Praias de Mykonos – minhas prediletas e as mais badaladas na paradisíaca ilha grega
24/04/2016 10 comentários

Praias de Mykonos – minhas prediletas e as mais badaladas na paradisíaca ilha grega

Se tem uma ilha grega que posso chamar de liberta de qualquer tipo de preconceito, esta é a ilha de Mykonos. De longe, a mais frequentada pelo público gay e uma das mais badaladas na Grécia.

Sua beleza e seu agito são únicos, mas dá para aproveitá-la muito bem sem cair na piração ou na ostentação de suas festas. Como estava sozinha na ilha e queria aproveitar cada momento de praia que pudesse ter em Mykonos, preferi não “ir pra balada” e ir ao encontro do mar bem cedo e de seus pores do sol ao final de cada dia.

E, nessa busca pelas paisagens e pelo sossegos que repasso a vocês quais praias de Mykonos são as minhas prediletas e quais são as mais badaladas na paradisíaca ilha grega.

Minhas prediletas – 

Agios Sostis 

A primeira da lista, foi amor a primeira vista, literalmente. Nada badalada, sem estrutura de praia, mas com muita beleza em sua volta.
Foi em Agios Sostis que me perdi naquele azul do mar e que me encantei com a igreja ortodoxa que fica próxima a sua entrada.
Apesar de pouco frequentada pelos turistas que dão preferência a badalação, prometo que não se arrependerá se der aquela passadinha por lá.
 
Agios Stefanos

Não tão charmosa quanto Agios Sostis, Agios Stefanos não é de se jogar fora de maneira alguma.

Com uma faixa de areia ampla e um visual de arrancar suspiros, esta é aquela famosa praia para jogar a canga na areia e ficar lá por um tempo.

Panormos

Longe de qualquer badalação e da imensidão de turistas, a praia de Panormos é um sossego só.

Foi a primeira praia que coloquei meus pés em Mykonos e estiquei a minha canga na areia. Não tem como esquecer, né?

Antes de chegar a praia há uma taverna que se não me engano tem o mesmo nome da praia (tavernas são muito famosas em Mykonos) que é recheada de boa comida e bebidas geladíssimas. Foi ali que estacionei meu carro e desci para a praia.

Psarou

Divide a minha preferência com Agios Sostis, sendo a mais frequentada pelas celebridades e pelas pessoas que tem dinheiro para gastar. Só que Psarou não me ganhou pelo glamour, mas sim pelo seu charme.

No dia em que cheguei a Mykonos, muitas pessoas me falavam que era uma praia que não deveria deixar de ir. E é verdade! Não pode ficar fora da sua lista. O único problema é que para entrar, tem que chegar bem cedo, pois a estrutura de barracas e cadeiras se preenche de gente, caras e bocas rapidamente, correndo o risco de você não poder entrar na praia.

Isto aconteceu comigo no primeiro dia, pois fui no meio da tarde de uma altíssima temporada (julho..rs). Barrada logo na entrada, fiquei super chateada. Ninguém tinha me avisado deste pequeno inconveniente que poderia passar por lá e fica aqui o recado para não passarem o mesmo.

Independente da frequência e dos inconvenientes, Psarou é belíssima e, dá sim para sentar em uma daquelas espreguiçadeiras cheias de requinte e tomar uma cervejinha grega regada de muito sol e mar. O preço da cerveja gira em torno de EUR 7-9 e vale cada centavo pela estrutura montada.

Mais badaladas – 

Paradise e Super Paradise (preferidas dos gays e, de quem busca pegação, independente de ser ou não ser gay)

Se você tem qualquer tipo de preconceito com o público gay, nem sonhe em ir pra lá. Na verdade, nem sonhe em ir pra lá e pra Elia. Ou melhor e mais fácil, não vá a Mykonos…rs

Como sou liberta de qualquer preconceito, fui por curiosidade até Paradise e Super Paradise conhecer as belas praias e o alvoroço gay grego. A primeira coisa que avistei já do morro que desce para as praias foram dois homens pelados no topo de outro morro fazendo selfie. Levei um susto, pois não sabia que era tão liberto assim…rs!

A grande diferença entre Paradise e Super Paradise? Paradise é menos gay, com uma balada forte embalada pela famosa Tropicana e forte pegação de gays, heteros e curiosos. Já Super Paradise é bem mais longe (é um perrengue pra chegar lá – detalhe de quão estreita é a estrada, que tive que dar ré várias vezes para deixar outro carro passar), mais bonita, sendo uma espécie de praia hétero friendly.

Os pores do sol e festas, de qualquer gênero, são extremamente famosos. Vale a pena a ida, nem que seja por curiosidade igual a que tive.

Recado da Flor: vá com a cabeça aberta, muito cuidado com a estreita estrada (duas mãos, mas que passa um carro por vez) e, de preferência, cedo para fugir da badalação e bebedeira da turma.

Elia

Deixei fora do meu roteiro na ilha a Praia de Elia, mas sei que é belíssima e, também sei tem um enorme público gay. Aliás, de acordo com o querido e também blogueiro, Fábio Pastorello do Viagens Cinematográficas “o babado lá é forte”, principalmente, no caminho de Elia para Agrari…rs

Elia – Foto: Fábio Pastorello, blog Viagens Cinematográficas

Para os meus leitores gays, não deixem de ler este post do Fábio. Ele dá dicas de onde aproveitar todo o babado de Mykonos e quais são os melhores lugares para ir na ilha ->  Mykonos – Diário de Viagem .

Obrigada pelas fotos e por me autorizar a compartilhar seu post e suas fotos por aqui, Fá 😉

Dicas importantes em Mykonos:

Dá tranquilamente para ter uma estada muito sossegada na ilha mais badalada da Grécia, mas algumas dicas faço questão de escrever para não passarem perrengue, principalmente, se forem com a família ou no esquema “só quero aproveitar e conhecer as praias”, como eu.

Cuidado com as estradas e com os motoristas – pelo fato da ilha ser recheada de “loucuras e bebedeira”, há muitos motoristas que dirigem quase que em coma alcoólico. Tenha muito cuidado e prudência por você e pelos outros. As estradas de Mykonos, assim como boa parte das ilhas gregas, são extremamente sinuosas. Por isso, todo cuidado é pouco.

Alugue com antecedência um carro – o menor que você conseguir e, de preferência conversível. Eu, como estava sozinha, aluguel um Smart conversível e fui muito feliz. Algumas pessoas que conheço, como o próprio Fábio, não alugaram carro por lá (ele dá altas dicas de locomoção na ilha) e também foram felizes, mas eu prefiro a liberdade do carro, mesmo com os perrengues 😉

Reservar com antecedência é essencial para não entrar em uma cilada, como aconteceu comigo no primeiro dia. Não tinham mais carro disponíveis e tive que andar uma espécie de buggy, que apelidei “carinhosamente” de medonho. Me fez passar raiva, mas ao mesmo tempo era a sensação da ilha, já que todos que o viam buzinavam pra mim…hahahahaha!

Não recomendo alugar uma scooter por que – quando tentei alugar uma, fui barrada pela locadora de scooters, carros e motos, pois não tinha habilitação. Por mais que tenham algumas empresas que tenham flexibilidade com isso, você pode ter problemas se for parado pelas autoridades locais (o que será bem difícil por lá).

Além disso, tem um lado da ilha que venha muito e pode ser perigoso andar em uma scooter com o forte vento.

A cor da água é um azul absurdamente turquesa, mas a areia das praias não são necessariamente branquinhas e fofas.  O tom da areia, assim como das montanhas é puxado para o marrom. O que deixa o azul ainda mais forte.

Viva Mykonos do seu jeito e seja muito feliz! 😉

Quer dicas do que fazer em Atenas e quais praias ir em Santorini e em Paros? 

Escrevi recentemente sobre nestes posts do blog e tem muito mais no ar (entre na view Grécia do blog):

Praias de Santorini
Praias de Paros

*******************

Gostou da dica? Precisa reservar seu hotel ou hostel? Você pode reservar sua hospedagem aqui no blog (através deste link do Booking), sem qualquer custo adicional, ajudando na monetização do conteúdo deste blog, através de uma pequena comissão, que cobre em partes os custos de sua manutenção e proporciona que eu viaje cada vez mais, trazendo cada vez mais estas e outras informações bacanas e úteis para vocês. 

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)