[gtranslate]

A Roda Gigante de Viena volta a girar!

Nesta última sexta feira recebemos a notícia de que a Roda Gigante de Viena voltou a girar! No meio de tempos tão sensíveis é quase um alento no coração ver os europeus retomar aos poucos a vida. Espero que o novo normal venha acompanhado de boas surpresas como esta!

Para quem nunca foi a cidade, a Roda Gigante de Viena é um de seus símbolos. Foi a primeira vez que ficou inativa desde da Segunda Guerra Mundial. Ou seja, sua reabertura é um fato histórico e um sinal de esperança de dias melhores.

Para marcar este momento, o próprio prefeito, Michael Ludwig, religou a Roda Gigante de Viena, juntamente com sua proprietária, Nora Lamac. A mensagem que a cidade quer dar o mundo é de que a vida e a economia voltam a girar!

DETALHES DO LIGAMENTO DA RODA GIGANTE DE VIENA

Como disse, a Roda Gigante de Viena é símbolo da cidade e do Turismo. Funcionava ininterruptamente há 75 anos, Ou seja, desde o final da Segunda Guerra Mundial. Fora desligada em meados de março e religada em 29 de maio de 2020, ao meio dia.

Para celebrar o momento, na véspera de reabertura, foi enviada uma mensagem musical de confiança e esperança ao mundo, feita nas altura por artistas em um evento via streaming.

roda gigante de viena 1

10 CURIOSIDADES SOBRE A RODA GIGANTE DE VIENA

1 – Os ingleses Walter Basset e Harry Hitchins construíram a Roda Gigante de Viena de modo que, em caso de falta de energia, possa ser girada à manivela.

2 – No final do século XIX, as rodas gigantes eram a grande pedida mundo afora. A Roda Gigante de Viena foi inaugurada em 21 de junho de 1897. Do alto de seus 64,75 metros de altura, era a maior do seu tipo.

3 – Inicialmente, a Roda Gigante contava com 30 gôndolas. Depois da Segunda Guerra Mundial, 15 delas foram desativadas por motivos de segurança. Com isso, tornou-se recorrente entre o povo vienense a impressão de que a roda estaria com dentes faltando. Ou seja, estaria bangela.

4 – Todas suas peças de metal da Roda Gigante pesam, juntas, cerca de 430 toneladas.

5 – A Roda Gigante de Viena é estruturada perfeitamente de acordo com os quatro pontos cardeais e gira precisamente na direção norte-sul. Por isso, ela oferece uma excelente ajuda para quem estiver em busca de referências geográficas.

6 – O parque Prater e, em especial, a Roda Gigante foram e seguem sendo locações muito recorrentes em filmes. Desde clássicos como “O terceiro homem” (1949) até o romance Antes do amanhecer” (1995). Além disso, foi palco de “007 – Marcado para a morte” (1987).

Não houve quase nenhum filme na cidade que não a tenha como protagonista.

roda gigante de viena 2

7 – Para uma cena do filme “007 – Marcado para a morte”, foi erguido às pressas um restaurante ao pé da Roda Gigante. Os vienenses acharam a ideia tão boa, que logo em seguida foi de fato inaugurado um espaço gastronômico exatamente naquele mesmo lugar.

8 – O que acha de um jantar suspenso à luz de velas? Na Roda Gigante de Viena, isso não é problema. Cada novo prato é servido sempre que a gôndola volta a passar pela área de embarque, à altura do chão.

9 – Em 1914, uma cavaleira artística francesa deu a volta na Roda Gigante montada em um cavalo por conta de um filme.

10 – Com uma velocidade máxima de 2,7 km/h, a volta completa levaria cerca de 4 minutos. Entretanto, com as interrupções, o percurso é em média de 12 a 15 minutos.

O QUE ESTÁ ABERTO EM VIENA?

Estabelecimentos comerciais, espaços gastronômicos e museus estão abertos há algum tempo. Já hotéis e estabelecimento de entretenimento e lazer abriram no último final de semana (29 de maio de 2020).

Quer se inspirar a conhecer a cidade? Veja este vídeo e sonhe com uma das cidades mais graciosas da Europa:

Boa viagem!

Créditos das fotos: WienTourismus / Christian Stemper
Mais lidas
Clube de Vantagens
Economize na sua Viagem

Cada vez que você reserva um produto por algum destes links do blog, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.

Picture of GARDENS

GARDENS

Viagens e Lifestyle

Idealizadora e fundadora do Não Pira, Desopila, apaixonada por SUP e ex bailarina do Municipal de São Paulo, largou sua carreira de executiva em uma grande multinacional para viver os seus sonhos e ter uma vida mais leve.

Leia Mais
Demais Autores
Picture of Mari Rogatoo

Mari Rogatoo

Gastronomia

Picture of Fran Galvão

Fran Galvão

Estilo

Picture of Ricardo Andion

Ricardo Andion

Games & Gastronomia

Picture of Mateus Fon

Mateus Fon

Finanças

Picture of Alessandra Lopes

Alessandra Lopes

Yoga e Hawaii

Picture of Luci Orkov

Luci Orkov

Vida Saudável

Picture of Ana Paula Teixer

Ana Paula Teixer

Arquitetura & Design

RECEBA NOSSO CONTEÚDO POR E-MAIL

Open chat
Olá. Podemos ajudar?
Olá. Podemos ajudar?