Caçapava do Sul – o que fazer e onde comer na Segunda Capital Farroupilha

Caçapava do Sul – o que fazer e onde comer na Segunda Capital Farroupilha

Estávamos nos aproximando do final de nossa saga do Caminho da Rota Farroupilha, sendo a nossa última parada a cidade de Caçapava do Sul, terra natal de nossa querida amiga e companheira de rota Paula Brum do blog Mochilinha Gaúcha.

Conhecida no passado distante como a Capital Brasileira do Cobre, a atual Capital da Geodiversidade está localizada a 260 quilômetros de Porto Alegre, tendo atrativos para os fãs da boa gastronomia, de paisagens bucólicas, do turismo de aventura e ufológico, sendo ideal para aqueles que querem dar aquela fugidinha durante um final de semana.

Caçapava do Sul e a Revolução Farroupilha

Por ter difícil acesso e localização privilegiada, onde era possível avistar com facilidade quem por lá chegava, estrategicamente, Caçapava do Sul tornou-se a Segunda Capital Farroupilha em 1839.

O que fazer?

1 – Caminhar pelo centro da cidade

Bem ali no Largo Farroupilha é possível avistarmos a bela arquitetura da cidade e as marcas que ficaram do período da Guerra dos Farrapos.

Igreja Matriz de Nossa Senhora da Assunção



Clube União Caçapavana

 

Casa dos Ministérios, que serviu de abrigo as revolucionários


Casa de Borges de Medeiros, presidente do estado do Rio Grande do Sul


Busto em homenagem ao centenário da Revolução Farroupilha


Em suas redondezas, belos sobrados e obras de arte de artistas locais também valem o nosso clique, como:

Casa Ornelas e Linhares


Casa Romana


Pipa do Noca, esculturas de ferro feito por José Oliveira Machado

2 – Admirar o por do sol visto do forte

Chegamos na cidade um pouco antes do por do sol e Paula sugeriu que fossemos diretamente ao Forte Dom Pedro II para ver o espetáculo da natureza de lá. E não poderia ter tido sugestão melhor…

Foto: Paula Brum, blog Mochilinha Gaúcha

3 – Guaritas

Saindo de Caçapava do Sul rumo a Minas de Camaquã não é possível seguir viagem sem parar algumas vezes no chão de terra para fotografar As (belas) Guaritas. Com formação rochosa e transformadas ao longo do tempo com a ação da erosão, do vento e do tempo, estas belezuras da natureza que já serviram como vigília e abrigo de tropeiros, hoje encantam nossos olhos e é cada vez procuradas para servir de cenário de filmes e séries de TV.

E não é para menos.

4 – Minas do Camaquã

De cidade fantasma a um dos lugares mais procurados para a prática do turismo de aventura e ufológico, Minas do Camaquã virou uma atração a parte na região.

Localizada a aproximados 70 quilômetros do centro de Caçapava e 130 quilômetros de Bagé, a proposta do complexo é entreter os visitantes na então quase desativada cidade, construída e idealizada por Baby Pignatari para abrigar os funcionários e administração da Companhia Brasileira de Cobre nos áureos anos de exploração. Após muitos anos de sua decadência, empresários da iniciativa privada tem alavancado o local, considerado no passado como cidade fantasma, o transformando em um pólo turístico.

Tive a oportunidade de conhecer parte do turismo de aventura através de um tour pelo complexo com o time da Minas Outdoor Sports, empresa responsável pelo complexo turístico. Tal tour consistiu em:

A – Minas desativadas:

Galeria dos Belgas

 

Poço do Elevador

Mina Céu Aberto, a mais bela paisagem do local na minha opinião

 

B – Tirolesa e arvorismo:

Com os seus 1.110 metros de comprimento, a mega tirolesa das Minas de Camaquã é uma das atrações mais procuradas pelos visitantes. O trajeto feito percorre montanhas, matas e rios e torna-se inesquecível aos fãs de esportes radicais.

Outra atividade que muito procurada é o arvorismo feito em trilhas suspensas e com diversos níveis de dificuldade.

Além das atividades que visitamos, canoagem, caiaque, cavalgada, quadriciclo, trilhas, rapel e ciclismo estão entre as aventuras oferecidas pela Minas Outdoor Sports dentro do complexo.

Informações – Minas do Camaquã:

Turismo de aventura –
O turismo de aventura nas Minas do Camaquã é feita pela Minas Outdoor Sports. Os contacte para fazer os tours ou se hospedar no local através do website: http://www.minas.rs/oparque

Turismo ufológico –
O turismo ufológico pode ser feito pelas nossas parceiras em Bagé, Kaká e Durvalina da Baye Turismo pelo email: bayeturismoeviagens@gmail.com ou pelo telefone (53) 9957 1298.

Importante – Devido a grande procura pelo complexo é necessário agendar a sua ida com certa antecedência. A antecedência também é válida para quem quiser se hospedar na pousada localizada dentro de Minas do Camaquã.

5 – Pedra do Segredo

Após Minas do Camaquã, a ida a Pedra do Segredo é uma das principais atrações na região. O local atrai muitos montanhistas que buscam por sua escalada, suas cavernas e seus labirintos.

Demos uma volta pelas suas redondezas, mas não nos aventuramos por lá, nos contendo somente em contemplar a sua beleza e a natureza em sua volta.

6 – Compras de artesanato, tapetes, pelegos e afins

Pelas estradas de Caçapava, as lojas de artesanatos, mobílias e tapetes enlouquecem os olhos de qualquer mulher que gosta de decoração. Cada peça delicada e tão bem feita que vale a parada para comprar algo para levar para casa.

Foto: Paula Brum, blog Mochilinha Gaúcha

Onde comer?

Urbanu´s

Considerado o melhor restaurante da cidade, o Urbanu´s tem entre suas especialidades os filés e as pizzas.

Como estávamos indecisas no que pedir e estávamos em quatro, obviamente a melhor decisão foi pedir as duas opções (rs). A pizza, pedimos de entrada em cortes aperitivos para começar a nossa experiência gastronômica, deixando o filé e seus acompanhamentos como protagonista de nosso prato principal. A escolha não poderia ter sido mais acertada!

Os pratos além de saborosos são muito bem servidos, ideal para duas a três pessoas, dependendo da fome.

Para acompanhar nosso jantar, Daniela, proprietária do Urbanu´s e que nos recebeu tão bem em seu aconchegante e respeitado restaurante, fez questão de nos apresentar produtos de alguns empresários locais, tais como as encorpadas cervejas artesanais da Artesana e os fabulosos doces da Brigadeiru´s.

 

Informações – Urbanu´s:

Endereço: Rua XV de Novembro, 418 – Centro
Telefones: (55) 3281 1657 e 3281 4000
Website: http://www.urbanus.com.br/?i=10

Caminito:

Entre o jantar e o por do sol, demos uma rápida parada no Caminito para tomar um cafezinho de final de tarde. O local funciona como um pequeno e aconchegante bistrô e cafeteria, sendo uma agradável opção para quem opta por algo rápido ou até mesmo um momento de relaxamento e reflexão.

Com decoração exótica é difícil entrar no recinto e não fazer ao menos um registro que lá esteve. Pedi um cappuccino, enquanto juntamente com as outras gurias, batia papo com os simpáticos proprietários do estabelecimento, que até nossos cartões de nossos blogs deixaram no mural do local para mostrar que por lá estivemos. <3

Informações – Caminito:

Endereço: Rua Sete de Setembro, 750
Telefone: (55) 9694 6544
Fanpage: https://www.facebook.com/cami.nito.545

Onde ficar?

Durante nossa passagem por Caçapava do Sul ficamos no sítio de um amigo da Alexandra e produtor do encorpado azeite Alma do Segredo, que juntamente com sua família nos recebeu muito bem.

Desta forma, não tenho condições de recomendar uma boa e experimentada (por mim) hospedagem na cidade.

                                                                ********************

Leia outros posts de nossa Rota Farroupilha, com foco nas atrações turísticas:

Guaíba, cidade berço da Revolução Farroupilha – o que fazer e onde comer?
Camaquã, o que fazer na Terra Farroupilha e capital do arroz parboilizado?
São Lourenço do Sul – o que fazer, onde ficar e comer na cidade balneário preferida do extremo sul
Rio Grande – o que fazer, onde comer e ficar na Noiva do Mar
São José do Norte – o que fazer, onde comer e ficar na cidade que termina a BR 101
Pelotas – o que fazer, onde comer, ficar e fazer compras na Capital Nacional do Doce
Piratini – o que fazer na Primeira Capital Farroupilha
Alegrete – o que fazer, onde comer e ficar na Terceira Capital Farroupilha
Dom Pedrito – o que fazer, onde ficar e comer na cidade do Acordo de Paz
20 de setembro, Celebração dos Ideais Farroupilhas e minha homenagem aos gaúchos
Bagé – o que fazer, onde comer e ficar na Rainha da Fronteira
Vinícola Routhier & Darricarrère – não será só o vinho da Kombi que te conquistará
Le Carroussel – onde compras queijos, vinhos e embutidos em Rivera
Restaurante La Perdiz, Siñeriz Shopping – onde comer em Rivera com requinte
Onde ficar na fronteira do Brasil com o Uruguai? Santana do Livramento ou Rivera?
Chuí (Chuy) ou Rivera – Onde fazer compras na fronteira do Brasil com o Uruguai?

Agradecimento ao apoio em Caçapava do Sul:

– Ao restaurante Urbanu´s que nos forneceu a cortesia do jantar e nos apresentou demais produtos de empresários locais, como a cerveja Artesana e os doces da Brigadeiru´s;

– Ao café Caminito que nos forneceu a cortesia do café e um bom e animado papo;

– Ao Minas Outdoor Sports pela cortesia do passeio nas Minas de Camaquã;

– A família do azeite Alma do Segredo pela hospitalidade e simpatia.

Agradecimento aos patrocinadores da Rota Farroupilha:

O roteiro teve o patrocínio do escritório BCM Advogados e da Agropecuária Sallaberry , além do suporte do Sebrae Costa Doce e de algumas secretarias de turismo. A viagem usou como base o Caminho Farroupilha elaborado pelo Sebrae – RS e oferecido como pacote turístico pela Tchê Fronteira Turismo, de Bagé – RS.

O projeto Rota Farroupilha e seus envolvidos:

O projeto #RotaFarroupilha é um projeto dos blogs Territórios e As Peripécias de Uma Flor em parceria com os blogs Café Viagem e Mochilinha Gaúcha, que contou com as participações especiais do blog Andarilhos do Mundo e a jornalista Criz Azevedo.

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)