O que fazer em Boipeba e em quantos dias? Dicas e nosso roteiro nesta paradisíaca ilha baiana!

O que fazer em Boipeba e em quantos dias? Dicas e nosso roteiro nesta paradisíaca ilha baiana!

Procurando o que fazer em Boipeba e em quantos dias?

Esta não é a primeira vez que vou à Ilha de Boipeba e não será a última. Os motivos são vários. Além de ter uma beleza praiana singular, tem um povo que cativa até os mais rabugentos e exigentes. Muitos dos que vão pela primeira vez, voltam pelo menos mais uma e por aí vai.

Rapaz! Não tem jeito, não. Boipeba com todo seu lado rústico e desencanado de ser torna-se um dos melhores lugares para os que querem esquecer que existe vida fora da ilha. Aquele famoso refrão de Tim “O que eu quero é sossego” poderia ter sido muito bem inspirado em Boipeba, exceto quando falamos em Réveillon. Festas badaladas durante este período estão cada vez mais em alta por lá.

Muitos descobrem a existência e beleza da ilha em passeios bate volta, ficando com aquele gostinho de quero mais. Um clássico desta ocasião é o tour de volta à ilha que sai de Morro de São Paulo, já que entre as paradas, estão as piscinas naturais de Moreré e o almoço em Velha Boipeba. Desta última vez, cansei de escutar pessoas que decidiram vir à Boipeba para passar alguns dias depois que fizeram o tal tour de lancha. É algo que tem se tornado cada vez mais comum.

Bom, mas vamos ao foco deste post. Tentarei deixar o meu amor pela ilha um pouco de lado para dar dicas porretas sobre o que fazer em Boipeba. Além disso, alguns pitacos de onde ficar e comer estarão na sequência de forma bem geral. Como vocês me conhecem, sabem que farei um texto apartado para cada um dos assuntos. Entretanto, sei que com tal apanhadão ajudo e muito vocês no roteiro!

COMO CHEGAR À VELHA BOIPEBA E MORERÉ? ENTENDA A DIFERENÇA

Antes de começar, uma breve noção geográfica. Assim, não se confundirão quando o assunto for localização, já que ficar perdido em um primeiro momento é comum. 

Além da dúvida de como chegar em Boipeba, outros pontos de interrogação comuns pairam no ar. É melhor ficar na Velha Boipeba ou em Moreré? Onde fica Moreré? Onde fica Velha Boipeba? Por isso, vamos começar do começo, bem mobral mesmo…rs

A ilha pertence ao município de Cairu. Há muitas maneiras de chegar em Boipeba. A mais fácil e mais cara é sem dúvida de avião, saindo do aeroporto de Salvador. A mais prática para alguns é o vôo direto que sai de Belo Horizonte a Valença. Tal voo não tem frequência diária e pode ser amarrado com uma conexão de São Paulo, por exemplo. Mas a forma mais comum e popular de chegar é via transfer desde Salvador (preço R$ 250, em novembro de 2018). A viagem é muito mais longa, mas o custo é normalmente inferior que qualquer um dos trajetos de avião, por exemplo.

Por ter tantas formas de chegar e sair da Ilha de Boipeba, vale eu fazer um texto com toda esta logística. Assim que estiver pronto, colocarei o link aqui. Entretanto, para não deixá-los na mão, já deixo como indicação de transfer a agência Coco Louco, que é muito eficiente e profissional. Procure pelo Silvinho ou pela Camila.

VELHA BOIPEBA

A não ser que venha em um transfer privativo de lancha, a sua chegada obrigatoriamente será pela Velha Boipeba. Como o próprio nome diz, este é o lado mais antigo e explorado da ilha. Por aqui, a concentração de restaurantes, pousadas e passeios é muito maior. Entretanto, não deixa de ser um vilarejo bem aconchegante, charmoso e tranquilo. Claro que no período pós Natal até o final de janeiro fica bem agitado e cheio de festas, mas depois tudo volta a normalidade.

Muitos dizem que a Velha Boipeba é a Morro de São Paulo de antigamente, mas eu tendo a discordar. Não só por ter uma diferente paisagem, mas também pelo espírito de cada um dos destinos.

MORERÉ

Bem menos frequentada e mais  exclusiva que a Velha Boipeba, Moreré na verdade é uma das praias do outro lado da ilha. Ao longo desta praia estão concentrados poucas pousadas, hotéis, casas de pescadores, restaurantes e cabanas de praia. Por isso, é a base para quem quer curtir dias com maior privacidade, assim como, ter a belíssima Praia de Bainema como vizinha.

É possível chegar em Moreré de Velha Boipeba e vice versa de quadriciclo ou trator. Isso mesmo, trator! Tudo porque a estrada de terra que liga um trecho ao outro não necessariamente é das melhores.

MELHOR FICAR EM VELHA BOIPEBA OU MORERÉ?

Recomendo se hospedar nos dois lados da ilha para que possa vivenciar experiências distintas. Apesar de estar na mesma ilha, ter destinos diferentes em um só lugar é um dos charmes de Boipeba. Nos dois lados, pessoas das mais distintas classes sociais, crenças e cores se misturam sem querem saber o que o outro faz, o que tem, muito menos os zeros para direita na conta corrente. O importante mesmo é curtir o local, sua beleza e a simpatia de seu povo, sem rótulos.

Durante os dias de janeiro, é muito comum ver a turma pegar o trator ou quadriciclo e ir da Velha Boipeba para Moreré só para curtir as famosas rodas de samba. Faça o mesmo e não esquente com o estilo liberal e descontraído que é formado. É ele que cada vez mais proporciona esta união entre pessoas de diferentes tribos.

Há ótimas opções de hospedagem em Velha Boipeba e em Moreré com até 50% de desconto neste link. Entre elas, recomendo na Velha Boipeba ficar em um dos apartamentos da Vila da Barra, que possui cozinha toda equipada e quartos bem espaçosos e elegantemente decorados, além de uma localização imbatível.

Já do outro lado da ilha, minha recomendação é o Alizées Moreré com seus quartos com vistas privilegiadas de ponta a ponta para o mar, contato direto com a natureza e um dos melhores restaurantes de Boipeba.

O QUE FAZER EM BOIPEBA?

Primeiramente, tenha em mente que é um local para curtir a natureza e descansar. Se tiver tempo, recomendo que separe uma semana para este destino apaixonante. Como tenho feito ao longo do post, separarei o que fazer em Boipeba entre a parte velha e Moreré.

1 – O QUE FAZER NA VELHA BOIPEBA?

PASSEIO VOLTA À ILHA DE BOIPEBA

O passeio mais tradicional que você fará em Boipeba é este. Dependendo das condições da maré, pode ser que haja alguma alteração, mas basicamente a rota é a mesma. A lancha sai da Praia Boca da Barra em direção as piscinas naturais de Moreré para sua primeira parada. De lá, segue para uma parada de meia hora na belíssima Praia de Bainema. A Praia de Castelhanos vem na sequência e é onde a lancha fica atracada por mais de uma hora para que todos curtam uma das mais belas praias de toda ilha de Boipeba. Além disso, a dica é comer o famoso pastel de lagosta com banana da terra e queijo em uma das barracas. Harmonize com caipirinha de cacau e biribiri.

A barraca que recomendo de longe por lá é a Pastel dos Castelhanos, que tem um tempero delicioso. Caso tenha ainda um espaço no estômago, prove também o pastel de carne, que é de comer rezando!

Seguindo com a lancha, a próxima parada é nas piscinas naturais de Castelhanos. Depois de se esbanjar de por cerca de 40 minutos no mar, com vista para a costa, pausa para almoço em Cova da Onça. Opte por almoçar no Restaurante Estrela do Mar e peça ou a moqueca de polvo ou o bobó de camarão. Ambos de comer rezando.

Pra finalizar, mais comilança das boas! Que tal se esbaldar em ostras e lambretas direto da fonte, contemplando o por do sol? Pois é. O Portal das Ostras é a última parada e uma das mais esperadas por muitos. Não só por conta das ostras fresquíssimas, mas também por conta do inesquecível sunset de Boipeba.

QUEM FAZ ESTE E OUTROS PASSEIOS NA ILHA?

Quem faz o passeio de volta à Ilha de Boipeba? Recomendo a agência Coco Louco, que como falei acima tem uma prestação de serviço diferenciada. O valor do passeio por pessoa é R$ 100, (em novembro de 2018).

PASSEIO ATÉ MORRO DE SÃO PAULO, GARAPUÁ E BARRA GRANDE

Assim como é possível fazer o passeio de Morro de São Paulo para Boipeba, também é possível fazer o caminho inverso. Há um tour de dia todo que sai de lancha de Boipeba e tem parada na belíssima Garapuá e suas piscinas naturais, seguindo para Morro de São Paulo. É possível fazer também o passeio somente para Morro de São Paulo ou Garapuá.

Outro tour que é bastante procurado, porém na alta estação é o passeio de lancha até Barra Grande. O trajeto por mar leva cerca de uma hora e meia e dá uma noção do que é a ilha quase vizinha. O trajeto também é uma ótima pedida para quem quer fazer o transfer por via marítima de uma ponta a outra, já que é infinitamente mais rápido.

Quem faz estes tours? Recomendo também a agência Coco Louco, que faz inclusive o transfer de Morro de São Paulo a Boipeba (R$ 100, por pessoa).

CURTA AS PRAIAS DE VELHA BOIPEBA

O que não falta em qualquer canto da ilha são belas praias. O que recomendo é curtir um pouco de cada uma das praias. Entre elas, Praia Boca da Barra, que é próxima ao atracadouro e gosto bastante para caminhar e me banhar (quase que na transição da trilha até Cueira). Ao entrar nesta praia, perto dos restaurantes de praia, preste atenção em uma pequena faixa ondulada onde há o encontro do rio com o mar, já que é bem chatinho de sair.

Seguindo a Praia Boca da Barra há uma trilha onde passará pela pequenina Praia de Pedrinhas até chegar à Praia de Tassimirim. Pra mim, esta é a mais bela entre as praias da Velha Boipeba. Bem tranquila, a única estrutura que tem por lá o ano todo é o restaurante do Luciano (Bobó). Mais adiante, está a praia da Cueira, que para muitos é a mais bonita deste lado e, local em que está o famoso Guido e sua lagosta na manteiga, no abacaxi e por aí vai.

Aqui, uma dica adicional. Assim que terminar a Praia Boca da Barra, haverá uma escadaria de pedras. Logo na sequência, verá uma placa da Pousada das Mangabeiras. Vá perto da escadaria e olhe para direita. Notará que há um elevador, que pode ser utilizado por qualquer pessoa. Basta apertar o botão verde e chamá-lo. Lá do alto, peça ao staff para ir até o mirante. Terá vista de dois lados da ilha, onde o sol nasce e se põe. Caso esteja com fome etc, eles tem estrutura de bar e restaurante.

CONTEMPLE O SUNSET – LUGARES PARA VER O POR DO SOL EM BOIPEBA

O por do sol de Boipeba é inesquecível. Ele passa do alaranjado para o rosa lentamente, arrancando suspiros. Entre os lugares para vê-lo estão a Boca da Barra, o Portal das Ostras conjugado com o retorno do passeio de volta à ilha e o Céu de Boipeba.

2 – O QUE FAZER EM MORERÉ?

TRILHA DE MORERÉ A CASTELHANOS

Já do outro lado da ilha, sugiro fazer com o Gigil a trilha de Moreré até a Praia de Castelhanos. O Gigil, assim como o Guido, é um dos figurões de Boipeba que você tem que conhecer! Ele é um senhor de 61 anos que não é um simples guia local que nos dá suporte pela trilha no meio do manguezal e das sararás. Ele nos diverte com suas histórias de vida também. Sempre com um sorriso no rosto, peça para dançar a tal da Dança da Raposa. Ele certamente cairá na gargalhada.

Esta trilha é uma ótima opção para conhecer a vegetação e paisagem deste lado, já que no caminho passamos pela belíssima Praia de Bainema. Na sequência, o meio do manguezal e a argila nos esperam até chegarmos ao Rio Catu, que faz a ponte com a Praia de Castelhanos. Depois de duas horas de caminhada, hora de relaxar, comer pastel de lagosta e caipirinha de cacau com biribiri.

Assim que chegar à Moreré, procure pelo Gigil e agende um dia para fazer esta trilha (R$ 50, por pessoa + R$ 15, do barco). Os nativos sabem onde o achar e quando ele fará o caminho. Não se preocupem!

PEGAR PRAIA EM BAINEMA E EM MORERÉ

Depois de fazer a trilha acima por um dia todo, nada como relaxar no dia seguinte e aproveitar a dobradinha de praias: Bainema e Moreré. Na primeira praia, caminhe até a Pontal de Bainema, única boa estrutura de barraca que funciona durante todo ano. Perceberá que tem uma decoração pra lá de sincera, reflexiva e motivacional. Na volta, babe com o visual que forma a costa da praia até chegar a Moreré. Caminhe até o final da praia e depois dê aquela paradinha no Restaurante Paraíso para uma moqueca de camarão a um preço bem convidativo.

PISCINAS NATURAIS DE MORERÉ E CAMINHAR ATÉ A VELHA BOIPEBA

Para quem for ficar na Velha Boipeba depois e fará o passeio de volta à ilha, acho besteira fazer ambas atividades.

Para quem for se hospedar no Alizées Moreré, terá outras opções de passeios com a lancha deles, além de ter a possibilidade de fazer o traslado de Moreré até Valença (e vice versa) de lancha por um preço muito camarada (R$ 100, por pessoa, no mínimo 6 na lancha).

QUANTOS DIAS EM BOIPEBA?

Como eu disse acima, o melhor dos mundos é ficar parte do tempo na Velha Boipeba e parte em Moreré. Na divisão, dois dias de hospedagem em Moreré e quatro na Velha Boipeba é o ideal. Por isso, se for pela primeira vez, nada de querer ficar em um só canto. Na minha opinião, não conseguirá sentir a vibe das duas pontas.

COMO IR DA VELHA DE BOIPEBA PARA MORERÉ?

Se estiver com mala, o ideal é pegar o quadriciclo ou o trator de uma ponta a outra. Aqui duas atenções. Há um ponto específico para ambos meios de transporte, e não é perto do atracadouro. Isto porque tais veículos não podem transitar pelos cantos de maior movimento tanto da Velha Boipeba quanto de Moreré. O valor cobrado pelo motorista de quadriciclo por trecho é R$ 20, mas ele pode querer pedir R$ 30, para te deixar em algum ponto específico, que é uma distância de um quilometro do trecho mais barato. Sinceramente, não acho que valha a pena. O valor do trator com jardineira varia entre R$ 10 e 15, mas sairá somente após ter uma lotação mínima.

Fiquem com a indicação de um rapaz para os levarem de quadriciclo de uma ponta a outra. Além de ser bonzinho, é de confiança. O nome dele é Marcos, no Whatsapp (75) 9886 2770 (se não der certo, acrescente mais um 9 na frente).

Se não estiver de mala e quiser fazer uma caminhada de Velha Boipeba até Moreré é possível. O trajeto dura em torno de uma hora e meia, mas cuidado. É necessário ver a tábua de maré para avaliar se é possível fazer este percurso sem problema. Tem muita gente que acha que fazer este trajeto a pé ou de trator/quadriciclo é suficiente para conhecer Moreré, mas eu discordo.

Você não consegue sentir o clima do outro lado da ilha fazendo este simples bate volta. Provavelmente não conhecerá nem o Gigil, nem o Rasta em Moreré, por exemplo. Por isso, nem estenderei muito o assunto pra não dar corda…rs

ONDE COMER EM BOIPEBA?

Há muitas boas opções gastronômicas nos dois lados. Em Moreré entre as minhas recomendações estão jantar no prestigiado Restaurante Zen. Localizado no Alizées Moreré, possui um cardápio diferente a cada dia e um chef comandando a cozinha. Além dele, almoce no Restaurante Paraíso, que tem uma boa estrutura de cabana, mas não possui infra de praia, apesar de ser beira mar.

Já na Velha Boipeba, destaque para o Restaurante Flor da Lua, com sua gastronomia refinada a um preço justo. Entre os especialistas em lagosta, destaque para o Guido´s que é uma atração a parte na Praia da Cueira. O novíssimo Boipeba Dali, cujo proprietário é filho do Guido e leva toda tradição, mas em um local mais próximo e estratégico. O restaurante está na Boca da Barra, dentro do complexo dos apartamentos da Vila da Barra, possuindo também serviço de bar e praia. Se bater saudade de uma pizza, a Terra Brasilis é uma boa opção. Se bater saudade de um burger artesanal, o M’Boipewa também é uma boa opção, que fica melhor quando harmonizado com um de suas cervejas artesanais de produção própria.

VIDA NOTURNA

A vida noturna é bem mais presente durante o mês de janeiro. Além de um agito a mais no vilarejo mais antigo, as rodas de samba de Moreré arrastam muitos para lá.

CUIDADO COM OS ANIMAIS <3

Como já frequento Boipeba há alguns anos, desta última vez reparei que os cachorros estão mais gordinhos e felizes. Resolvi comentar sobre o assunto com alguns moradores da ilha e fui surpreendida positivamente. Soube que há uma ONG que cuida dos animais e que mais de 200 cachorros já foram castrados a partir deste movimento. Você identificará facilmente as fofuras por conta das coleiras que utilizam. Fiquei muito feliz com esta atitude!

TAXA AMBIENTAL

Não é cobrada taxa ambiental para entrar na Ilha de Boipeba. Pelo que entendi, a taxa de R$ 15, cobrada em Morro de São Paulo é repassada em partes a título de melhorias e desenvolvimento. 

BIQUÍNIS E ARTIGOS DE PRAIA

Uma dica extra pra quem gosta de uma boa “lujinha” de praia. Bem perto da praça central, está a Boipeba Beachwear, que tem vários biquínis descolados, saídas e outros tantos artigos de fabricação própria. Vale dar um pulinho lá! 

QUER MAIS DICAS DE BOIPEBA COM MORRO DE SÃO PAULO E OUTROS LUGARES DA BAHIA? ACESSE ESTES CONTEÚDOS TAMBÉM:

O QUE FAZER EM MORRO DE SÃO PAULO E BOIPEBA? 

ROTEIRO DE 5 DIAS PELO LITORAL NORTE DA BAHIA

ROTEIRO CARAÍVA, PRAIA DO ESPELHO, TRANCOSO E ARRAIAL D’AJUDA

GOSTOU DA DICA? QUER ECONOMIZAR? PLANEJE SUA VIAGEM POR AQUI! 

Além de não te custar nada mais, terá boas vantagens e ainda ajudará na monetização do conteúdo do blog. Para cada transação realizada, receberemos uma pequena comissão. Entretanto, caso tenha que cancelar e fazer uma nova reserva, entre novamente pelos links acima. Infelizmente, os sites acima desconsideram a comissão quando isso acontece porque não conseguem rastrear a origem.

😉

Obrigada por ajudar quem te ajuda na hora de planejar sua viagem! 

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)