Rio Grande – o que fazer, onde comer e onde ficar na Noiva do Mar

Rio Grande – o que fazer, onde comer e onde ficar na Noiva do Mar

Depois de uma intensa manhã na então charmosa e chuvosa São Lourenço do Sul, partimos rumo a cidade portuária de Rio Grande.

Localizada a 334 quilômetros de Porto Alegre, a cidade apelidada de A Noiva do Mar, também nos recebeu com forte chuva e frio, mas com toda a simpatia de Minéia, guia e proprietária da agência que leva seu nome, a Minéia Turismo, que topou fazer o tour conosco, em muitos momentos, dentro de nosso carro, já que não tivemos trégua por parte de São Pedro.

Rio Grande e a Revolução Farroupilha

O sonho da tomada da importante província portuária da época por Bento Gonçalves nunca se concretizou, o que levou um enorme prejuízo aos revolucionários no comércio de seu charque.

A cidade tinha um verdadeiro e robusto exército imperialista e pomposo acervo bélico, motivos suficientes para jamais serem derrotados pelos farrapos.

O que fazer?

1 – Visite o Centro Histórico

Pela sua arquitetura e antigos casarões, o Centro Histórico é uma atração a parte e o must see em Rio Grande.

Paris Hotel

Com construção datada de 1826 e considerado Patrimônio Histórico Estadual, o antigo prédio funcionava como casa de armador de navios até ser transformado no Hotel Internacional, que hospedou personalidades importantes como Dom Pedro II.

Foto: Minéia Silvana

Em 1938 passou a ser chamado de Paris Hotel e encontra-se em atividade até os dias de hoje. Segundo informações de nossa guia, o hotel é uma volta ao tempo, preservando ainda os lustres de época, as escadarias, o formato dos quartos e seus jardins e pátios internos.

Sobrado dos Azulejos

O também Patrimônio Histórico Estadual é o único sobrado urbano construído em estilo neoclássico e revestido de azulejos portugueses.

Foto: Minéia Silvana

Datado de 1862, atualmente é residência da Secretaria da Educação Municipal.

Antigo Prédio da Alfandega

Construído em 1804 a pedido do Imperador Dom Pedro II e com o objetivo de arrecadar os rendimentos da então província portuária, o antigo prédio da alfândega é o mais imponente e mais bela construção da cidade.

 

Infelizmente, a chuva e os carros em frente não beneficiaram as fotos.

Atualmente, abriga a Receita Federal e o Museu Histórico da Cidade de Rio Grande.

Acervo Histórico Portuário

Com várias gravuras, informações e peças de vários momentos da cidade, bem em frente ao porto está o Acervo Histórico Portuário de Rio Grande.

Prefeitura Municipal

Datado de 1824 e, construído originalmente com feições coloniais, foi residência (parte superior) e comércio (térreo) de Joaquim Rasgado até a sua venda para o então Comendador Antônio da Silva Ferreira Tigre.

Foto: Paula Brum, blog Mochilinha Gaúcha

Desta venda, surgiu uma negociação com a Intendência Municipal, que reformulou seu estilo para o neoclássico, sendo atualmente o sede da Prefeitura Municipal e um dos prédios mais antigos de Rio Grande..

Catedral de São Pedro

Construída em 1755 em estilo barroco colonial português, a Catedral de São Pedro foi tombada pelo Governo Federal  em 1938 e é uma das atrações turísticas da cidade.

Monumento e restos mortais de Bento Gonçalves

Em 1909 houve um concurso por todo estado para eleger a cidade que abrigaria os restos mortais de Bento Gonçalves. A cidade eleita seria a que fizesse o monumento mais bonito em homenagem ao líder revolucionário até 20 de setembro (data que é celebra da Revolução Farroupilha).

Foto: Gládis Pippi

Por ironia do destino, Rio Grande, uma das cidades imperialistas que Bento Gonçalves quis tanto ter a posse durante a República Rio Grandense, foi a campeã. Entre as cidades participantes estavam Porto Alegre, Bagé, Garibaldi e Santa Vitória do Palmar.

2 – Molhes da Barra

Um dos principais passeios oferecidos por Rio Grande, que infelizmente as condições climáticas (sempre elas) nos impediram de fazer. Construído em 1911 com o objetivo de proteger a entrada e saída do porto e proteger o canal de eventuais formações de bancos de areia, trata-se da terceira maior obra de engenharia naval do mundo, que atualmente transporta turistas em vagonetas (carrinhos movidos a vela que deslizam em trilhos) mar adentro.

Olha só o que perdi! 🙁

Horário de funcionamento: diarimente entre 7:30 às 18:00, exceto em dias de chuva.

3 – Vá a Praia do Cassino

Passe um dia de verão na Praia do Cassino na maior praia do mundo em extensão e se hospede no Lira Apart Hotel ou no Bellapraia Apart Hotel. Somente tome cuidado para não te esquecerem no retorno…rs

4 – Passe o dia em São José do Norte

Se tiver tempo, pegue a balsa rumo a São José do Norte e volte durante o por do sol. É a garantia de uma das mais belas paisagens.

Onde comer?

Outra excelente surpresa para o meu paladar nesta viagem foi conhecer a Casa Europa Gastrobar. Com cardápio assinado pelo seu renomado chef e proprietário Gustavo Rodenheber, que passou pelas cozinhas do paulistano Dalva&Dito, do alemão Wiesbaden e do catarinense L’Assiete, e com uma decoração rústica, ambiente e staff descolados e cheio de charme é um dos lugares que devem estar em sua lista quando for a Rio Grande.

Fomos recepcionadas com um cardápio especialmente preparado pelo chef Gustavo, que fez questão de nos apresentar, através de seus pratos, as principais pedidas de seus clientes, que comemos lambendo os beiços.

Couvert:

Devidamente aquecidas e embaladas em um saquinho próprio, fatias de focaccia, pão do campo e broa de milho acompanhadas de coalhada com cebolete (dos deuses!), manteiga amendoada, azeite de manjericão com molho pesto e pasta de gorgonzola foram o cartão de entrada para a nossa experiência gastronômica. Se o jantar parasse por aqui, já me dava por feliz de tão saboroso que estava!

Foto: Criz Azevedo

Engana-se quem pensou que parou por aí. Na sequência, um selecionado prato de frios e azeitonas para completar.

Caldo:

Na sequência e não menos saborosa, um caldo de mandioquinha com finas porções de costela desfiada e especiarias para aquecer aquele dia frio e chuvoso.

Salada:

Antes do prato principal, uma salada a altura de nosso cardápio e como manda o figurino, recheada de alface, rúcula, palmito, tomate, cebolinha marinada com toque de molho ao pesto e azeite para finalizar.

Prato principal:

E depois de toda preparação, lá veio ele, o prato principal! Risoto de ragu com ossobuco.

Sobremesa:

Ahhh, o gran finale! Não poderia ser melhor…

Sorvete de creme, com calda de caramelo, pedaços de pera e farofa crocante.

Não pensem que o Casa Europa limita-se a servir bons pratos. Por ser um gastrobar, uma seleta carta de drinks e bebidas estão a disposição de seus clientes para harmonizar com seus pratos ou com petiscos oferecidos em seu cardápio.

Minha pedida naquela noite foi um mojito, acompanhado de água com gás para descontrair e quebrar aquela segunda feira fria e chuvosa na cidade.

Informações – Casa Europa Gastrobar:

Endereço: Rua Benjamin Constant, 460 – Rio Grande
Telefone: (053) 3035 6257
Email: casaeuropagastrobar@hotmail.com
Fanpage: https://www.facebook.com/casaeuropagb/?fref=ts
Horário de funcionamento: Segunda a sábado entre 18:30 e 00:00

Mesmo durante as segundas feiras, o Casa Europa tem casa cheia. Por isso, aconselho a reserva antecipada.

Onde ficar?

Por se tratar de uma cidade portuária, a frequência e qualidade dos hotéis fica prejudicada quando falamos de turismo, mas a boa notícia é que a maior praia do mundo em extensão contínua está muito próxima e com excelentes opções de hospedagem.

Pernoitamos no Lira Apart Hotel, localizado na Praia do Cassino, que é uma graça e com opções que vão desde quartos convencionais até quartos para a família, mobiliados com cozinha compacta. Novamente, nos deu aquele sentimento de pena pelo fato do tempo não ter colaborado, mas certeza que voltarei para me hospedar por lá. Até mesmo porque aquela área externa da piscina remete a paz e sossego.

Foto: Lira Apart Hotel

Aconchegante e com um staff muito simpático, não é a toa que o Lira está entre as melhores opções de hospedagem na região. Nos hospedamos na suíte Punta Del Este, que conta com duas camas king size (ideal para quatro pessoas), cozinha compacta, ar condicionado, sinal de WiFi, armário, cofre e espaço suficiente para ficarmos confortáveis.

 

O café da manhã é bem servido e com opções de pães, bolos, frios, frutas, sucos, chá e café. Lembro que neste dia, íamos sair muito cedo para pegar a balsa rumo a São José do Norte, horário este que era muito antes do horário convencional do café da manhã.

Mesmo assim, o staff preparou tudo para nós praticamente de madrugada e cheio de simpatia. Fala se não é pra voltar a um lugar desse?

Além de todas as comodidades, o apart hotel ainda conta com uma mesa de sinuca e churrasqueira, para aqueles que não abrem mão de um bom churrasco fora de casa.

Como sou paulista, confesso que achei interessante o fato de ter uma churrasqueira à disposição dos hóspedes, mas as gaúchas que comigo estavam tiveram a mesma reação quando comentei da churrasqueira (Baaaah, tu estás no Rio Grande do Sul!)…

 

O Lira Apart Hotel está mais próximo do burburinho urbano, digamos assim, da Praia do Cassino. Caso você prefira se hospedar literalmente na praia, há a opção de ficar no Bella Praia Apart Hotel que é do mesmo grupo e muito bem rankeado no Booking -> Bellapraia Apart Hotel.

Informações do Lira Apart Hotel:

Endereço: Rua Lisboa, 353 – Praia do Cassino
Telefone: (053) 3236 1473 ou Whatsapp (053) 9900 0063
Website: http://www.liraaparthotel.com.br/
Email: reservas@liraaparthotel.com.br
Caso prefira reservar pelo Booking: http://www.booking.com/

********************
Agradecimento ao apoio em Rio Grande:

– Secretaria de Turismo de Rio Grande e ao Sebrae Costa Doce, que nos deram todo suporte;
– A guia e proprietária da Minéia Turismo por ter nos recebido, mesmo que de guarda chuva (tadinha”). Segue apresentação de sua agência para quem for a cidade:

 

E, também seu contato:
Telefone: (053) 8128 1999
– Ao Casa Europa GastroBar que nos presenteou com a cortesia do espetacular jantar;
– Ao Lira Apart Hotel que nos presenteou com a cortesia da hospedagem.
Agradecimento aos patrocinadores da Rota Farroupilha:

O roteiro teve o patrocínio do escritório BCM Advogados e da Agropecuária Sallaberry , além do suporte do Sebrae Costa Doce e de algumas secretarias de turismo. A viagem usou como base o Caminho Farroupilha elaborado pelo Sebrae – RS e oferecido como pacote turístico pela Tchê Fronteira Turismo, de Bagé – RS.

O projeto Rota Farroupilha e seus envolvidos:O projeto #RotaFarroupilha é um projeto dos blogs Territórios e As Peripécias de Uma Flor em parceria com os blogs Café Viagem e Mochilinha Gaúcha, que contou com as participações especiais do blog Andarilhos do Mundo e a jornalista Criz Azevedo.

 

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)