Por que ser ou estar sozinha incomoda as outras pessoas?
21/11/2017 2 comentários

Por que ser ou estar sozinha incomoda as outras pessoas?

Por que ser ou estar sozinha incomoda as pessoas?

Pois é! Isso mesmo que você leu. Por que ser ou estar sozinha incomoda as pessoas? Essa é uma pergunta que faço muito em situações distintas.

Sabe aquela ida a praia em que você chega com sua cadeira e demais apetrechos e senta (coincidentemente, sem nem ter visto ou porque só tem espaço ali) ao lado de um casal e a mulher, minutos depois, começa a beijar e a agarrar o cara para demarcar território como se você quisesse o homem dela? Ou aquela situação praiana em que senta ao lado daquele grupo de homens e um deles jura que tá dando mole pra ele ou que está ali perto só pra tentar paquerar algum deles? Ou aquela em que se achega a uma roda de amigos e amigos dos amigos que têm vários casais e o povo fica te olhando atravessado como se você não pudesse ficar com a turma só porque é a única solteira do grupo?

Tá achando que pára por aí? Não, não! Vamos agora aos eventos sociais mais formais…

Sabe aquela máxima de ir a um casamento, festa de empresa e afins sozinha e as pessoas te olharem com aquela cara: Nossa, coitada! Não tem companhia e nem namorado. Será que ela tem problema ou ela é o problema? Será que ela é lésbica e não quer sair do armário? – Isso quando não te olham e comentam: Claro que tá sozinha! Quem iria aguentar esse troço?

Se a sozinha em questão for uma mãe solteira, aí vem aquele olhar com pensamento: Mulher fracassada…não soube segurar o marido! – Mas pode ser pior: Quando estava no bem bom, não soube se cuidar e agora está aí, largada, porque o pai do filho não assumiu nem ela, nem a criança! – Além disso, tem aquela situação no colégio em que as mães mais conservadoras não deixam os filhos terem amizade por conta da má influência que pode ser.

Agora, se for viúva e moderninha para os padrões vira viúva alegre, com aquela piadinha: Queria ver se o marido fosse vivo se ficaria assanhada assim… – Se for sossegada, vem o tal: Coitada, perdeu o marido tão cedo. Será que não quer casar de novo?

Bom, quantas de vocês, mulheres sozinhas ou que já foram sozinhas não passaram por isso quando chegam a algum lugar? O que muitos ESQUECEM de se perguntar antes de julgar ou achar algo é: por que critico alguém pelo fato de estar só? Será que ela não é mais feliz ou menos solitária que eu com a minha família, que muitas vezes tenho que me esforçar pra mostrar que é “Doriana” quando na verdade é empurrada só pra manter as aparências? Será que a pessoa está lá sozinha porquê quer e ninguém tem que ficar olhando torto?

Pois é! Assim como muitos julgam SEM DÓ uma pessoa que está sozinha por n motivos que não te interessam, muitos (normalmente as (os) segur(a)os de si e bem resolvido(a)s) fazem questão de ter estas pessoas por perto porque as enxergam como um ser humano como qualquer outro. Eu, por exemplo, tenho muitos casais de amigos e cansei de sair pra lá e pra cá, sem me sentir julgada por estar só. Inclusive, em algumas não raras situações, coincide de ir a algum lugar com o marido da amiga enquanto ela está em um compromisso e nunca houve nenhum stress ou qualquer contratempo por conta disso. Brinco muito e digo sempre que marido, namorado ou peguete de amiga minha são seres assexuados para mim…rs! – Por isso, se tem a tendência de ficar olhando torto para mulheres como eu, primeiro tem que julgar se realmente é feliz com a vida que leva, com quem você é e com quem tem ao lado.

Ao longo da minha vida, muitas pessoas me olharam torto, me perguntaram se eu não ia casar ou me falaram que eu tinha que casar e ter filhos para não ficar deslocada das rodas sociais comuns. Muitas destas são as pessoas mais frustadas que conheço no lado amoroso, ou pelo fato que viverem em busca da tão desejada pessoa ideal que não existe ou pelo fato de estar com alguém que não tem nada a ver com ela, mas que é alguém apresentável em todas as rodas ou ou ou ou….bom, não cabe a mim julgar ninguém. É só uma constatação dos paranauês que já escutei…

Na verdade, este texto é um desabafo (aproveitando que tenho um blog de lifestyle..rs) e a mensagem que quero deixar aqui é: Apenas parem de julgar quem está só! Não tente achar um motivo pra isso. Quem está sozinho pode estar precisando de alguém, sim, mas isso não é um problema seu ou um motivo para crucificar uma pessoa. Alguém pode estar sozinho inclusive porque quer ou porque não se imagina dividindo nada com ninguém e quer ter seu espaço, incluindo o toilette…rs – Estar sozinho não é uma constante, assim como, estar acompanhado pode não ser…

Ah…mas Gardens…você só falou da mulherada, homem também passa por isso! – Sim, até passa, mas menos. O pensamento das pessoas normalmente é: se o moçoilo passou dos 40 e ainda não casou ou não tem algo engatilhado é porque é problemático. Se tiver algum trejeito, ainda ficam na dúvida (e discutindo) se é ou não gay, enrustido e afins. Caso contrário, é pegador, não quer nada com ninguém e problemático mesmo…rs

O conselho que as pessoas dão nestes casos para as mulheres que se interessam por homens nestas situações normalmente é: se ele não demonstrar nenhum interesse (até porque vocês também fazem “doce” pra testar) E não se mostrar presente de alguma forma, fuja que é tranqueira e tá pegando todas…rs – Se você é homem e se encaixa nestas condições, mas acredita que não se enquadra neste perfil, aí está um exemplo de preconceito explícito que pode nem ter passado por sua cabeça. “Ô, sua tranqueira”, cuidado porque pode perder até a mulher que está interessado por conta disso, sabia?

Brincadeiras a parte, claro que também há uma cobrança, mas não é de longe próxima a que a mulher passa, principalmente, quando o assunto é casamento, já que a mulher tem relógio biológico e precisa correr pra ter filho logo e não ficar pra “titia”, já que mulher sinônimo de felicidade só pode ser aquela que é casada, tem filho, cara de boa moça e fofíssima.

Eu mesma, ainda quero casar e ser mãe, mas isso acontecerá com alguém que faça os meus olhos brilharem e me trate da forma que devo ser tratada e vice versa. Se não der certo, seguirei rindo internamente dos absurdos de comportamento que descrevi acima e sem neuras por conta do que os outros vão pensar ou pensam de mim.

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)