Conforme prometido, falaremos hoje da modalidade de investimento queridinho de 2018: fundos imobiliários. Antes de entrarmos no assunto propriamente dito, vamos contextualizar. Bom, é notável que está enraizado no povo brasileiro a cultura de investir em imóveis através da tão sonhada casa própria e também das famosas ‘casas de aluguel’, fruto de ouvirmos dos nossos pais, avós e conhecidos que o melhor investimento é o imóvel, já que pode garantir uma renda extra, além de ser possível o deixar de herança para os filhos e netos.

Você já imaginou investir não apenas em um imóvel, mas em vários com uma pequena parcela do seu capital e além disso reduzir o risco de vacância, problemas com o inquilino entre outros problemas? Sim, isso é possível e esse investimento é conhecido como Fundos Imobiliários (FII).

Os fundos de Investimento Imobiliário (FII) são opções de investimento muito interessantes para quem quer viver de aluguel e não possui um montante relativamente expressivo para adquirir um imóvel por inteiro. Esses fundos são formados por recursos de diversos investidores que possuem como objetivo investir em negócios imobiliários, tais como, shopping centers, hospitais, edifícios comerciais, apartamentos, galpões logísticos etc, entretanto, os investimentos feitos nesta modalidade são divididos em cotas nas quais são negociadas na B3 (Bolsa de Valores).

Cada investidor interessado, adquire uma cota do fundo imobiliário e a partir do momento que a tem, começa a receber um aluguel referente a esse fundo. Além do aluguel que o investidor recebe, as cotas dos fundos podem valorizar ou desvalorizar na bolsa de valores.

Para você aplicar em um fundo de investimento imobiliário é necessário que você possua uma conta em uma corretora de valores e a forma de aplicação é muito semelhante a compra de uma ação. Se você quiser saber mais sobre corretora de valores, leia nosso post aqui.

Mas e aí Fon, qual a vantagem de investir em fundos imobiliários?

  • Vantagens:

– Isenção de imposto de renda e IOF: para investidores que possuem até 10% de cotas, os rendimentos mensais dos fundos são livres de qualquer tributação;

– Diversificação dos investimentos: a maior vantagem dos fundos de investimentos versus compra física de imóvel é a diversificação, pois investindo em um fundo você estará investindo em vários imóveis (galpões, shoppings, apartamentos etc) que permitirão diminuir os problemas com vacância e inquilinos;

– Baixo capital necessário: é possível investir em fundos imobiliários com valores baixos, inferiores a R$100,00, o que permite diversificar o seu portfólio de investimentos ainda mais.

– Gerenciamento: não precisará se preocupar em ir visitar os imóveis para verificar as condições de depreciação, pois há um responsável que gerencia todo o fundo e cuidará dos imóveis para você.

  • Desvantagens:

– Valorização/Desvalorização: gosto de ressaltar que pode ser tanto uma vantagem quanto uma desvantagem, uma vez que, os fundos imobiliários são negociados em Bolsa de Valores, podendo oscilar. Apesar da possibilidade ser praticamente a mesma na compra de um imóvel físico, não veremos os efeitos de valorizar ou desvalorizar no dia a dia.

– Apesar das cotas dos fundos de investimentos imobiliários estarem em seu nome, você não responderá pessoalmente por qualquer obrigação contratual ou legal do administrador do fundo.

E por que são os investimentos queridinhos de 2018?

Os especialistas mais otimistas acreditam que o Brasil irá crescer cerca de 3% esse ano. Com tal crescimento e com o crescimento da economia, os empreendedores certamente retomarão a confiança em nosso país, possivelmente alugarão mais locais para “rodarem” seus negócios e, consequentemente, aquecerão o mercado imobiliário, o que pode ser bem positivo para quem se posicionar nestes ativos.

Ficou alguma dúvida?

Comente aqui abaixo!

Um abraço,

Fon.

Mais lidas
Clube de Vantagens

Cupons e descontos exclusivos para leitores

Economize na sua Viagem

Cada vez que você reserva um produto por algum destes links do blog, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.

GARDENS <br><span class="lifestyle">Viagens e Lifestyle</span>

GARDENS
Viagens e Lifestyle

Idealizadora e fundadora do Não Pira, Desopila, apaixonada por SUP e ex bailarina do Municipal de São Paulo, largou sua carreira de executiva em uma grande multinacional para viver os seus sonhos e ter uma vida mais leve.

Leia Mais
Demais Autores
Mari Rogatoo

Mari Rogatoo

Gastronomia

Ricardo Andion

Ricardo Andion

Games & Gastronomia

Mateus Fon

Mateus Fon

Finanças

Alessandra Lopes

Alessandra Lopes

Yoga e Hawaii

Luci Orkov

Luci Orkov

Vida Saudável

Ana Paula Teixer

Ana Paula Teixer

Arquitetura & Design

RECEBA NOSSO CONTEÚDO POR E-MAIL

Open chat
Olá. Podemos ajudar?
Olá. Podemos ajudar?