Casa da Virgem Maria na Turquia

Casa da Virgem Maria na Turquia

Durante a minha temporada na Turquia, não poderia deixar de visitar a Casa da Virgem Maria. Localizada no Monte de Koressos e próxima a histórica cidade de Ephesus, a pequenina e simples casa de pedra além de ser um lugar de paz por tudo que representa, tem uma extrema importância religiosa não só para os católicos, mas também para os muçulmanos.

A Casa da Virgem Maria em si

Descoberta através de sua descrição em visões da freira alemã Ana Catarina Emmerich, que afirmava que o local fora a Casa da Virgem Maria após a crucificação de Cristo e refúgio até seus últimos dias. Embora a Igreja Católica não reconheça o local devido a falta de provas concretas, muitos peregrinos visitam o recinto desde a sua descoberta no século XIX.

Independente de ter sido reconhecida pela Igreja ou não, a Casa da Virgem Maria e seus arredores passam paz e muita fé e, é por conta disso que acredito que atraía a quantidade de peregrinos que tem atraído ao longo dos anos. Eu, particularmente, fique bastante emocionada e saí de lá muito mais leve do que quando cheguei.

Dentro da casa, originalmente de pedra, há dois ambientes, sendo um deles o local em que foi construída uma pequena capela para que as pessoas possam entrar, rezar, pedir, agradecer. Normalmente, devido ao grande número de excursões, peregrinos e turistas, o local fica cheio, tendo um limitação de pessoas para entrar no recinto. Como estava com guia particular e invertemos a ordem das costumeiras paradas, indo a Ephesus depois de irmos à Casa da Virgem Maria, tive a sorte de ficar sozinha e em paz no recinto por alguns bons minutos para agradecer tudo o que tenho recebido da vida.

Os arredores e a água santa

Muito próximo a capela, há um local em que as pessoas acendem suas velas e fazem seus pedidos à Virgem Maria. Na sequência, uma pequena escadaria ao ar livre te leva a uma série de pias/fontes com água potável que não é simplesmente água potável para se refrescar do calor durante o verão.

Como a fonte desta água passa por baixo do quarto que um dia foi de Maria, acredita-se que tal água é benta, santa, sagrada e, por este motivo, muitas pessoas enchem suas garrafas e levam para casa. Claro, que eu também fiz a minha parte! Abri a torneira, lavei meu rosto, meu pescoço e meus braços com a água sagrada e trouxe algumas garrafinhas para o Brasil.

Mural de pedidos

Bem ao lado esquerdo da torneira com as fontes, há um verdadeiro paredão em que você poderá colocar o seu pedido ou agradecimento à Virgem Maria. Algumas pessoas escrevem em papel e colocam seu bilhete ou pendurado ou enfiado nas rochas. Já outras pessoas, com receio da ação do tempo, o colocam em laços ou panos amarrados. Independente da forma que depositará sua fé, não esqueça de levar caneta, papel, lenço etc, pois não há qualquer infra por lá para te acudir.

Dicas úteis

Fotos e trajes

É terminantemente proibido tirar fotos, filmar ou entrar com trajes inapropriados dentro da casa. Trajes inapropriados, lê-se camisa sem manga, saia curta, bermuda etc etc. No dia, apesar do forte calor, fui de camiseta e calça jeans para não ter problema.

Atenção com as garrafinhas d’água sagrada!

Depois de alguns dias na região, retornei a Istambul de avião e, no momento que entrei no aeroporto da cidade próxima a Pamukkale, a pessoa responsável pela segurança no aeroporto queria confiscar as minhas garrafas de água benta que estavam dentro da mala. Pedi “pelo amor de Deus” que não fizesse aquilo, ela conversou bastante comigo e foi até o balcão do check in para se certificar de que a minha pequena bolsa fosse despachada para que eu não tivesse problema de ter as garrafinhas confiscadas. Para quem não sabe, naqueles pequenos aeroportos turcos, assim que você chega (na porta de entrada mesmo), há um controle de segurança. Depois que você passa por ali é que é direcionado para o check in e outras dependências do aeroporto.

(Para quem não acompanhou a minha viagem à Turquia, eu cheguei em Istambul de um voo do Brasil, mas as minhas malas, não. Como no dia seguinte parti para uma viagem pela Turquia, tive que comprar uma bolsa pequena, roupas, biquini turco, sapatos, chinelos etc, além de alguns adereços para me virar naqueles dias antes de retornar a Istambul. A bolsa que estava neste dia era uma bolsa de mulher destas de dia a dia mesmo e não uma mala pequena de mão. Por conta disso, provavelmente foi que ela implicou comigo, mesmo eu tendo outra bolsa do dia a dia comigo e sabendo que iria despachar a bolsa com as tais águas).

É possível comprar a água benta em  vidros “turísticos”

Chegando ou saindo da Casa da Virgem Maria, obviamente você se deparará com várias tendas “lujinhas”. Ali, são vendidos frascos com embalagens de vidro ou outros tipos de material com a imagem de Maria e, segundo eles, com a água benta. Como a gente nunca sabe se é verídico ou não, aconselho, se gostar da lembrança, de comprá-la e preenchê-la com a água direto da fonte.

A água da fonte não vai acabar…

Há várias “pias largas” em que você pode encher a sua garrafinha no local. Por isso, não se desespere para chegar até lá antes do coleguinha de excursão…rs

Como chegar?

O caminho é muito longo para quem vem de Istambul. Por isso, quando planejar a sua ida, busque pacotes que levem até a região ou de avião ou de ônibus. Eu que adoro pegar carro em tudo quanto é canto, particularmente, não recomendo na Turquia, pois fora dos grandes centros turísticos, poucos falam inglês e não há muitas indicações em inglês. Apesar de ter Waze, GPS, Google Maps e afins, será perrengue desnecessário. Não esqueça que estará em um país de cultura completamente diferente da nossa e com regiões de conflito.

Fui à região em um voo de Istambul a Izmir e contratei um serviço privado. Não posso indicar ou opinar sobre as excursões em grupos, mas sei que há muitas, inclusive nos dias  de hoje, deve ter algumas que tenham até guias que falem português (caso contrário vá em um grupo que fale espanhol ou inglês).

Geralmente, a excursão mais longa que te levará à Casa da Virgem Maria é o mesma que passará por Ephesus, Pamukkale e outros pontos. Uma dica excepcional que posso dar a vocês (muitos vão me agradecer) é ESCOLHER o tour que pára uma ou mais noites em Kusadasi.

Para quem não conhece é a Mônaco da Turquia. Olha só o hotel que fiquei por lá no balneário -> Charisma De Luxe Hotel, com todos os quartos de cara para o mar Adriático, o que é bem melhor que dormir em cidades pacatas ou sem muita badalação, como Izmir ou Selçuk. O melhor disso tudo que o “pacote” aéreo, tour e hospedagem não é tão caro pelo fato do país ter um custo de vida relativamente baixo. Ou seja, dá pra ir com glamour!

Quanto custa?

É a resposta mais relativa de todas, pois dependerá quantos dias ficará, se vai de avião ou de ônibus, em que tipo de hotel ficará e qual tipo de excursão fará. Se posso dar uma dica, feche o seu pacote aqui no Brasil pra facilitar a sua vida e se certificar que realmente o tour que tem guia que fala português, realmente fala português, que o tour que se diz privado, realmente é privado. Quando fechei o trajeto, a Mabel, minha agente de viagens viu tudo pra mim! Só me preocupei em ir pra lá e depois me virar com o perrengue da mala…rs – O contato dela é Mabel Kinder, no email: mabel@oficinadeeventoseturismo.com.br (não tô ganhando nada por a indicar, indico porque ela sempre me salva quando preciso.)

Gostou da dica? Seja um leitor parceiro e ajude a gente também! 

Precisa reservar seu hotel? Se você reservar sua hospedagem aqui no blog (através deste link do Booking) ou qualquer outro serviço através destes links de comparativo de seguro viagem, chip internacional de celular ou aluguel de carro sem IOF, além de não te custar nada a mais, ajudará na monetização do conteúdo, através de uma pequena comissão que receberemos.

Isto fará com que sejam cobertos, em partes, os custos de manutenção e proporcionará que viajemos cada vez mais, trazendo cada vez mais estas e outras informações bacanas e úteis.

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)