O que fazer em Heidelberg, Alemanha?

O que fazer em Heidelberg, Alemanha?

Procurando o que fazer em Heidelberg?

Vibrante e com um mix entre modernidade e história alemã, é uma delícia transitar por suas ruas, principalmente durante os dias de verão. Apesar da cidade não ser uma das primeiras da lista dos brasileiros que não vivem na Alemanha, possivelmente será sugestão dos que vivem no país. Motivos para isso não faltam.

Heidelberg é famosa por abrigar a universidade mais antiga da Alemanha, por exemplo. Além disso, é cenário do imponente, mesmo que em ruínas, Castelo de Heidelberg, que além de ser cartão postal da cidade, é sem dúvida um dos castelos mais visitados do país. Não menos importante, sabia que a cidade também é a principal na rota romântica da Alemanha. Ou seja, não tem como não colocá-la em sua rota. 

Para tem planos de ir à Frankfurt e arredores, encaixe na agenda pelo menos uma tarde de verão na cidade. Não será suficiente, mas dará aquele gostinho de quero mais. Infelizmente, quando fui à Heidelberg não dei sorte com o tempo. Era verão e chovia torrencialmente. Tentei voltar outro dia, mas adivinha? Chuva de novo! Claro que fiquei triste por não ter tido a chance de explorar mais suas ruas e becos, mas voltarei. Gostei muito de seu espírito e arquitetura.

Para quem tem planos, saiba o que fazer em Heidelberg em apenas um dia. Se tiver mais tempo, faça tudo com a calma que merece, principalmente, para explorar melhor as ruínas do Castelo de (Schloss) Heidelberg.

O QUE FAZER EM HEIDELBERG?

SCHLOSS HEIDELBERG OU CASTELO DE HEIDELBERG

Comece ou termine sua visita a cidade pelo Schloss Heidelberg, um dos grandes castelos do período renascentista. Para explorá-lo é necessário no mínimo dos mínimos três horas. Isto por conta não somente de seu tamanho, mas também da logística para chegar até lá. Localizado às margens do Rio Neckar, mais especificamente na colina de Konigstuhl, é possível chegar ou de funicular ou após uma bela e ingrime caminhada. Recomendo fortemente a subida com o funicular.

A sua imponência e beleza são realçadas principalmente nos dias de sol. Dias em que o céu contrasta perfeitamente com as cores da construção datada (em sua forma final) de 1544. Muitos historiadores acreditam que uma primeira parte do castelo foi concluída por volta de 1225.

Além da imensidão, a vista privilegiada que temos lá do topo é algo que faz os olhos brilharem. Se deixarem para visitar o castelo no final, reconhecerá muitos dos lugares que foram antes. Caso vá antes, como eu fiz, já terá um flavour de quão linda a cidade é. Sinceramente, recomendo ir na primeira hora para pegar o castelo mais vazio, já que muitas pessoas o visitam diariamente.

NÃO DEIXE DE…

visitar o edifício Ottheinrichsbau, uma das mais importantes construções renascentistas ao norte dos Alpes. Além dela, visite também os Hortus Palatinus, um dos mais famosos jardins renascentistas do mundo, assim como, o Grande Barril, com sua capacidade para 220 mil litros, sendo considerado o maior do mundo.

O Museu Alemão da Farmácia também deve fazer parte de sua rota no castelo. Há coisas interessantíssimas para ver e aprender. O importante é ter em mente que cada um destes cantos tem sua particularidade e irá se encantar. Por isso, é necessário tempo para visitação.

Sugiro que visite tanto o Grande Barril quanto os terraços logo de cara e bem cedo. Fica muito cheio, não ficando agradável transitar em horários como o meio da tarde, por exemplo. 

COMO CHEGAR AO CASTELO DE HEIDELBERG E VALOR DA ENTRADA COM FUNICULAR

Se não estiver em Heidelberg e a intenção for vir de trem a partir de Frankfurt, fique tranquilo. É fácil de chegar até lá. Você pode escolher em ir a pé até o centro para conhecer as esquinas e becos da cidade ou pegar um ônibus bem em frente a estação de trem central, logo após um estacionamento enorme de bikes. O número da linha é 33 e a parada é a Bergbahn.

Sinceramente, o que sugiro antes de partir é entrar no Centro de Informações Turísticas e adquirir um passe de um ou dois dias para transitar pela cidade e ter acesso e vantagens em vários pontos, assim como, ao transporte público. O valor do passe para 24 horas é de EUR 17, enquanto que para 48 horas é de EUR 19,. Caso queira adquirir online, clique aqui.

O ingresso somente do castelo é EUR 8, adulto e EUR 4, para quem se enquadrar na taxa reduzida. Há uma outra ala do castelo que para subir é necessário pegar novamente o funicular, desta vez, mais antigo e pagar um adicional de EUR 10. Caso queira fazer tour guiado é possível fazer em alemão ou inglês por mais EUR 5,.

CENTRO HISTÓRICO (HAUPTSTRASSE E ATRATIVOS)

Assim que sair do funicular do castelo, caminhe poucos passos em direção a Hauptstrasse (Rua Principal em alemão). Além de uma sugestiva parada para uma cerveja, vinho ou até mesmo um café para ver o movimento, não deixe de contemplar a Marktplatz com suas belas fontes, assim como a Igreja Jesuíta e a Igreja do Espírito Santo, localizada no edifício mais alto da cidade. Durante o verão e a primavera, as janelas das casas e do comércio todas enfeitadas com flores chamarão a sua atenção, além das ruelas, dignas de um belo clique em algum momento. Não coloque o celular no rosto, mire nas fachadas. Elas também são bem mais encantadoras. 

ALTE BRUCKE (OU PONTE ANTIGA)

Coloque no GPS de seu celular o endereço de Alte Brucke, a imponente ponte que dá acesso de um lado a antiga Universidade de Heidelberg e do outro, a uns dos metros quadrados mais caros da Alemanha. Antes de chegar ao outro lado da ponte, dois cliques não podem passar batidos. 

Logo no portão de entrada da ponte, verá do lado esquerdo uma requisitada estátua de bronze no formato de um macaco e várias pessoas tirando foto. Segundo crença popular, quem passar a mão dele terá sorte, dinheiro e afins. Tudo dependerá de onde tocar. Se tocar no espelho que está em sua mão, o macaco te trará dinheiro, por exemplo. Claro que eu cumpri o ritual. Afinal, sorte e dinheiro nunca são demais!

Além disso, pode tirar onda e interagir com o macaco. Seu rosto é uma espécie de máscara. Se encaixar seu rosto dentro dela, no mínimo uma selfie diferente está garantida. Bem pertinho, verá também pequenas estátuas de ratos. Tocando em uma delas, reza a lenda que a fertilidade está garantida. 

Depois da selfie e de mão nas estátuas, entre na ponte e depois de alguns bons passos sobre o Rio Neckar, olhe para trás. Assim que virar e olhar para o lado direito, verá o Schloss Heidelberg lindão e completo bem a sua frente. Além de contemplar a beleza do castelo de outro ângulo, não deixe de registrar este momento, principalmente se for um dia de sol.

PRISÃO DOS ESTUDANTES

Outro local para visitar é a prisão dos estudantes, chamada em alemão de Studentenkarzer. Pode até achar estranho eu falar para você ir até lá, mas se é fã de arte urbana e alternativa é uma boa pedida.

Os estudantes que ficavam aprisionados, ali estavam por conta de mal comportamento. Saíam somente para frequentar a aula e voltar. Com isto, o período de ócio foi transformado em arte na forma de frases, grafittis e outras manifestações, estampadas por todos os cantos do recinto. 

É importante que programe bem o horário pra ir porque fecha cedo.

QUER VOLTAR A HEIDELBERG?

Lembra da estátua do macaco? Basta tocar suas mãos nas mãos do simpático macaco que provavelmente seu desejo será atendido.

QUANTOS DIAS EM HEIDELBERG?

Por ser famosa pelo seu ar romântico, possuir um importante castelo do período renascentista e tantas outras atrações, dois dias são ideais para explorar calmamente os principais pontos da cidade. Entretanto, programe muito bem o seu dia se for no outono ou inverno por conta dos dias serem mais curtos.

Sinceramente, recomendo visitá-la durante o verão porque os dias são mais longos e dará para aproveitar mais da cidade em um clima pra lá de amistoso.

ONDE FICAR EM HEIDELBERG?

Apesar de não ter dormido em Heidelberg, bisbilhotei alguns hotéis bem localizados para dividir com vocês. Entre eles, o que mais me chamou atenção foi o Ritter, que fica bem no meio da rua principal, em um prédio pra lá de imponente. O único ponto negativo para quem vem com uma baita mala é que estará hospedado em uma rua de pedestres e andará um pouco para chegar, ok?

Além dele, destaque para o NinetyNine Heidelberg, que é o melhor avaliado entre os hóspedes. A única ressalva dele é que não é no Centro Histórico, mas isto não será um problema, já que estará próximo ao transporte  público. 

Seguindo nas indicações, recomendo Arthotel Heidelberg, assim como, o Hotel Villa Marstall e o City Partner Hotel Holländer Hof. Pesquise outras boas opções com preços convidativos neste link.

Se preferir ficar em algo mais econômico, clique aqui. Agora, se apartamento é o seu estilo de acomodação, procure por aqui. Destaque para o BS Luxury Apartment, que é vista e localização imperdíveis.

Antes de reservar a acomodação, se faz questão de tomar café da manhã no hotel, verifique se está incluso na diária ou não. 

HEIDELBERG CARD

Como disse acima, a forma mais prática e benéfica de transitar pela cidade é com o Heidelberg Card. Além do ticket do Castelo de Heidelberg estar incluso no valor, terá acesso ilimitado ao transporte público. Vale a pena, mesmo!

GOSTOU DAS DICAS? QUER ECONOMIZAR? PLANEJE SUA VIAGEM POR AQUI! 

  • Que tal reservar sua acomodação pagando o melhor preço? Confira opções com descontos de até 50% através deste link.
  • Sabia que o seguro viagem é obrigatório na Europa? Quer viajar tranquilo e ainda ganhar milhas da Smiles? Contrate o seu com atendimento pelo Whatsapp e pontuação Smiles a cada real gasto. Além disso, leitores do blog tem desconto cumulativo de 20 a 50% com o código DESCNPD. Clique neste link e entenda como garantir o melhor preço!
  • Vai para o exterior? Saia de casa conectado com chip internacional de celular entregue em casa. Para ter frete grátis, clique aqui e utilize o cupom: naopira para obter o benefício.
  • Alugue o carro para sua road trip com benefícios e economia. Nosso parceiro cobre o menor preço, te isenta de IOF e ainda parcela. Saiba os detalhes e obtenha tais benefícios através deste link. 

Além de não te custar nada mais, terá boas vantagens e ainda ajudará na monetização do conteúdo do blog. Para cada transação realizada, receberemos uma pequena comissão. Entretanto, caso tenha que cancelar e fazer uma nova reserva, entre novamente pelos links acima. Infelizmente, os sites acima desconsideram a comissão quando isso acontece porque não conseguem rastrear a origem.

Obrigada por ajudar quem te ajuda na hora de planejar e fazer sua viagem!

 

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)