Como escolher seu próximo smartphone?

Como escolher seu próximo smartphone?

Quais as principais caracteristicas de um smartphone? Se para você Snapdragon é um pokemon, Ram é o ser que coaxa no rio ou GPU é algo que tem no carro, fique por aqui que este post foi feito pensando em você, que adora ficar conectado, mas que não faz a menor ideia de como escolher o seu próximo smartphone.

Pra isso, não ligarei o modo super nerd [ON], vou mantê-lo em [OFF] hoje. Assim ficará fácil compreender as 7 orientações simples que deverá analisar antes de comprar um celular.

Antes de começar, farei um adendo. Não falarei se o celular é single ou double chip ou se ele tem TV (um desperdício por sinal de bateria e memória interna). A ideia é falar dos pontos que importam para te ajudar a ver qual se encaixa melhor dentro de seu orçamento. Às vezes, R$100,00 podem fazer a diferença entre 1 ano e 2 anos de uso.

Sim, sim eu disse 2 anos. Nessa nossa economia consumista, nada dura mais que 2 anos. É assim que o mercado funciona. – Está duvidando de mim?! Pensa quanto tempo durou o seu primeiro celular e, se esse agora, você já, já não vai querer trocar!

Vamos lá?

0.0 – Preço!

O fator decisivo mais importante para muitas e muitas pessoas!

Sim, mais importante que marca, cor ou tamanho. O preço é fator 0 porque ele vai dar a chave nas escolhas de modelo, marca, cor e tamanho.

Óbvio que um celular de R$ 3.000, é melhor que um de R$ 1.500, que é melhor que um de R$600, mas você consegue ótimas opções de R$600, se souber os pontos chaves pra isso. E eles são seis: processador, RAM, armazenamento, tela, bateria e versão do sistema operacional.

Processador:

Simplesmente é quem manda. Existem vários modelos, Tegra, Snapdragon, Exynos entre outros nomes complicados que mais parecem pokemons. Resumidamente, os celulares são divididos em 2, 4 e 8 núcleos. Assim como num PC, não necessariamente 8 cores é 2x mais rápido que 4 cores.

imagem Qualcomm.com.br Processado Snapdragon

Crédito da foto: qualcomm.com.br

Ricardo do céu, o que é um core?! Grosseiramente explicando, um core é um assistente. Se você tiver dois, pode pedir para um atender ao telefone e para outro para tocar uma musiquinha. Agora, se quiser que um redija um texto e outro ligue a TV e fique trocando de canais, a coisa vai ficar complicada. Se você tem 8 assistentes, eles podem fazer essas 4 funções e muito mais, porém 8 só serão mais eficientes que os 4 se o programa que você usar (o APP) for preparado pra pedir coisas para tantas pessoas diferentes. Se ele for feito para dois assistentes, não vai mudar muito o desempenho, tendo como a vantagem deixar em espera os outros 6 caso alguém ligue ou você queira ouvir uma musiquinha.

Por isso, além da quantidade de cores, o que importa? A velocidade. Entenda como aceleração mesmo, é a melhor analise. De 1.3GHz para 2.0GHz é muita diferença.

Um octacore 2.0GHz é melhor que um quadcore 1.3GHz, mas um quadcore 2.0GHz pode ser igual em funções quanto a um octacore 2.0GHz. Mais uma coisinha, pense no processamento como um motor de carro. Um motor de 1.3 é mais econômico que um 2.0, que é a mesma lógica para cá. Quanto maior a potência do celular, mais a bateria vai ser sugada de canudinho.

RAM:

Essa não coaxa. É a quantidade de alocações permitidas no sistema que delimita o tráfego de informações. Traduzindo, lembra dos assistentes acima? Imagina que a RAM é uma mesa aonde eles trabalham todos juntos. Se você tem uma mesa bistrô e tem 8 pessoas querendo usar a mesa para trabalhar, vai ter problemas para gerenciar todo mundo. Agora, se você tem uma mesa enorme daquelas de 20 pessoas é muito mais confortável.

Conclusão: quanto mais bruto o processador, mais RAM ele precisa para operar direito; mais velocidade e menos consumo de bateria. Regra básica: se o seu celular é dual core e tem 1gb ram, ele vai ser baratinho, mas vai ser bem lerdinho. Ideal é sempre quanto mais melhor.

Armazenamento:

Esse não tem segredo, temos 4gb (antigooo), 8gb (sacanagem), 16gb (cabe alguma coisa) , 32gb (opa, aí sim espaço) e 64gb (isso sim, símbolo de ostentação de celular).

Imagem Androidguys.com Memória                                                                   Imagem via: Androidguys.com

Tá ok! Mas qual a diferença do celular que tem 64gb para o que tem 16gb expansível até 32gb via chip? Até as últimas versões do Android, você tinha a memória interna do celular para programas e a externa para dados extras como mp3, fotos, vídeo e por aí vai.

A última versão do Android liberou a memória externa para programas (dependendo do fabricante). Então, para quem morde a maçã, dê mais uma mordida pois essa é uma vantagem ótima para o Android estar livre das limitações de fábrica.

Resumidamente: quanto mais memória melhor. Fácil né!? – Não preciso comparar memória com um depósito que quanto mais cheio ele fica, mais difícil (lerdo) para acessar conteúdos, preciso??

Bateria:

Podia fazer uma piada com escola de samba, MAS NÃO VOU! É a gasolina do teu celular Lithium-Ion, mais precisamente. É responsável pelo peso no seu celular e, quanto mais pesada, mais capacidade de armazenagem e vida útil. Ou seja, aquele celular fashion finíssimo super estiloso, não vai durar tanto quanto um celular mais pesado.

Grosseiramente, quanto maior e mais pesado o celular ele tende a ter uma bateria melhor.

Imagem via Howstuffwork.com

Imagem via Howstuffwork.com

Tela:

Outro fator simples de explicar quanto maior melhor, certo?!

Mais ou menos, mais ou menos…a tela, você sempre lembra dela quando o celular acerta o chão. Se ela for de vidro…pode doer no bolso. Mas como saber?! Qual tela é melhor? Por que minha tela não é feita do que é construído as caixas-pretas dos aviões?

Para continuar simples, elas podem ser LCD, Super LCD, Amoled, Super Amoled e IPS. Explicando rapidamente, a LCD é o padrão, a Amoled é melhor porque tem cores mais vivas, a Super Amoled é melhor ainda e ambas consomem menos bateria. Já a Super LCD é como a Super Amoled, mas consome mais bateria. A IPS é a tela do Iphone/Ipad (e agora do LG também) e ela tem a melhor resolução, sem problemas com ângulos, mas obvio como é a melhor, é a mais cara.

Além disso, ela pode ser capacitiva ou resistiva. A capacitiva é a tela mais sensível que, como qualquer parte do corpo reage com a tela a resistiva. Você precisa fazer uma certa resistência para que ela funcione, geralmente utilizando a capacitiva.

Para finalizarmos o assunto, o que é o tal gorilla glass entre outros vidros que caem e estouram? Bem, são vidros altamente resistentes a risco (RISCO NÃO É QUEDA!) que protegem a sua tela de danos. Por isso, seu smartphone mesmo quebrado, quando possui um gorilla glass não necessariamente teve a tela (combo ali de cima LCD e o touch resistivo ou capacitivo) danificado. Ele é feito para proteger de chaves e outros elementos que podem riscar e danificar a sua tela.

Por isso recomendo aquela película de vidro instalada assim que o celular é comprado, mesmo que o seu celular tenha gorilla glass ou outras telas protetoras em vidro.

Sistema Operacional (O.S. para os íntimos):

De tudo acima esse é o mais pessoal de todos. E já dou minha opinião, aqui e agora. Como dizia a Bíblia: mordeu a maçã abraçou o capeta…rs. Como um bom nerd, preciso ser defensor do “robozinho”, mas agora falando sério…tirando o Windows Phone (que quase faliu a Nokia), só temos duas opções viáveis.

imagem via optclean.com.br

imagem via optclean.com.br

O “robozinho”, que pode ser puro ou cheio de pré definições (conforme fabricante – Motorola, Lenovo e Asus produzem versões mais puras do Android), ou iOS. Ambos têm vantagens e desvantagens, mas são tecnicamente equivalentes.

Por mais flame wars que o assunto possa gerar, as versões mais novas imperam nas versões mais velhas e isso influencia em muita coisa, inclusive, no hardware da máquina. Um celular de 3 anos por mais forte que seja, sofre muito com versões antigas dos sistemas operacionais. Por isso, sempre procure o sistema operacional mais novo.

Ricardo do céu, mas como eu sei qual sistema é o mais novo? Segue 2 links lindos para vocês:

Android – com a história do O.S da Google

iOS – com a história do iOS, apesar que iphone é fácil quanto maior o número melhor.

Espero ter ajudado vocês, lembrando que o bolso é quem manda mas as vezes com esse conhecimento passado espero que consigam escolher melhor os seus aparelhos.

Até o próximo post (porque eu só escrevo textos imensos? Não sei…)

Abraços,

Ricardo Andion

 

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)