Escolha Certa: Manteiga ou margarina? Maionese ou requeijão?

Escolha Certa: Manteiga ou margarina? Maionese ou requeijão?

Escolha Certa: Manteiga ou margarina? Maionese ou requeijão?

Duvido encontrar alguém, que se preocupa com a saúde e, que ainda não tenha feito esta pergunta ao se deparar com esse time. Imagine aquela mesa farta de café da manhã em sua própria casa, na casa alheia ou até em um hotel. Aquela variedade de pães quentinhos, devidamente cercados por estas quatro opções. É uma tentação e, muitas vezes dúvida cruel, escolher entre manteiga ou margarina, por exemplo.

Apesar de todos os quatro itens serem bem parecidos, há diferenças que afetam e muito a nossa saúde e dieta. Para começar, vamos entender o que é cada um exatamente?

MANTEIGA

Sua base é a gordura do leite, ou seja, a nata. É uma excelente fonte de cálcio. Geralmente tem como ingredientes basicamente creme de leite e sal, mas olho no rótulo. Quanto mais ingredientes, maior a indicação que pode não ser tão bom assim. Um ponto negativo, por exemplo, é que é rico em ácidos graxos saturados. Aquele tipo de gordura, que como explicado aqui, deve ser consumida com moderação, pois em excesso, pode alterar o colesterol. Uma colher de sopa tem 75 calorias e 8,3 gramas de gordura.

Foto: Thinkstock

MARGARINA

Sua base é o óleo vegetal poli-insaturado, geralmente proveniente do milho, da soja ou da canola. Entre seus ingredientes estão além de óleo e ovo, amido e açúcares. Possui vitaminas do complexo A e E, além de minerais. Durante muito tempo fomos levados a acreditar que a margarina era mais saudável que a manteiga, mas ainda existe muita controvérsia sobre se sua utilização é uma escolha saudável.

A margarina contém uma proporção muito alta de gorduras trans, produzidas durante o processo de industrialização e hidrogenação. Tal gordura é aquela ligada diretamente a inúmeras doenças do coração, aumentando o colesterol ruim e diminuindo o colesterol bom. Por isso, atualmente, esse tipo de gordura vem sendo banida, inclusive proibida em diversos países.

A industria, por outro lado, não perdeu tempo e passou a produzir a margarina sem gordura trans por meio de um processo chamado de interesterificação. Assim, ficou livre de gorduras trans e a taxa de gorduras totais pode chegar a zero. Uma colher de sopa tem aproximadamente 59 kcal em 10 g na versão light.

É necessário escolher bem na hora de comprar a margarina. Conforme estudo do IDEC, há uma variação enorme entre as marcas. (credito: Idec)

REQUEIJÃO

Tem como ingredientes o leite, fermento lácteo e o creme de leite, o que o torna uma boa fonte de cálcio. Entretanto, é importante tomar cuidado na hora de comprar, pois hoje em dia a receita original com esses 3 ingredientes foi alterada. O produto passou a ser vendido com nomes como especialidade láctea ou requeijão cremoso, sendo adicionado amido e outros compostos alimentícios. Isto, para dar cremosidade e volume, barateando o produto, mas também adicionando calorias e outras substâncias. Lembre-se: quanto maior a lista de ingredientes, maior a indicação de que não é uma boa escolha. Uma colher de sopa na versão normal pode ter 82 kcal. Na versão light, 50kcal.

MAIONESE

A maionese caseira é feita basicamente de água, óleo vegetal, ovo, suco de limão e condimentos (sal, açúcar e mostarda). Já as versões industrializadas, variam demais, podendo chegar a uma lista de mais de vinte itens. Entretanto, no caso da maionese, a industrializada acaba sendo mais saudável por conta de 2 motivos. Nos dias de hoje, os processos de fabricação evitam a formação de gorduras trans oriundas dos óleos vegetais. Por isso, não contêm colesterol.

Adicionalmente, por utilizar ovos pasteurizados, não existe o risco de contaminação por salmonela. Uma colher de sopa pode ter menos de 50 kcal na versão light.

E então? Já deu para distinguir a escolha certa para acompanhar o seu lanche?

Foto: OksanaKiian

MINHAS PREFERÊNCIAS – MANTEIGA OU MARGARINA? REQUEIJÃO OU MAIONESE?

Eu sempre prefiro a manteiga e o requeijão light. Na falta destas opções, ou mesmo para variar, parto para a maionese. A manteiga deixou de ser vilã há muitos anos. Hoje a importância da gordura saturada já foi reconhecida, assim como, já existem diversos estudos que mostram que a ingestão de gordura saturada de forma moderada não aumenta os níveis de colesterol ruim. O requeijão, como descrito acima, na versão light e sem amido é uma opção leve e nutritiva com poucas calorias e rico em cálcio.

A maionese fica em terceiro lugar por conta dos aditivos químicos das versões industrializadas. Apesar da versão caseira ser mais saudável em termos de ingredientes, por levar ovos crus, traz o risco de contaminação por salmonela. Além disso, é também muito mais calórica, podendo ter mais de 150 kcal por colher de sopa. A versão industrializada, apesar de conter muitos aditivos, não possui gorduras trans e na versão light apresenta menos de 50kcal por colher de sopa. Uma diferença muito grande, não?! Então, aqui fica a dica para os amantes de maionese. Dá pra encaixar na dieta, sim!

Mas e a margarina ? No meu caso, evito ao máximo. Primeiro, por ser um produto altamente industrializado, sendo que sempre prefiro optar por comida de verdade, ou seja, cujos ingredientes reconheço e encontro na natureza. Segundo, porque a versão livre de trans costuma ser bem mais cara.

MAS, CADA CASO É UM CASO

No entanto, dependendo do seu caso, o ranking pode ser diferente. Se tem problemas cardíacos e precisa evitar o consumo de gordura de forma geral, a margarina na versão livre de trans é a melhor escolha. Seguida dela, estão a maionese, requeijão light e a manteiga, que deveria ser consumida apenas ocasionalmente.

Outro fator que deve ser levado em consideração é o momento do consumo. Se você gosta de usar manteiga no café da manhã, é recomendável incluir esta opção, que é um pouco mais calórica na dieta, neste período do dia somente. Isto porque terá tempo suficiente durante o dia para ajustar a ingestão calórica e gastar a energia extra.

Caso queira consumir manteiga ou margarina ou requeijão ou maionese durante a noite, é melhor optar pela maionese. Portanto, de um jeito ou de outro sempre voltamos ao ponto do equilíbrio. Não precisamos cortar absolutamente nenhum alimento da nossa dieta, só precisamos ter conhecimento e sabedoria para encaixá-los em nossa rotina de forma saudável.

GOSTOU DA DICA?

Gostou do post e da dica? Gostaria muito de saber a sua opinião! Deixe um comentário, curta e compartilhe em suas redes sociais. Se perdeu algum dos posts sobre vida saudável, clique aqui e confira.

Créditos da foto de capa: Globo Esporte

POSTS RELACIONADOS

Receitinha saudável de maionese caseira da Mari.

Escolha certa: qual é o melhor óleo?

Pode comer gordura sim!

O que comer antes do treino?

Como interpretar o rótulo dos alimentos?

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)