Santana do Livramento – o que fazer, onde ficar e comer na Fronteira da Paz

Santana do Livramento – o que fazer, onde ficar e comer na Fronteira da Paz

Seja um leitor parceiro! Faça suas reservas aqui pelo blog

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.

No último ano fui a Santana do Livramento três vezes por motivos completamente distintos e similares ao mesmo tempo.

A primeira ida aconteceu porque a cidade estava na rota de retorno ao Brasil depois de alguns dias no Uruguai e na Argentina, a segunda foi para apresentar a região a uma amiga gaúcha (pois é…sou mais gaúcha que muitos, apesar de não amar tanto carne). Já a terceira ida foi porque a cidade estava em nosso caminho da Rota Farroupilha, feito em julho último.

Os motivos distintos foram esses, mas os similares foram pelo fato da cidade, que é fronteira do Brasil com o Uruguai, ter uma série de produtos a preços bem atrativos para nós brasileiros, ter uma excelente gastronomia, além de outras opções de entretenimento.

Como fiz posts detalhados das minhas experiências do que fazer, onde ficar e comer em Santana do Livramento e em Rivera, resolvi trazer os links dos relatos pra cá para ficar mais objetivo pra vocês. Quem quiser ver algo mais no detalhe, basta ir ao tema correspondente. Mais fácil e prático, além de não ficar extenso e cansativo.

O que fazer?

Esta é uma resposta fácil e difícil ao mesmo tempo. Tudo dependerá do tempo que terá disponível para conhecê-la. Sugiro que reserve ao menos dois dias na cidade para aproveitar o seu melhor com a calma merecida. Se não der, pelo menos fique até um final de dia.

As opções de entretenimento vão desde apreciar e degustar uma boa gastronomia, harmonizada com vinho uruguaio a se arriscar no casino da fronteira depois de um dia de andanças.
.
Compras

Quem não gosta de ir as compras? Não torça o nariz porque até o mais rabugento se rende as ruas e avenidas de Santana do Livramento e de Rivera, nem que seja para comprar um alfajor a preço convidativo. Eu, particularmente, dentro das opções de fronteira que conheço, esta dobradinha é a que têm mais opções para todos os gostos.

Fiz um post no blog no passado sobre o tema e os motivos pelos quais prefiro a fronteira daqui a do Chuí (Chuy). Para saber mais, basta clicar no link – Chuí (Chuy) ou Rivera – Onde fazer compras na fronteira do Brasil com o Uruguai?

Casino (ou cassino)

Já que na terrinha brasilis o vício da jogatina não é permitido, muitos se divertem ao menos uma vez no Rivera Casino & Resort, nem que seja uma simples moedinha.

Crédito da foto: Rivera Casino & Resort

Além de cassino, o empreendimento também oferece boas opções de hospedagem e entretenimento, como você pode conferir aqui – Rivera Casino & Resort – jogatina, gastronomia e hospedagem na fronteira com o Uruguai

Ferradura dos Vinhedos
 
Uma das atrações turísticas recentes da região, vem com a proposta de mostrar aos visitantes e turistas que não é só de compras e jogatina que a economia turística da região pode se sustentar. O tour da Ferradura dos Vinhedos com suas dez paradas traz enoturismo, aventura (já que a estrada é quase um rally), belas paisagens e história de Livramento para conhecermos um outro lado turístico da fronteira.
O detalhamento das paradas e maiores detalhes, também no blog – Rota da Ferradura dos Vinhedos em Livramento

Onde comer?

Quando o assunto é gastronomia na região, não pense duas vezes! Aos que gostam de comer bem, em lugares sofisticados, atravesse a fronteira e se esbalde em Rivera. Há uma série de opções de restaurantes, docerias, padarias e afins que vão encher o seu paladar de muito sabor. Dos que tive oportunidade de apreciar desta vez, destaque para:

La Perdiz – Restaurante La Perdiz, Siñeriz Shopping – onde comer em Rivera com requinte

Recém inaugurado e o mais requintado da região, não deixe de provar de entrada o mix de chipirones a la plancha (lulas grelhadas e recheadas, servidas em molho especial) e langostinos (camarões, servidos no mesmo molho dos chipirones), de prato principal o bife ancho (especialidade da casa) e pra fechar uma de suas deliciosas sobremesas, como a Copa La Perdiz (peça com doce de leite).

El Galpón – El Galpón e sua famosa parrillada em Rivera, Uruguai

Tradicional restaurante em Rivera é uma daquelas excelentes opções para quem quer se deliciar com uma deliciosa parrillada uruguaia. Destaque para o queijo assado que é de comer rezando…

Restaurante Gaúcho – Rivera Casino & Resort – jogatina, gastronomia e hospedagem

Localizado dentro do Rivera Casino & Resort, apesar de estar localizado muito próximo ao lobby, é uma daquelas boas experiências gastronômicas na fronteira. Prove o salmão com risoto de limão siciliano e camarões ou o cordeiro. Vai na minha!

Le Carroussel – onde comprar queijos, vinhos e embutidos

Não é um restaurante, mas sim um empório com uma variedade de queijos e embutidos de dar inveja. Imbatível na qualidade e manutenção dos produtos comercializados na fronteira, não perca as degustações harmonizadas de queijo e vinho que ocorrem aos sábados no espaço.

Onde ficar?

Durante o caminho da Rota Farroupilha ficamos na casa de hóspedes da Vinícola Carrau, que não é aberta para turistas ou turismo, por enquanto.

Como já me hospedei na região, o conselho que dou é procurar alguma pousada ou hotel em Santana do Livramento ao invés de Rivera. Além de ser mais barato, o valor é pago em reais, não tendo que sofrer com eventuais oscilações na taxa de dólar. Gostei bastante da hospedagem oferecida pela Pousada La Vivienda e caso queira ficar por lá, recomendo de olhos fechados. Tem também post no blog -> Onde ficar na fronteira do Brasil com o Uruguai.

Agora, se preferir se hospedar dentro de um casino, já sabe o local em Rivera, né?

************************

Leia outros posts sobre a Rota Farroupilha:
Guaíba, cidade berço da Revolução Farroupilha – o que fazer e onde comer?
Camaquã, o que fazer na Terra Farroupilha e capital do arroz parboilizado?
São Lourenço do Sul – o que fazer, onde ficar e comer na cidade balneário preferida do extremo sul
Rio Grande – o que fazer, onde comer e ficar na Noiva do Mar
São José do Norte – o que fazer, onde comer e ficar na cidade que termina a BR 101
Pelotas – o que fazer, onde comer, ficar e fazer compras na Capital Nacional do Doce
Piratini – o que fazer na Primeira Capital Farroupilha
Alegrete – o que fazer, onde comer e ficar na Terceira Capital Farroupilha
Caçapava do Sul – o que fazer e onde comer na Segunda Capital Farroupilha
Dom Pedrito – o que fazer, onde ficar e comer na cidade do Acordo de Paz
20 de setembro, Celebração dos Ideais Farroupilhas e minha homenagem aos gaúchos
Bagé – o que fazer, onde comer e ficar na Rainha da Fronteira
Vinícola Routhier & Darricarrère – não será só o vinho da Kombi que te conquistará

************************

Agradecimento ao apoio:
– A Secretaria de Turismo de Santana do Livramento por intermediar as ações que fizemos com os empresários locais e a Pampa e Fronteira Turismo e Eventos pela cortesia do passeio da Ferradura dos Vinhedos.
 
– Aos restaurantes La Perdiz, El Galpón, Restaurante Gaúcho e Le Carroussel pelas cortesias das refeições. 
 
– Em especial ao nosso amigo e cicerone Ignacio Carrau, que nos recebeu muito bem em sua residência em Rivera e intermediou nosso contato com os empresários locais. Muito obrigada por tudo! 
 
Agradecimento aos patrocinadores da Rota Farroupilha:


O roteiro teve o patrocínio do escritório BCM Advogados e da Agropecuária Sallaberry , além do suporte do Sebrae Costa Doce e de algumas secretarias de turismo. A viagem usou como base o Caminho Farroupilha elaborado pelo Sebrae – RS e oferecido como pacote turístico pela Tchê Fronteira Turismo, de Bagé – RS.


O projeto Rota Farroupilha e seus envolvidos:

O projeto #RotaFarroupilha é um projeto dos blogs Territórios e As Peripécias de Uma Flor em parceria com os blogs Café Viagem e Mochilinha Gaúcha, que contou com as participações especiais do blog Andarilhos do Mundo e a jornalista Criz Azevedo.

                                                                         **********************
Gostou da dica? Saiba que você pode reservar sua hospedagem aqui no blog (através deste link do Booking), sem qualquer custo adicional, ajudando na monetização do conteúdo deste blog, através de uma pequena comissão, que cobre em partes os custos de sua manutenção e proporciona que eu viaje cada vez mais, trazendo cada vez mais estas e outras informações bacanas e úteis para vocês.

Seja um leitor parceiro! Faça suas reservas aqui pelo blog

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.