Ortorexia – Quando ser saudável demais faz mal!

Ortorexia – Quando ser saudável demais faz mal!

Ortorexia – quando ser saudável demais faz mal!

Sabe aquela frase que a diferença entre o remédio e o veneno é a dose? Pois é ! Hoje é dia de falar sobre ortorexia que trata justamente disso, já que aqui no blog vivo martelando na questão do equilíbrio. Fico triste de ver pessoas tão obcecadas por levar uma vida saudável, que além de virarem escravas desse #lifestyle acabam desenvolvendo problemas físicos e psicológicos e, terminam vítimas da ortorexia, a mais nova forma de transtorno alimentar.

Tal transtorno nada mais é do que uma obsessão por comidas saudáveis e dietas extremamente rígidas (Olha aí o contraponto de novo! Cadê o equilíbrio?) e fora identificado pela primeira vez em 1997 por um médico americano chamado Steven Bratman, autor do livro “Healthy Food Junkies”, que traduzido seria mais ou menos como viciados em comida saudável.

A palavra ortorexia vem do grego: orexsis que significa apetite e orthós, que significa correto. A diferença para bulimia e anorexia é que a principal característica do ortorexico é a fixação pela pureza dos alimentos, não tendo relação direta com a quantidade de calorias ou com o emagrecimento por si só. É mais ou menos quando alguém elabora ou segue uma dieta que acredita ser saudável e se apega àquele roteiro de tal forma que não come nada mais além daquilo. Acredito que todo mundo já ouviu alguém famoso dizer que o segredo da barriga tanquinho é uma dieta a base de frango com batata doce, ovos, atum e algumas folhas de alface. Todos são sim alimentos saudáveis, mas vamos combinar, que ninguém consegue sobreviver a base destes alimentos. Com certeza faltam nutrientes e vitaminas!

Uma dieta equilibrada e diversificada é fundamental como base de uma vida saudável, pois garante a inclusão de todos os grupos alimentares. Além disso, educa as pessoas para que saibam fazer escolhas certas além de facilitar a vida em sociedade. Uma das consequências das pessoas que sofrem desse transtorno é a reclusão social, pois para evitar sair da “dieta”, muitas vezes elas preferem ficar em casa para garantir a refeição. Alguns levam marmitas para cima e para baixo, causando situações curiosas pra dizer o mínimo rs…

Mas o que causa a ortorexia? Ela não tem uma causa específica, pode surgir de bullying, pode aparecer após uma reeducação alimentar, influenciada pelas mídias sociais (que cultuam corpos magros e atléticos e bombardeiam as pessoas com suas regras).

Alguns comportamentos que ajudam a identificar o problema são:

  • Preocupação extrema com o preparo dos alimentos. A pessoa deixa de consumir alimentos fora de casa;
  • Não tem mais prazer nas refeições. Só pensa em “nutrir o corpo” mas esquece do fator social que a comida representa nas relações humanas, ou seja, deixa de ter vida social;
  • Sente culpa extrema e aperta mais ainda o cerco quando dá uma pisada na bola;
  • Gasta um tempo anormal, analisando rótulos, comparando tabelas nutricionais e preparando sua dieta;
  • Só fala nisso o tempo todo e critica tudo e todos ao seu redor quando estes consomem alimentos que ela acredita não serem saudáveis;
  • Pode apresentar desbalanceamento nutricional, emagrecer demais, ficar anêmico e sem energia.

E como sair dessa? A primeira coisa é reconhecer que está com um problema sério. Acompanhamento terapêutico pode ser uma ferramenta importante para se libertar dessa escravidão, além de uma bela consulta a um nutricionista para ouvir sua opinião. Tais iniciativas são passos certeiros para a conquista da vida saudável de verdade!

De novo pessoal, isso já tá virando chatice… mas é verdade. Equilíbrio sempre! E lembre-se sempre de consultar um profissional de nutrição, já que é a pessoa certa pra te ajudar a revisar seu plano alimentar.

Um bj grande!

Créditos da foto de capa: https://www.pinterest.com

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)