Como chegar à Pedra Furada de Jericoacoara?

Como chegar à Pedra Furada de Jericoacoara?

A Pedra Furada é um dos must see em Jericoacoara, atraindo diariamente vários turistas para visitá-la, fotografá-la, contemplá-la etc. É uma missão praticamente impossível tirar uma foto da Pedra Furada por inteiro sem ninguém, precisando ter muita paciência para chegar a sua vez de tirar sua foto naquela belezura.

Sabe aquele lance de expectativa x realidade em que nas fotos aparece a Pedra Furada vazia e quando chega lá tá abarrotada? Bem por aí, principalmente no final do dia ou na chegada daquela leva de buggies. Mas, calma, não se desespere! Apesar do perrengue, você terá a sua foto sem ter que ser mal educado, atropelar alguém ou furar a fila de espera ok? Basta ter ou paciência ou sorte de encontrar a atração vazia.

Dados os devidos recados para saberem o que encontrarão pela frente, vamos a questão tema deste post: Como chegar à Pedra Furada de Jericoacoara? Bom, há quatro maneiras comuns de chegar e darei meus pitacos em cada uma para você avaliar o que é melhor, com base no seu perfil.

Caminhada pela praia

Quando a maré está baixa é possível caminhar da vila de Jeri até a Pedra Furada. Nosso plano inicial era esse, até mesmo porque nada melhor que o mar pra nos acompanhar pelo caminho. Estava toda feliz e contente no caminho quando me deparei com várias pedras e difícil acesso para subi-las e desce-las. Não sei se a maré (consultamos antes de ir) não estava tão baixa assim ou se o caminho é chatinho mesmo. Só sei que optamos por voltar da estaca zero e irmos por um outro caminho bem tradicional. que é pela estrada de terra.

Para andar pela Praia Malhada é aconselhável não ir sozinho ou muito tarde por conta de eventuais assaltos, entretanto, não vi nada que me deixasse insegura de verdade.

Estrada de terra – Trilha da Pedra Furada

Seguindo uma trilha de 2 kms pelo Morro do Serrote é possível fazer chegar a Pedra Furada em um percurso paralelo e pelo “topo da praia”, com umas subidinhas bem leves, mas que cansam. Se estiver calor, leve bastante água para se hidratar e vá com roupas leves. Para andar nesta trilha é aconselhável não ir sozinho ou muito tarde por conta de eventuais assaltos, mas eu não vi nada que me deixasse insegura de verdade.

Fiz o trajeto todo por esta trilha e no final da estrada, tive que descer um morro para chegar à praia e ver a Pedra Furada de perto. Tal descida é um pouco ingrime, escorregadia por conta das pedras soltas e deve ser feita com muita atenção, já que não tem segurança alguma ou lugar de apoio. – Quem está acostumado com trilha, tira de letra, mas quem é urbano como eu, pena um pouco. Confesso que eu algumas partes fui agachada com as mãos no chão para ter certeza de que não ia cair. – Esta é a parte mais chata, caso queira descer até a praia. Na foto abaixo, a descida parece ser inofensiva, mas não é muito não…rs

Na volta, percorremos uma parte do trecho pela praia e depois subimos um outro morro, bem mais fácil e que acabava perto do começo da trilha do Morro do Serrote.

Charrete

A mesma trilha do Serrote que se faz a pé pode ser feita de charrete, que é algo diferente e com parada final  próximo ao morro. Isso significa dizer que se quer chegar perto a Pedra Furada, terá que pegar a mesma descida chatinha até a praia. – Sinceramente, acho que não vale a pena, além de judiar os animais, que servem de “burros de carga” ou “burros de turistas”.

Buggy

Esta é a opção mais “preguiçosa” de longe, já que não é necessário nem fazer trilha pela praia, nem pelo Serrote. Caso fique pouco tempo em Jeri ou tenha dificuldade de locomoção, é a melhor opção de longe.

Como eu fiquei uma semana em Jeri, fiz a trilha, fui para as lagoas de pau de arara etc e não quis saber de buggy, que inclui, além da passada pela Pedra Furada, paradas nas famosas lagoas de Jijoca. Segundo alguns turistas com quem conversei na Lagoa do Paraíso, não vale a pena porque é caro e fica muito tempo no mesmo local (a tal Lagoa do Paraíso). Sinceramente, acho que avaliar se vale a pena ou não é uma questão muito pessoal, já que é uma delícia ficar nas redinhas da lagoa, sem fazer nada, mas eu concordo que dá pra fazer de outras formas tudo que está incluso por um preço melhor, mas não será tão confortável assim. Resumindo, a escolha dependerá do seu perfil e bolso.

Espero que as informações acima te ajudem a chegar na Pedra Furada da melhor forma pra você. O que não pode é deixar de ir, já que é um dos símbolos de Jeri.

Leia mais posts úteis para quem vai a Jeri aqui:

Como chegar em Jericoacoara?

Onde ficar em Jericoacoara?

Dica extra 1 – melhor época de ir a Jericoacoara e ver o por do sol dentro do arco da Pedra Furada

É sem dúvida um espetáculo a parte e o melhor mês para ver esta belezura de por do sol dentro de seu arco é julho. Apesar desta informação, quando fui no meio de junho, consegui ver e é lindo demais. Vale a pena!

Dica extra 2 – Seja educado com o coleguinha!

Quando eu cheguei na Pedra Furada não havia muita fila para tirar foto e aproveitei para fotografar o entorno. Cinco a dez minutos depois, chegaram levas e levas de buggies e o sossego acabou…rs! Demorei muito para tirar essa foto por conta de dois motivos: (a) fila feita pelos turistas que entendem que educação e diplomacia são importantes neste momento; (b) PRINCIPALMENTE porque tinham pessoas que não estavam nem aí para a fila e entravam na foto ou na frente daqueles, que como eu, estavam na fila. Mesmo com o reclamatório geral, as pessoas ignoravam, até porque o mais importante não era ser educado e, sim, ser esperto!

Se não bastassem tais fatores, alguns turistas adentram a fenda e ficam bem naquela parte da praia, em que sairá em qualquer ângulo que o coitado que está esperando há tempos a foto ficar…rs – Por isso, SEJA EDUCADO. É muito deselegante ter este tipo de atitude. – Detalhe para a minha foto irônica com o “finalmente consegui”! Para isso, tive que praticamente (e educadamente) expulsar uma legião que estava atrás e não deixava nem eu, nem outros turistas terem o seu clique registrado (o único vestígio dos seres de luz foi a mochila no canto esquerdo…rs)

Gostou da dica? Seja mais um leitor parceiro e ajude a gente também!

Precisa reservar seu hotel ou hostel? Se você reservar sua hospedagem aqui no blog (através deste link do Booking) ou qualquer outro serviço através destes links de seguro viagem com comparativochip internacional de celular entregue em casa ou aluguel de carro parcelado e sem IOF, além de não te custar nada a mais, ajudará na monetização do conteúdo, através de uma pequena comissão que receberemos. – Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking, entre novamente pelo link do blog para fazer a nova reserva, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva

Isto fará com que sejam cobertos, em partes, os custos de manutenção e proporcionará que viajemos cada vez mais, trazendo cada vez mais estas e outras informações bacanas e úteis.

 

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)