Brasil: economia, política e mundo II

Brasil: economia, política e mundo II

O índice de atividade econômica do Brasil (IBC-BR) despencou em maio comparado a abril, o que já era de se esperar devido à greve dos caminhoneiros. O índice recuou nada menos que 3,34% na comparação entre os dois meses. Antes mesmo desse dado, o governo reduziu a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruno (PIB) de 2,5% para 1,6%, entrando em linha com a pesquisa Focus (1,53%).

Com relação a inflação, o IPCA-15, considerado a prévia oficial da inflação, registrou alta de 0,64%. Essa alta foi a mais elevada registrada para o mês desde 2004 (0,93%), ainda sofrendo reflexos da greve dos caminhoneiros.

Passado a copa do mundo, o maior trigger dos mercados está sendo disputa eleitoral. Os partidos do centro, mais conhecidos como blocão (DEM, PP, PRB, SD e PR) decidiram, juntos, a uma candidatura única. Após diversas discussões e dúvidas entre o candidato Ciro Gomes e o candidato Geraldo Alckmin, optaram pelo tucano alegando “que não é possível confiar em Ciro Gomes”.

Em viagem à Rússia, Donald Trump foi do céu ao inferno. Em um primeiro momento, defendeu ferozmente que a Rússia não teve intervenção nas eleições presidências dos Estados Unidos, mas foi só retornar para casa que esse discurso logo mudou.

Apesar da guerra fiscal entre China e Estados Unidos, Donald Trump abaixou a bola e disse que pode sinalizar acordos com Canadá e México. Mas não se sabe isso realmente ocorrerá ou se Trump logo mudará de ideia.

Além disso, o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou na última segunda feira (16) o relatório sobre a economia mundial. Nesse relatório, apesar de reduzir a projeção de crescimento de alguns emergentes, o FMI manteve a projeção de crescimento da economia mundial em 3,9% em 2018.

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)