Escolhendo um Home Theater, Home Cinema para um Cinema em Casa

Escolhendo um Home Theater, Home Cinema para um Cinema em Casa

Home Theater ou Home Cinema em conjunto de uma TV e um aparelho de Bluray podem fazer um digno Cinema em Casa, melhor que o programa do seu Silvio.

Ok, assim como televisores que os preços saem dos moderados até os artigos de ultra luxo o orçamento de um Home Theater começa em torno de R$600,00 e pode chegar até mais de R$100.000,00, e olha eu não errei nos zeros não!

Bom isso mostra que temos Home Theaters para todos os gostos e principalmente bolsos! Mas como escolher? Assim como eu disse na matéria da Televisões, que possui dicas de compra para quem não leu, olha o link aqui existem algumas regras básicas entre os modelos de preço semelhante.

1ª Regra – Custo

Quanto mais caro melhor, claro que um Home Theater de R$700,00 é inferior a um de R$1.700,00 que é inferior a um de R$3.500,00 que é inferior a um de R$15.000,00 e por ai vai…

Então as próximas regras vão te ajudar no pequeno desempate, um LG de R$1.000,00 é realmente pior que um Sony de R$1.200,00? O que são os principais vfunções a avaliar quando se quer comprar um home Theater?

2ª Regra – O que vem em um Home Theater?

Você tem duas opções de compra um Kit com reciever e caixas de som ou as peças em separado. Claro que as peças em separado tem mais qualidade mas separado em média o custo vai ficar em torno de R$4.000,00 a R$8.000,00 num sistema de excelente qualidade, Kits de Sistemas de excelente qualidade você consegue em promoção por cerca de R$3.000,00 e poucos e sistemas mais simples por menos que isso.

Geralmente um kit acompanha o reciever, caixas de som e cabos para as caixas de som, quando necessário, a qualidade disso tudo varia muito com o preço, Basicamente você pode escolher em 2 formatos 5.1 e 7.1 são os mais comuns e eu explico-os abaixo:

5.1 – São 5 caixas e 1 subwoofer, 5 nas seguintes posições centro (abaixo da tela), laterais frontais, laterais traseiras e o subwoofer

7.1 – São 7 caixas e 1 subwoofer, 7 nas seguintes posições centro (abaixo da tela), laterais frontais, laterais, laterais traseiras e o subwoofer

Existe uma terceira opção que é o SoundBar ele pode ser 3.0, 5.0, 3.1 ou 5.1, a vantagem principal é em ambientes pequenos como as salas de muito dos apartamentos modernos ele equivale a um surround pois utiliza das paredes de alvenaria para reforçar o som ambiente, seu custo é em média de R$1.500,00 alguns vem com subwoofer e fazem a função .1 dos Home Theaters maiores com uma barra mais ou menos do tamanho de uma TV de 40″ instalada na frente do televisor e o Subwoofer pode ficar em qualquer posição este kit tende a ser Wi-Fi o que permite a conexão de muitos aparelhos e aplicativos como Spotify, Deezer e Google ChromeCast. O lado ruim é que para salas maiores o som se perde, pois dispersa muito fácil e a qualidade vai ser inferior a um Home Theater com caixas avulsas de valor semelhante.

Fora os detalhes além do cabo de energia, controle remoto e suas baterias, os Home Theaters com caixas a cabo podem vir com cabos paras ligá-lass. Fora isso o resto é comprado por fora, itens como:

Cabo HDMI – Se o Reciever for feito para televisores 4k vai precisar de um HDMI 2.0

Cabo de áudio de fibra optica – não adianta ele pode ter custado R$800,00 ou 80.000,00 você precisa desse cabo sensível e que quebra para ter o melhor do som, entre R$22,00 a R$200,00. Dica: fique com a opção de contatos banhados a ouro e cabos blindado, como ele passa perto dos outros cabos como energia você pode ter ruidos e variações magnéticas que atrapalham o som.

Fora isso dependendo do tamanho da sua sala pode ser necessário pedestais, principalmente para as caixas traseiras dependendo do teu sofá e até mesmo reformas na alvenaria pois existem diversos modelos para embutir.

3ª Regra – O Reciever

O Reciever é o parente mais próximo do equalizador/amplificador dos antigos sistemas de som dos anos 70 e 80. Ele sozinho é praticamente 70% do custo do Home Theater. Basicamente seu dever é tratar o sinal de som, amplifica-lo, gerenciar os canais de áudio para gerar o efeito surround, além de interagir com os múltiplos aparelhos que podem vir a sincronizar com ele. É aqui o principal ponto que vai definir o custo!

Idealmente falando tudo o que você liga na TV, vai passar a ligar no Surround para que ele gerencie som e imagem então ele precisa ter entradas e saídas HDMI, em média 4: videogame, aparelho de bluray, TV a Cabo, Streaming box (apple tv / chromecast) e uma saída do reciever para a TV. Tudo isso com qualidade de 4k, afinal mesmo que sua TV não seja 4K a tecnologia vai mudar e você eventualmente vai comprar uma TV assim. Acabo de descrever um kit que hoje custa R$4.000,00 aproximadamente. Se este reciever ainda tiver funções de bluetooth, Wi-Fi pode ficar ainda mais caro. Como regra todo o reciever deve no mínimo seguir o protocolo da Dolby Digital (que é o programa que coordena as caixas de som e faz o efeito surround) e como o nome diz é o mesmo do cinema.

O que o mercado oferece a baixo custo R$2.000,00 a menos, são aparelhos mais simples, as vezes eles tem karaokê, DVD/Blu ray e são de marcas como LG, Sony, Samsung, eles todos tem preços acessíveis e por quanto custam não devem ser menosprezados, porem são definitivamente mais simples. Geralmente você vai receber o 5.1 com no máximo uma entrada HDMI e uma saída (muitas vezes sem ser 4k), ele não vai filtrar nem equalizar com tanta precisão mas é 100% melhor que o áudio da tua TV, por mais barato que seja um 5.1 é mais legal que a sua Televisão sem nada. Ric, gastei 2,3,4,5 mil em uma TV quero um som legal agora, posso comprar um de R$800,00 e não me arrepender? Pode, você vai usar um bom cabo óptico, e ligar o som a sua televisão como manda o manual e vai usar na função surround e lembrar do mantra é melhor que o som da minha TV sem ele. Pois se você for em uma loja de áudio especializada, for um entusiasta sonoro, muitos dos modelos mais simples não tem nem equalização das caixas, ou visitar algum amigo que tem um surround mais caro, você vai se irritar mas lembre-se ainda é 100% melhor que o som natural da sua TV.

4ª Regra – Caixas de Som:

Se você comprou um Kit vai receber uma caixa de acordo com o valor pago, equilibrada para funcionar perfeitamente com o reciever comprado. Alguns kits de marcas voltadas ao áudio como Bose, JBL, Onkyo, Yamaha ou mesmo os modelos mais caros da Sony, LG e Samsung, você vai poder trocar a caixa do seu Kit por outra de melhor qualidade, mas aqui vai um aviso consulte sempre uma loja especializada ou em caso de comprar via internet tenha certeza que a caixa enviada seja de MESMA POTÊNCIA que a saída do teu reciever, caso contrário se for menor você corre o risco de queimar as caixas e se for maior não vai funcionar.

DICA 2:

RMS –  Root Mean Square, (Valor Médio Quadrático)

PMPO –  Peak Music Power Output (Potência de Saída do Pico Musical)

Sempre 100% do tempo prefira RMS, é o valor real que vai ser dado pelo aparelho (geralmente o manual indica por saída do reciever), PMPO é uma medida que varia para cada fabricante meio fantasiosa do máximo que o som atinge antes de atingir as caixas e ter perda de potência, é usado principalmente em micro e mini systems (quem ainda esses tocadores em casa?) para disfarçar as caixas enormes de baixo RMS e chamar de potência sonora. Tamanho = poder, numa analogia mentirosa de quem nunca viu uma caixa pequeníssima da Bose ter mais potências que muito destes sons enorme, você ainda os encontra em lojas varejistas.

Voltando ao reciever, você pode substituir a caixa por outra de igual potência mas de melhor qualidade e claro se você comprou somente o reciever vai precisar comprar as caixas em separado.

As caixas também podem ser vendidas em kit ou individualmente. Aqui faremos um ponto, os Home Theaters acima do preço dos comuns mortais, que custam o preço de um carro importado são montados assim, por projeto. Existem diversas empresas especializadas em criar projetos personalizados para a sua casa. E me refiro a projetos que deixam salas de projeção das grandes marcas parecendo os mini system citados acima, áudio em qualidade incrível.

Mas com essas empresas você pode ter uma solução para o maior e mais chato problema de todo o Home Theater, CABOS OU PILHAS?

Vamos recapitular, você escolheu o seu reciever, foi no preço que você conseguia pagar, viu os protocolos de som que ele segue, dai você terá duas opções cabo ou WiFi de áudio:

CABO – Ótimo facilidade e montoeira de fio em casa, num 5.1 são 12 cabos só para as caixas de som. destes 6 são simples de resolver e podem vir a ficar bonitos dependendo do móvel que está a sua televisão. Os cabos da caixa frontal e laterais frontais podem todos sumir atrás do teu móvel. o do Subwoofer na pior hipótese vai te gerar mais um custo por um cabo mais longo mas pode também ser facilmente escondido, mas e os das caixas traseiras? eles vão passar por de trás do teu móvel que apoia a TV e vão para as costas do teu sofá existe apenas 3 saídas:

  1. Ficar aparente: problemas se chutar você pode ejetar a caixa de som mesmo num pedestal, se ficar aparente use fita isolante e cole o fio no chão, melhor uma sala esquisita que o custo de reparo da caixa traseira.
  2. Tapete: faça como acima e cubra com tapete, resolve é o que recomendo a custo menor
  3. Pedreiro:rasga o chão, as vezes a parede também e instala um conduíte (se a casa é sua esta é a melhor alternativa e a mais cara por obvias razões).

Nunca tenha que se preocupar com energizar as caixas.

WiFi – Áudio sem fio é lindo, desde que bem configurado! Ai vem o problemão do WiFi, bateria ou tomada, o áudio funciona remotamente lindo, mas para ligar ele precisa de energia ou você vai precisar de duas réguas para ligar as caixas na rede elétrica ou você vai ter um enorme consumo por pilhas recarregáveis. Que podem falhar bem no meio da maratona da sua série preferida deixando um irritante canal faltando. Tenha um estoque de pilhas se sua opção for WiFi

Qual o melhor? Antigamente eu diria cabo com certeza, você pode ignorar os cabos minúsculos que muitos fabricantes enviam e comprar bons cabos de áudio, feitos para Home Theater. Hoje não mais os som Wi-Fi melhoraram muito principalmente na sua blindagem a interferência e qualidade na velocidade de transmissão. A real escolha é saber o que dói menos cabo e mais cabos ou pilhas e mais pilhas. A vantagem do cabo é que quando um som para é porque algo está errado/quebrado. O som WiFi é bom mas a bateria a baixa potência vai deixar qualquer um irritado. Claro que você pode optar por ter tomadas espalhadas na sua casa caso escolha a opção de alvenaria em uma sanca ou parede de drywall para resolver este problema de bateria.

A última opção são caixas expostas ou para embutir, se você tiver a possibilidade você pode fazer uma sala de som com tudo embutido de modo inclusive a ser instalado em sancas de gesso. com protetores de pó nas caixas que vão deixar quase invisível a sua presença. Temos excelentes marcas nacionais para esta possibilidade inclusive referência internacional no acabamento de produtos para embutir. Recomendo se você estiver pensando em comprar uma sala planejada.

Agora você sabe um pouco mais do que é necessário para montar aquele home cinema, seja para ver os filmes ou jogar ou até mesmo a novela das 8h com uma qualidade de áudio muito interessante.

O custo você que monta mas repetindo o que disse acima tem para todos os bolsos e principalmente é muito mais legal ver Televisão com Home Theater. Para os fanáticos ainda dá tempo de montar aquela super sala para a Copa do Mundo.

Aproveite agora e consulte os preços de Home Theaters em nosso parceiro Americanas, você vai encontrar a sua opção!

Bye, até o próximo.

Rick

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)