Florença a Cinqueterre em um dia. Será que vale a pena?

Florença a Cinqueterre em um dia. Será que vale a pena?

Quando planejamos uma viagem a Itália, o roteiro é muito difícil de definir por conta da enormidade de coisas para visitar e fazer naquela pequena e linda “bota’. Muitos viajantes com o tempo curto de viagem costumam fazer o básico: Roma, Milão, Florença e Veneza, quando cabe nos dias e no bolso e, com isso buscam fazer bate e volta entre alguns lugares que valem a pena conhecer. Um desses roteiros de um dia que acho bacana de fazer é o bate volta de Florença a Cinqueterre, com Portovenere.

Apesar de ser cansativo e bem corrido, a rota é linda e compensa cada hora de sono roubada e cada minuto na estrada. Vai por mim!

Por incrível que pareça, Florença não faz e nem fez os meus olhos brilharem tanto assim. Por isso, quando vi no hotel que era possível fazer um bate volta de Florença a Cinqueterre, não pensei duas vezes e fui buscar maiores informações sobre o tour e convencer um grupo de amigos a dar um “skip” de um dia em uma das cidades mais visitadas da Itália…rs

Para me ajudar a convencer de que o tour seria uma boa ideia, muitas atrações em Firenze estavam fechadas por conta de uma greve geral que acontecia no país. Além disso, já tido ido a Cinqueterre, tendo a experiência de alguns dias naquela região e em La Spezia e com propriedade para arriscar, sem medo de errar! A única coisa que tinha receio era o fato de ser um tour bate volta (que particularmente não gosto), ou seja, super pouco tempo para conhecer. Mas porque não ir e mostrar aquela belezura aos amigos?

Dinâmica e logística – quais são as paradas do tour de Florença a Cinqueterre?

Firenze até Portovenere (ônibus)

O ônibus parte de Florença (Firenze) e vai até o pier que faz a linha de travessia de barco até Portovenere, na Liguria. O vilarejo é uma graça, com um quê de Portofino, além de ser uma das inspirações de Lord Byron e A referência ever em pesto! Não deixe de comprar o seu como um belo souvenir e comer rezando por lá focaccia al pesto!

Com certeza é um dos pontos altos do tour antes de chegar em Cinqueterre. Nunca tido ido a este vilarejo e foi paixão a primeira vista! Tem um relato completo sobre o lugar no blog para inspirar vocês a conhecerem -> Portovenere – um dos charmes da Liguria, mesmo que o tour que faça não pare nesta belezura.

Portovenere até as terres de Cinqueterre (barco)

A saída de barco de Portovenere é algo inesquecível. A beleza da paisagem que vai sumindo com o avanço da embarcação rumo a Cinqueterre rende excelentes registros que serão guardados na memória, com toda certeza!

Todas as paradas previstas no tour em Cinqueterre são feitas de barco, mas é importante mencionar que não há tempo hábil para parar em todas as cinco. Com isso, são feitas três boas (em tempo e beleza) paradas, sendo que na primeira e segunda paradas há o retorno para o barco e na última já começamos o processo de retorno a Firenze.

As paradas feitas nas terres de Manarola, Vernazza e Monterosso (a mais bela de todas pra mim) tem um bom tempo para andar por cada uma delas e conhecer um pouco do espírito daquele canto tão especial da Itália.

Em Monterosso, como o tempo é maior, pare para tomar um drink olhando para o mar ou simplesmente deite na areia e tome aquele sol quente e com um quê de glamour do verão europeu. Por lá, não deixe de subir até o final para curtir este visu e descobrir o que tem depois do túnel.

Monterosso a La Spezia (trem)

O retorno começa na bela Monterosso. Como a volta é de trem, atente-se para os horários e vá para a estação com antecedência porque é uma das estações mais cheias de Cinqueterre, tipo Estação Sé do Metrô de São Paulo, manja? rs – Além disso, a malha ferroviária tem atrasos, o que pode comprometer a sua programação.

De lá, voltamos até La Spezia e pegamos o ônibus, felizes da vida, de volta para Florença, com a certeza de que vale muito a pena fazer este bate volta de Florença a Cinqueterre, com Portovenere.

Curtindo as dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada 😉

Como fechar o tour?

Primeiramente para não gerar qualquer expectativa, a logística do tour era a que estava disponível quando o fiz. Não necessariamente você tenha a mesma opção ou mesmo trajeto, ok? Fechei direto com o hotel, falando em italiano com o recepcionista, mas sei que é possível fechar pelo Brasil com empresas de tickets e agências de viagem. Se me perguntar o que é mais vantajoso, normalmente não há muita diferença, faça a cotação com antecedência para avaliar. Outra coisa, você não precisa falar italiano para questionar qualquer coisa com a recepção do hotel, mas procure falar em inglês com eles e nada de falar em espanhol ou português achando que eles tem a obrigação de te entender. Os italianos, assim como os franceses, odeiam este tipo de comportamento e são capazes de te mandarem para “&8@#$”…

Uma coisa legal que é possível fazer na Itália para quem estiver viajando de trem é ir até a turma de informações turísticas da estação. Ali é possível o time te ajudar com dica de passeio, restaurante e por aí vai. Eles geralmente buscam o que é mais barato ou mais conveniente para você.

Quanto custa o tour de Florença a Cinqueterre?

Vai depender do tipo de tour que você fechará, se vai parar em Portovenere (altamente recomendável!) e por aí vai. Para ser conservadora, sugiro reservar entre EUR 100 e 150, no dia para o tour e despesas com alimentação e beliscos durante o dia. Lembre-se que estará na Itália e não tem como não dar aquela beliscada aqui, pedir um sorvete ali. Dio Santo!

O tour normalmente inclui todos os transportes, que compreende o ônibus, o ticket das embarcações e dos trens. Pergunte antes para certificar que está tudo incluso mesmo e se há opção de almoço, quanto custa o tour com e sem a refeição. Às vezes, vale não comprar o tour com almoço para não ficar preso em uma mesa enorme com os coleguinhas de tour e procurar uma alternativa diferente e com um visual mais bacana.

Dinâmica e logística – como ir com de Florença a Cinqueterre por conta própria?

De trem ou de carro até La Spezia

Se não gosta de tour, excursão e afins e, se estiver em Firenze ou em qualquer outra cidade que consiga ir ser grandes problemas e tempo de viagem até La Spezia, é uma opção. Não recomendo ir de carro por conta do valor do estacionamento, mas se for um simples bate e volta, coloque no papel o valor x conforto e veja o que vale mais a pena pra você. – Lembre-se ou saiba que: não é possível transitar de carro em Cinqueterre.

Quando fui a primeira vez, fiz a Riviera Francesa e Italiana toda de trem, me hospedando em La Spezia por uma noite e depois alguns dias em Cinqueterre (que pertence também a La Spezia), mas sei que nem todo mundo tem este tempo de viagem.

Se hospedar em La Spezia é bacana por ter maior facilidade para locomoção, fora que estará em um lugar com mais opções para tudo, além de ter uma hospedagem mais barata. Agora, se optar por ficar em Cinqueterre, dependendo do tipo de hospedagem, prepare o bolso e planeje bem em qual das “terres ficará”, até por conta da logística de ir de uma para outra, dos horários dos trens etc. Apesar do glamour que hoje os brasileiros depositam em Cinqueterre, a entrada nos vagões dos trens nas “terres” mais badaladas parece o Metrô da Sé (cidade de São Paulo) em horário de pico, quase constante. Os italianos e demais turistas não tem muito critério e educação e empurram mesmo para conseguir entrar no trem e te deixar na estação a espera do próximo.

O transporte pelas terres de Cinqueterre

Não é possível andar de carro nas terras, conforme falei acima. Desta forma, você terá que ir de uma terre para outra de trem, barco, lancha ou até mesmo a pé. Se optar em ir a pé, lembre-se de estar abastecido de muita água durante o alto verão porque é punk!

Por falar em água, sempre tente comprar sua garrafa gelada não nos comércios e lojas que estão de frente mar ou próxima aos mirantes, suba ou saia um pouco destes pontos e tenha uma economia de pelo menos um euro em cada garrafinha. Em Monterosso me lembro que nas lojas de baixo e na ” linha do mar”, a garrafinha era EUR 2, e subindo as escadas caía para EUR 1. Fica a dica!

Se tiver tempo e, não for no esquema bate volta, vá a Portofino e Santa Margherita

Ahhhh…Portofino e Santa Margherita! Você pode seguir de La Spezia de trem até Santa Margherita e de lá ir a Portofino em uma embarcação ou pegar o barco de Cinqueterre até Portofino, por exemplo. Nesta parte da Liguria você verá o real significado de “luxo”, além da beleza e charme das duas localidades.

Eu, como sou uma apaixonada por toda a Liguria, peço que considerem este roteiro em uma viagem a Itália. Não deixem de fazer a rota completa se puderem algum dia, com direito a Portovenere, Cinqueterre, Santa Margherita e Portofino, pelo menos. É muita beleza para tão pouco pedaço desta bota! – Se não tiver tempo, nem orçamento, este bate volta Florença a Cinqueterre já valerá a pena 😉

Gostou da dica? Seja mais um leitor parceiro e ajude a gente também!

Precisa reservar seu hotel ou hostel? Se você reservar sua hospedagem aqui no blog (através deste link do Booking) ou qualquer outro serviço através destes links de seguro viagem com comparativochip internacional de celular entregue em casa ou aluguel de carro parcelado e sem IOF, além de não te custar nada a mais, ajudará na monetização do conteúdo, através de uma pequena comissão que receberemos. – Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking, entre novamente pelo link do blog para fazer a nova reserva, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva

Isto fará com que sejam cobertos, em partes, os custos de manutenção e proporcionará que viajemos cada vez mais, trazendo cada vez mais estas e outras informações bacanas e úteis.

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)