Dicas para viajar só com uma bagagem de mão pela Ásia em 21 dias – Pratique o desapego!

Dicas para viajar só com uma bagagem de mão pela Ásia em 21 dias – Pratique o desapego!

Se você acha que é uma verdadeira missão impossível viajar só com uma bagagem de mão pela Ásia por 21 dias, este texto foi feito pra você! Vamos praticar o desapego, sem passar perrengue?

Bom, quem acompanha o Stories do blog viu que em novembro do ano passado pus em prática finalmente uma das minhas viagens mais desejadas, a Indochina! Para quem não sabe, a Indochina é a região formada por 3 países: Laos, Cambodja e Vietnã. Pelo fato de ser uma viagem com muitos embarques e desembarques, conexões e sobe e desce pra lá e pra cá, a forma mais viável que encontrei para ir e vir, sem me preocupar se a mala veio comigo ou não, foi carregar uma bagagem que não me desse trabalho. Com isso me auto propus ao desafio de viajar só com uma bagagem de mão pela Ásia.

O DESAFIO DE DESAPEGAR E VIAJAR SÓ COM UMA BAGAGEM DE MÃO

Quando planejei minha viagem à Indochina e pensei na mala que levaria, logo lembrei de como cheguei a machucar as minhas mãos carregando uma mala grande e de rodinhas pelas vielas de Veneza. Com isso, ao decidir o meu roteiro com cerca 9 cidades para esta viagem, comecei a me imaginar parada na frente da esteira, cansada e ansiosa, esperando a mala e pensei: Será que estou a fim de passar por isso de novo? Não seria maravilhoso viajar sem ter que despachar mala?

Como ainda não estava totalmente convencida a dar este passo à evolução, resolvi conversar com um amigo e, logo lembramos de vários casos de extravio de bagagem nos últimos tempos, nas facilidades logísticas entre outras coisas. Foi aí que parei, pensei e decidi que não queria correr o risco de atrasos e extravios de bagagem. Na verdade, o que eu queria mesmo era ignorar todas as esteiras de malas, ganhando mais tempo para curtir a viagem e tendo a liberdade de sair do voo direto para a rua. Um alívio, não?

Com isso, naquele momento foi dada a largada para o desapego! Era hora de aprender como viajar só com uma mala de mão, mas confesso que foi um senhor desafio, já que sou bastante vaidosa e gosto de andar com todos os cremes possíveis e imagináveis rsss…  – Minha conclusão depois de voltar desta viagem de 21 dias? Faria tudo de novo, foi ótimo! Não fiquei estressada com as malas, preocupada com atrasos, nem nada e ainda tiveram roupas que foram e voltaram sem serem usadas. Acredite! Quando a gente para pra planejar, as coisas dão muito mais certo.

A mala no padrão global permitido como bagagem de mão. Dá pra ver bem a necessaire com os produtos de higiene em embalagens próprias para viagem.

Claro que a época que fomos (novembro) ajudou no planejamento para viajar só com uma bagagem de mão pela primeira vez, já que era muito calor, entretanto, tivemos um imprevisto no Vietnã por conta de uma frente fria que durou três dias. Eu e meu marido acabamos por comprar um casaco reforçado, só que não foi uma tarefa tão fácil.

O motivo? As roupas não nos serviam, sério mesmo…rs! Eles são baixinhos e magrinhos, pequenos mesmo. Meu marido sempre dizia que de costas eles passavam facilmente por crianças. Com isso, para eu achar a blusa da foto abaixo, tive que entrar em seis lojas, até achar uma blusa de tamanho P. Todas as lojas trabalhavam com tamanho único (PP ou Extra Small). Meu marido teve o mesmo problema. Imagina achar GG? Foi praticamente impossível, se tratando das lojas locais. Claro que num shopping com lojas internacionais, não havia esse problema, mas vamos combinar né… viajar 33 horas pra comprar Zara, não vale né? rs

DICAS PARA FAZER SUA BAGAGEM DE MÃO

Depois de relatar a minha experiência e conclusões, vamos ao que mais interessa para vocês se guiarem, uma lista de roupas e itens para viajar só com uma bagagem de mão pela Ásia em 21 dias. Bora praticar o desapego?

ROUPAS

  • 1 saia midi (na canela);
  • 2 shorts jeans (um claro e um escuro);
  • 1 shorts de lycra (desses de academia) – quem sabe rolava um treino né?
  • 1 shorts saia preto q dá pra usar de dia e de noite;
  • 1 conjunto de shorts e blusa que podem ser usados separados;
  • 1 calça jeans larga, bem leve e confortável (que usei só pra ir e voltar ao Brasil);
  • 3 camisetas;
  • 3 regatas;
  • 1 camisa jeans para os dias mais fresquinhos;
  • 2 blusas cropped;
  • 2 vestidos que davam para usar de dia e também para jantar (só trocar os acessórios);
  • 2 biquínis (aqueles mais comportados), saída de praia e chapéu (porque o sol é forte e ia rolar praia também)

CALÇADOS E ACESSÓRIOS

  • 1 par de tênis de cano alto preto da Nike, que dá pra usar num look mais esportivo e também com vestido;
  • 1 para de All star;
  • 1 par de sandália rasteira;
  • 1 chinelo de dedo (havaianas);
  •  1 lenço (comprei mais 2 lá, por serem de seda pura e muuuito barato)

 HIGIENE PESSOAL E DEMAIS ITENS

  • shampoo, condicionador, protetor solar, pasta de dente, escova, creme hidratante (em frascos de até 100 ml);
  • absorvente ou copo menstrual (alô sustentabilidade!);
  • remédios (kit básico: dor de cabeça, dor de barriga, azia, primeiros socorros etc);
  • livro para o tempo livre;
  • máquina fotográfica, com cartão de memória extra (esqueci e comprei no aeroporto. Paguei menos de R$25);
  • carregadores dos eletrônicos (não precisamos de adaptadores, as tomadas são de 2 buracos como as que temos aqui)

O combo shorts jeans e camiseta local é básico em qualquer lugar!

Roupas que podem ser usadas em diversas situações são muito úteis. Aqui, o vestido que usei tanto de dia quanto para um jantarzinho a noite. Basta mudar os acessórios e voilá!

Aqui o vestido usado de dia, com tênis – fica super confortável e arrumadinho.

Aqui, usado a noite pra um jantarzinho, com um casaquinho porque tava mais fresco e sandália baixinha.

Uma dica muuuuuito importante é checar os preços para lavar as roupas nos hotéis. No caso da Indochina, era muito barato. Portanto, durante os 21 dias, utilizamos os serviços de lavanderia de vários hotéis. Para vocês terem uma ideia, pagávamos entre 1 e 3 dólares um quilo de roupa! Tá vendo como é possível viajar leve, mas sempre limpinha…rs – Por falar em hotel, sabia que pode conseguir bons preços de estadia no Booking clicando neste link? Se preferir ter bons preços de hospedagem, mas ter a chance de parcelar com mais facilidade e em reais, consulte os preços no site do Hoteis.com através da caixa de pesquisa abaixo:


PESO DA BAGAGEM

Algumas companhias aéreas limitam a bagagem de mão em até 7 quilos. Com isso, o peso máximo da bagagem pode variar de acordo com o voo e a tarifa. Confesso que não pesei a minha mala e em nenhum dos check ins fomos solicitados a checar o peso, mas acredito que a minha bagagem de mão devia ter uns 9 kgs. O que sempre era verificado era o tamanho da mala. Por isso, é imprescindível ter certeza que sua bagagem obedece os padrões globais de tamanho que devem ser de no máximo 55 cm por  35 cm por 25 cm (altura x largura x espessura), incluindo bolsos, rodas e as alças.

A IMPORTÂNCIA DE CONTRATAR UM SEGURO DE VIAGEM 

Uma viagem à Ásia não pode ser feita de forma alguma desprotegido, já que há muita diferença gastronômica, costumes etc, mesmo entre os países asiáticos. Por conta disso, recomendo contratar um seguro viagem para ficar tranquilo, principalmente, se fará o percurso em família. Uma comida não bem aceita ou qualquer outra eventualidade pode acontecer. O blog tem uma parceira com a Seguros Promo, que faz um comparativo de preços e coberturas de diversos seguros viagem em um lugar só, facilitando a sua vida na hora de cotar. Se você é leitor do blog ou deste texto, clique neste link do Seguros Promo e digite na tela de pagamento, antes de fechar o seguro: NAOPIRADESOPILA5 no campo “Voucher ou cupom de desconto” e clique em “aplicar”. Fazendo isso, que terá 5% de desconto no valor do seguro viagem escolhido. – É importante que coloque em letras maiúsculas e sem acentuação o código para o sistema rastrear e te dar o desconto.

CULTURA – ITEM MUITO IMPORTANTE E QUE DEVE SER CONSIDERADO

Você pode ter em mente que para uma viagem dessas, com muito calor, o ideal é levar somente shorts e regatas, certo? ERRADO! Temos que lembrar que são países muito religiosos e com padrões de vestimenta bem diferentes dos nossos. Por isso, é super importante fazer uma rápida análise da sua programação de lugares e passeios.

Caso queira visitar um tempo no meio do dia ou qualquer outro lugar sagrado, pode perder a oportunidade por estar com trajes inadequados. No Cambodja, por exemplo, o dress code é bem restrito, são proibidas roupas curtas (acima do joelho), regatas (ombro de fora nem pensar) e decotes. Ahhhh…o lance do joelho de fora é proibido inclusive para os meninos, ok? Certifique-se de levar saias e bermudas que cubram os joelhos.

O que muita gente faz e eu acabei fazendo também é levar um lenço a tiracolo para cobrir os ombros e o peito para não passar calor o resto do dia. Já a parte de baixo, não tem muito jeito. Uma ótima opção é comprar uma dessas calça hippies, larguinhas e super leves, que você encontra em qualquer esquina e que custam entre 3 a 5 dólares. Eu usei muito a minha!

Espero que tenham gostado das dicas para viajar só com uma bagagem de mão pela Ásia. Se tiver alguma dúvida ou mesmo alguma dica para compartilhar, comenta aqui embaixo. Vou adorar saber sua opinião! Se você gostou, por favor, deixe um comentário, curta e compartilhe em suas redes sociais!

Foto de capa: mundi.com.br

Todas as fotos do post: Acervo pessoal

Gostou da dica? Seja mais um leitor parceiro e ajude a gente também!

Precisa reservar seu hotel ou hostel? Se você reservar sua hospedagem aqui no blog (através deste link do Booking) ou qualquer outro serviço através destes links de seguro viagem com comparativochip internacional de celular entregue em casa ou aluguel de carro parcelado e sem IOF, além de não te custar nada a mais, ajudará na monetização do conteúdo, através de uma pequena comissão que receberemos. – Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking, entre novamente pelo link do blog para fazer a nova reserva, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva

Isto fará com que sejam cobertos, em partes, os custos de manutenção e proporcionará que viajemos cada vez mais, trazendo cada vez mais estas e outras informações bacanas e úteis.

DICAS PARA VIAJAR SÓ COM UMA BAGAGEM DE MÃO – O QUE NÃO PODE?

Fonte: IG Turismo – Só um adendo, o pessoa para viagens nacionais foi alterado.

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)