Libere-se do padrão de beleza imposto pela sociedade!

Libere-se do padrão de beleza imposto pela sociedade!

Libere-se do padrão de beleza imposto pela sociedade!

O post de hoje é um desabafo! Os meninos que me desculpem, mas este texto é dedicado a mulherada que sofre com as bofetadas que a mídia e a sociedade trazem diariamente (pra não dizer a cada minuto).

Sofremos pressão para sermos o que a sociedade acredita ser o ideal. O tempo todo somos julgadas com questões do tipo: “Se ela fosse mais magra”; “Se ela fosse mais forte”; “Ah se o cabelo fosse assim“ e; por aí vai. Grande parte da culpa está sim com a mídia, que impõe determinados padrões de beleza muitas vezes inatingíveis (definidos por quem? Ninguém sabe!) e dos quais nem a Gisele Bundchen está livre (Alô, Photoshop?). E o mais incrível é que apesar de sabermos disso, fazemos parte da massa que repassa o padrão, pois além de nos cobrarmos, também cobramos das pessoas em nossa volta, repassando estes valores para frente. Com isso, cada vez mais mulheres acabam sendo influenciadas pela mídia e, no fim, todas nós ficamos com a auto estima prejudicada e lá embaixo por ficarmos chateadas por estar fora do padrão.

Kim Kardashian: que figura na lista das 10 celebridades com maior número de seguidores no instagram. na vida real x na capa da revista. Foto: Pinterest

Esse padrão é exigido o tempo todo, seja pela internet, pela televisão, pelas revistas, pelos outdoors, pelas vitrines das lojas. O país está passando por uma grande crise financeira, mas a indústria da moda não para de crescer. A cobrança pelo corpo perfeito, pela barriga negativa está em todos os anúncios. Mesmo quando a propaganda não é de moda, as fotos sempre mostram pessoas que atendem ao padrão, ligadas diretamente ao glamour e ao sucesso. A indústria da cirurgia plástica no Brasil não para de crescer e cada vez mais a idade mínima diminui. Sabiam?

O que é assustador é quando sua auto-estima está amarrada ao que estranhos pensam de você – Emma Watson, atriz em pronunciamento contra os padrões de beleza impostos por Hollywood. Foto: pinterest

O problema é que em 95% dos casos trata-se de um padrão de beleza totalmente inatingível, mas que muitas de nós lutamos de certa forma para chegarmos pelo menos próximo. Quantas vezes não escutamos histórias de bulimia, anorexia ou outras doenças ligadas a alimentação? Pessoas que sacrificam sua saúde física e mental em troca de uma imagem? Estou falando desde aquelas meninas de doze anos que não comem bolo no aniversário da amiga até aquela sarada da academia que só come frango com batata doce para manter a gordura corporal em 8%. Estou falando ainda de adolescentes que simplesmente param de comer, tomam remédios sem acompanhamento médico, ficam doentes, deprimidas e chegam até a morrer em busca de aceitação.

“Aprenda diariamente a ter um caso de amor com a pessoa bela que você é, desenvolva um romance com a sua própria história. Não se compare a ninguém, pois cada um de nós é um personagem único no teatro da vida.”

A felicidade independe de padrão de beleza e afins, sendo baseada na liberdade, na liberdade de nos sentirmos bem em não nos encaixarmos em nenhum padrão e sermos nós mesmas. Isso não significa que vamos renunciar a moda, que podemos sair comendo feito loucas ou usar pijama na rua. Significa que devemos adotar uma vida equilibrada. Não precisa se maquiar todos os dias. Não precisa usar a roupa da última coleção. Não precisa usar 36 se você está saudável e se sente bem usando outra numeração. O importante é ser feliz e encontrar um ponto de equilíbrio entre o que é saudável e o que é possível.

Parece mentira, mas a foto da esquerda realmente foi usada em campanha da Ralph Lauren! Foto: Pinterest

Temos que nos ajudar mutuamente como mulheres e não divulgar ainda mais esse padrão de beleza que ninguém sentou para discutir porque simplesmente é o padrão das campanhas de marketing. Como consumidoras devemos cada vez mais usar nosso poder de compra escolhendo marcas e produtos que representem a mulher real, isso sim! Felizmente, várias empresas já estão adotando esse caminho, mas ainda há muito chão pela frente. E é nosso poder de compra que pode ajudar a acelerar esse processo. Quem aí não lembra das campanhas da Dove? (um salve para ela!)

Outra atitude que devemos adotar e difundir, como mulheres e amigas, é a de parceria. Elogie suas amigas, suas primas, suas colegas pela beleza natural delas. Não incentive a busca por um ideal de beleza que muitas vezes não se aplica. Vamos compartilhar a importância da beleza natural e respeitar a genética de cada uma de nós. Há beleza em todos os tipos. Devemos nos unir e ajudar as outras mulheres a reconhecer sua beleza natural e, assim resgatar seu amor próprio.

O post de hoje é um convite ao amor próprio. Vamos distribuir elogios por aí e aprender a nos amar mais. Quem tá comigo na luta para ignorar este tal padrão de beleza?

Sim, juntas somos mais fortes! Foto: Pinterest

Obs: Se você gostou desse artigo, por favor, curta e compartilhe em suas redes sociais! ? Tem algum comentário? Eu gostaria muito de ouvir a sua opinião!

(Se perdeu algum dos posts sobre vida saudável, clique aqui e confira.)

Créditos da foto de capa: Campanha oficial Dove / Unilever

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)