O que fazer, quantos dias e onde ficar no Atacama, além de outras dicas pra facilitar sua vida!

O que fazer, quantos dias e onde ficar no Atacama, além de outras dicas pra facilitar sua vida!

Seja um leitor parceiro! Faça suas reservas aqui pelo blog

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.

Muita gente que pretende ir ao Atacama sempre fica na dúvida do que fazer, como se preparar e onde ficar por lá. Para facilitar a vida dos meus leitores, preparei (e continuarei editando) este post com todos os artigos que escrevi sobre o destino até o presente momento com o que fazer, quantos dias e onde ficar.

Dicas úteis?

Antes de preparar a sua viagem ao Atacama é extremamente importante entender como funciona o destino e o deserto, as questões de aclimatação e os perrengues possíveis que você pode evitar passar por lá. Por isso, você antes de mais nada, é recomendável você ler este post que tratar sobre:

Atacama – dicas para ler antes de ir -> Clique neste link para ler o conteúdo correspondente

O que fazer?

O centrinho do Atacama é minúsculo, servindo de desculpa para ficar nele o mínimo possível e convite para explorar o que o deserto tem de mais bonito. Sua enorme diversidade de paisagens.

Com tantos lugares para ir, seria um pecado capital planejar uma viagem de poucos dias pra lá. Fiz isso no passado e me arrependi piamente. O ideal é ficar uma semana (o que fiz desta vez) para conseguir fazer todos os passeios e ficar aclimatado para as escaladas dos vulcões Lascar e Cerro Toco com os seus mais de 5.500 metros de altitude.

Se tiver tempo, emende na viagem o Salar de Uyuni (clique neste link para ler o conteúdo correspondente), Bolívia que é super perto do Atacama e um dos destinos dobradinhas mais procurados nos últimos tempos.

Durante os dias que fiquei no Atacama, consegui fazer vários passeios, todos super recomendáveis e que você pode colocar na sua lista do que fazer no deserto mais árido do mundo. Vamos a eles e aos respectivos links para os posts no blog? (ainda não estou todos por aqui, mas como muitos têm pedido dicas de passeio, resolvi já compartilhar o que já está pronto).

Quebrada del Diablo -> Clique neste link para ler o conteúdo correspondente

Quebrada de Quezala -> Clique neste link para ler o conteúdo correspondente

Spa Tour (hóspedes do Alto Atacama) -> Clique neste link para ler o conteúdo correspondente

Termas de Puritama -> Clique neste link para ler o conteúdo correspondente

Lagunas Cejar e Tebinquiche e Ojos del Salar -> Clique para ler o conteúdo correspondente

Piedras Rojas, Lagunas Altiplanicas e Laguna Tuyajto -> Clique no link para ler o conteúdo

Valle de La Luna, de La Muerte e Pedra Coyote -> Clique no link para ler o conteúdo

Onde ficar?

Tive a oportunidade de me hospedar em três diferentes hotéis no Atacama e as experiências foram muito agradáveis, além de únicas. Sinceramente, recomendo que você procure conforto e infraestrutura em sua hospedagem para evitar eventuais dos mais variados perrengues (falta de calefação, falta de internet boa, falta de água – item extremamente importante – como cortesia entre outros).

Hotéis de luxo –

Awasi Atacama -> Clique neste link para ler o conteúdo correspondente

Alto Atacama -> Clique neste link para ler o conteúdo correspondente

Hotel 3 estrelas e muito confortável – 

La Casa de Don Tomás -> Clique neste link para ler o conteúdo correspondente

Considerações finais – 

Para quem quiser ver mais fotos e fatos da nossa viagem ao Atacama, basta procurar nas redes sociais pela hashtag #JustFunChile . O projeto criado pelo Peripécias juntamente com os blogs Territórios e Guia Mundo Afora. Para quem quiser ter acesso a outras percepções da mesma viagem, confira também os relatos e vídeos feitos pelas meninas em seus respectivos blogs.

                                                                           *******************
Gostou da dica? Saiba que você pode reservar sua hospedagem aqui no blog (através deste link do Booking), sem qualquer custo adicional, ajudando na monetização do conteúdo deste blog, através de uma pequena comissão, que cobre em partes os custos de sua manutenção e proporciona que eu viaje cada vez mais, trazendo cada vez mais estas e outras informações bacanas e úteis para vocês.

Seja um leitor parceiro! Faça suas reservas aqui pelo blog

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.