 7,
Sorvete de frutas ou Rochinha –  R$ 6,
Sorvete de frutas Kibon e Nestlé – R$ 5,

Estacionamento – Gratuito
Canga – entre R$ 30, e R$ 40,
Saídas de praia – a partir de R$ 45, chegando fácil a R$ 70,
Para o milho e o coco, procurem a barraca do Vânio que é todo jeitoso e caprichoso no preparo. Sou cliente dele há anos.

Barraca Tropical:

Recomendo a barraca Tropical, na areia e depois do Bon Bini. Os meninos são super atenciosos e ágeis (falem com o Viola):

Lata de cerveja – R$ 4,
Refrigerante – R$ 4,
Guaraviton – R$ 4, (para deixar os cariocas revoltados…rs)
Água sem gás – R$ 3 / Água com gás – R$ 4,
Caipirinha de vodka – R$ 15,
Porção de fritas – R$ 30, (inteira) e R$ 20, (metade de uma porção)
Porção de camarão, isca de peixe ou lula a dorê – R$ 50, (inteira) e R$ 30, (metade de uma porção)

Pastel (similar ao de feira) – R$ 6, (queijo, pizza, frango e calabresa)
Porção de pastéis com 12 (em tamanho menor) – R$ 30,
Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) com duas cadeiras – Gratuito

Praia do Tombo – Barraca Bon Bini. com opção de ficar na areia (guarda sol) ou no calçadão – cobra 10% pelo serviço:

Lata de cerveja Skol – R$ 5,
Longneck Budweiser, Stella e Heineken – R$ 7,
Refrigerante – R$ 5,
Água sem gás – R$ 3 / Água com gás – R$ 4,
Caipirinha de vodka – R$ 17,
Porção de fritas ou aipim – R$ 32,
Porção de isca de peixe – R$ 49,

Porção de camarão – R$ 57,
Porção de lula a dorê – R$ 58,

Prato executivo (peixe ou frango) – R$ 33,

Porção de pastéis com 12 (em tamanho menor) – R$ 33,

Aluguel de guarda sol (ou barraca de praia) com duas cadeiras – Gratuito
Gasolina – preço médio R$ 3,549 (no Carrefour R$ 3,339)

Álcool – preço médio R$ 2,549

                                                                          Geral deste verão                                                           

Algumas conclusões:

– Chegar cedo é essencial para tirar fotos bacanas e, também garantir um lugar privilegiado ao sol com seu kit praia;

– Leve dinheiro, principalmente nas ilhas e lugares mais isolados, pois além de não aceitarem muito cartão de débito e crédito, o “sinal da maquininha é péssimo”;

– Não tomarás sorvete nas praias do Rio. No pós praia vá a padaria mais próxima e compre a mesma iguaria por 30-40% do valor,;

– Alugar barraca/guarda sol e duas cadeiras nas praias do Rio é um negócio absurdamente lucrativo;

– Caso não queira me mudar para o Estado do Rio de Janeiro no próximo verão, a opção é vender canga e saídas de praia nas praias paulistas.

– O kit praia é indispensável aos praieiros de plantão, a não ser que você não esteja nem aí para tudo isso e queira somente aproveitar suas férias e a praia, sem se preocupar com o seu bolso!- Não há, repito, não há classe social para o kit praia. Desde os menos desfavorecidos aos mais carregaram o seu cooler neste verão.

– Ano passado fui a região dos Lagos e, se for pra lá, considere ao menos um acréscimo de 30% no valor das coisas, pois é uma região com preços mais inflacionados em sua maioria (vide meu post do ano passado Verão 2015 – Você já adquiriu o seu kit praia? )

– Espero que possa ajudar quem passará este verão pelas praias do Rio de Janeiro e de São Paulo. Caso alguém queira contribuir com alguma informação adicional, manda pra Flor aqui!

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)