O que fazer em Morro de São Paulo? Dicas e roteiro para 4 dias!

O que fazer em Morro de São Paulo? Dicas e roteiro para 4 dias!

Procurando o que fazer em Morro de São Paulo?

Um dos cantos mais procurados para curtir férias na Bahia não somente pela sua beleza, mas também por ser a mais agitada base turística do município de Cairu, Morro de São Paulo tem várias faces, diferentes tribos. Por isso, dificilmente encontrará alguém que nunca foi ou não tenha planos de ir pra lá.

Fui este ano pela quarta vez e, conclui que a cada vez, a descubro com um diferente olhar. Por isso, nada melhor que trazer para este texto um apanhado inicial de dicas sobre o que fazer em Morro de São Paulo, assim como, dicas onde ficar, comer etc para facilitar a vida.

ANTES DISSO, UM RECADO

Engana-se quem acha que um simples feriado é ideal para conhecer Morro de São Paulo e arredores. Há muita beleza na região para dedicar somente poucos dias. Um exemplo clássico é a vizinha Ilha de Boipeba. Muitos acham que em um passeio volta a ilha desde Morro de São Paulo é suficiente para conhecer. O meu texto recente prova em mais de duas mil palavras que isto não é uma verdade. Clique aqui para ler.

AFINAL, O QUE FAZER EM MORRO DE SÃO PAULO?

CURTA AS PRAIAS

Morro de São Paulo tem cinco praias, que são denominadas de Primeira Praia, Segunda Praia até chegar na Quinta Praia (ou Praia do Encanto). 

PRIMEIRA PRAIA

A Primeira Praia é a menos transitada de todas as quatro primeiras, o que a torna uma excelente opção não somente para se hospedar, mas também para ficar bem localizado.

SEGUNDA PRAIA

Já a Segunda Praia é onde mora o agito e um dos melhores pontos para um merecido banho de mar. Por ali, estão várias barracas, pousadas e restaurantes. Tem gente que se apega tanto a ela que costuma não transitar muito nas outras praias. Em uma noite de Lua Cheia, a contemple do tablado que tem logo que descer a rampa para esta praia. É algo que tenho na memória até hoje. Se não for noite, muito menos de Lua Cheia, dê uma paradinha por lá de qualquer jeito. É um dos mirantes de Morro e cenário das mais variadas fotos e poses.

TERCEIRA PRAIA

A Terceira Praia é o local onde se pratica o mergulho, bem como, saem os passeios de volta a ilha e demais que necessitam de embarcação. Ou seja, não é uma praia de banho, tampouco de colocar a canga da areia. De uns anos para cá, foi populada por mais e mais pousadas. As marés seca e cheia dão uma diferença enorme em sua paisagem e forma, cheia de corais.

QUARTA PRAIA

A Quarta Praia é o paraíso de quem gosta de piscinas naturais. Quando a maré está seca é realmente um prato cheio. Além disso, abriga algumas pousadas e hotéis para quem quer ficar longe, mas ao mesmo tempo razoavelmente perto do burburinho. Abriga também algumas barracas de praia para quem quer tomar sol e relaxar, sem não necessariamente entrar no mar.

QUINTA PRAIA

Já a Praia do Encanto é sem dúvida a mais isolada e selvagem. Normalmente, quem a frequenta são os hóspedes que ficam em algumas poucas opções de hospedagem. Entre elas, um resort com toda estrutura para quem quer se isolar mesmo. Além deles, os turistas que dão uma curta pausa após a ida a Praia de Garapuá. 

MIRANTE DO FAROL E DA TIROLESA

Preparem as pernas para subir os quase infindáveis degraus até chegar em duas famosas atrações de Morro de São Paulo. Uma delas é o Mirante do Farol ou do Por do Sol. Não sei ao certo o nome, mas é um mirante com tablado construído há pouquíssimos anos para aqueles que querem contemplar o por do sol ou ver a vista lá de cima. Caminhando para o lado oposto, está ela: a famosa tirolesa e seu mirante.

Me disseram desta última vez que é a maior tirolesa do Brasil, com seus 340 metros de extensão e aproximadamente 70 metros de altura. Para encarar o desafio, além de coragem, é necessário desembolsar R$ 50, (preço da tirolesa em novembro de 2018). Do ponto de partida até o tchibum no mar da Primeira Praia vão menos de 30 segundos.

Pra quem pensa que são poucos os corajosos, engana-se! Da janela do meu quarto tinha uma vista privilegiada da descida e o movimento era intenso. Caso não tenha culhão pra descer, dê um pulo até lá para ter uma das vistas mais belas do topo do morro. Vale a pena cada degrau!  

LOCAIS PARA VER O POR DO SOL DE MORRO DE SÃO PAULO

Claro que uma vez na Bahia, principalmente, na praia é quase uma heresia não ir ao encontro do sunset. Há três lugares para contemplar o por do sol em Morro de São Paulo que são bem conhecidos da maioria. Entre eles, o mais clássico é a Toca do Morcego, que tem uma vista realmente arrebatadora. Vamos a eles? 

TOCA DO MORCEGO

Pra lá de descolado e há muitos anos em Morro, claro que para conseguir uma mesa, um sofá ou um puff nos melhores lugares da Toca é mandatório chegar cedo. E o cedo é na hora que abre, ou seja, 16:30. Para entrar é cobrado R$ 15, mais a consumação, mas te garanto vale cada centavo. Não só pela vista e pelo por do sol, mas também pelo ambiente bacanudo do lugar. Não é a toa que fui todas as vezes que estive em Morro.

Aproveite o momento e tome um bom drink com um de seus deliciosos petiscos para celebrar, mas não vá embora logo que o sol se por. Depois das 18:00, uma banda reveza com o DJ o som da casa pra começar a noite em alto estilo. Além disso, fique de olho no calendário da Toca do Morcego porque sempre tem uma festa boa rolando, principalmente, aos finais de semana e na alta temporada. 

MIRANTE DO POR DO SOL OU DO FAROL

Para quem quiser ter uma vista legal do por do sol, mas mais do alto, como falei um pouco antes, passe pela Toca, suba uns bons degraus, respire fundo e vá até o Mirante do Por do Sol, localizado próximo (mas na direção contrária) do farol. Por ali, o pessoal disputa também um espaço no corrimão e guarda corpo do tablado para contemplar o sunset. Não é cobrado nada e tem um senhor que vende água de coco, cerveja e afins bem próximo.

HOTEL PORTALÓ

Não hóspedes tem o privilégio de poder usufruir as mesas do bar do Hotel Boutique Portaló, que também proporciona uma visita privilegiada do por do sol de Morro de São Paulo. Em meio a uma charmosa decoração rústica chique está uma simpática DJ e um saxofonista (sim, o único saxofonista em Morro) animando o ambiente até as 20:30. A entrada é gratuita, pagando somente o que consumir. Fui a primeira vez ao Portaló agora e gostei muito da vibe do ambiente e do som. Vale a pena conferir!

Aos hóspedes, um privilégio adicional. Poder ver o por do sol da piscina ou da varanda de seu quarto, dependendo da localização.

OUTROS LOCAIS

Claro que não há somente estes três lugares para ver o por do sol. Entre as minhas recomendações está o por do sol no Forte. Aquele alaranjado do por do sol contrastando com a fortaleza é uma das coisas mais belas de se ver!

Além dele, o por do sol na Segunda Praia e no Mirante da Tirolesa, que ficam na linha oposta tem o seu charme também. Para este tópico não ficar mais longo do que já está, farei um texto apartado com localização de cada um etc. 

CAMINHADA ATÉ A PRAIA DO GAMBOA

Antes de sair para caminhar, olhe a tábua de maré. Se a maré estiver seca pela manhã, saia de sua pousada, rumo ao portão de entrada do morro. De lá, desça até a praia e vá caminhando sentido Praia do Gamboa. Para chegar lá é um belo chão, mas tem suas vantagens. Além de deparar com paisagens lindas ao longo do caminho, ainda poderá se empanturrar de argila na área das falésias.

Chegando no destino final, relaxe em uma das barracas de praia e volte a Morro em uma das embarcações que saem de tempos em tempos ali da ponta. Aqui, uma atenção. Somente monitore os horários para não passar perrengue com a maré ou com o transporte de volta. Pra mim, a volta (ou a ida, dependendo da maré) é uma das vistas mais belas que terá de Morro. Aquele contraste das falésias com a cor do mar é algo inexplicável!

PASSEIO DE VOLTA À ILHA

Disparadamente, o passeio mais procurado de Morro de São Paulo. Na minha opinião, é praticamente mandatório, principalmente, se não tem a intenção de fazer o passeio até Garapuá e ficar uns dias na Ilha de Boipeba.

O que acontece com muitos que estão nesta situação é ficar com aquela vontade de voltar para conhecer Boipeba de verdade. Por isso, enfatizo tanto isso desde o meu primeiro texto sobre a região aqui no blog.  

A volta à ilha é uma passeio longo, que tem algumas paradas, tais como, as piscinas naturais de Moreré e Garapuá, bem como, uma parada para comer as deliciosas ostras no Rio do Inferno. Exceto pela parada nas piscinas de Moreré, o passeio de volta à ilha de Morro de São Paulo é bem diferente do feito em Boipeba. 

Quem faz este passeio? Indico procurar o João (075) 9994 1528 ou o Alex (075) 99982 3624. São eles que fazem a intermediação com as agências e que me deram todo o suporte nos dias que estive em Morro desta última vez. Além de serem super atenciosos e simpáticos, prestam um serviço de qualidade. 

PASSEIO À GARAPUÁ

Outro passeio bem procurado por quem está em Morro de São Paulo é o day tour até Garapuá, um vilarejo, que pertence também a Cairu, cuja praia e as piscinas naturais valem a sua visita. São 40 minutos saindo de Hilux do receptivo de Morro de São Paulo até lá.

Chegando, a ideia é aproveitar a bela e tranquila praia, almoçar uma deliciosa lagosta no Quiosque do Pipoca e dar um pulinho até as piscinas naturais. Não necessariamente nesta ordem. Depois disso, uma parada na Praia do Encanto para curtir. O mais interessante desta última parada são as árvores que cresceram dentro do mar. 

Quem faz este passeio? Novamente, indico o João (075) 9994 1528 ou o Alex (075) 99982 3624. O valor do passeio de Garapuá é  R$ 80, por pessoa.

CONHEÇA DA HISTÓRIA DA ILHA DE CAIRU

Muitos não sabem, mas Morro de São Paulo, bem como, Boipeba pertencem ao município de Cairu, uma das cidades mais antigas do Brasil. Além disso, abriga a primeira igreja com estilo barroco do país. Para quem gosta de arte e história, um prato cheio!

A melhor forma de chegar ao que eles chamam de Ilha de Cairu é via Morro de São Paulo de lancha. Alguns passeios já a incluem no roteiro.

ONDE FICAR EM MORRO DE SÃO PAULO?

Claro que também farei um texto apartado com a experiência como hóspede, mas já deixem anotada esta dica de hospedagem. Já fiquei na Segunda e Terceira Praia, mas foi na Primeira Praia que eu me achei.

O motivo? Estava literalmente no meio do burburinho, mas com a devida tranquilidade garantida. Para chegar a Segunda Praia era praticamente um tropeço, bem como aos bons restaurantes e ao ponto de encontro dos passeios.  Entre as boas opções, recomendo a Pousada Bahia Bacana, de preferência em um dos quartos frente mar. Fiquei no último dos quartos do andar térreo, que pra mim é o melhor de todos. Além de ficar longe de qualquer eventual barulho da pousada, a varanda é literalmente na areia, sendo separada somente por um vegetação. 

Dormir e acordar com o barulhinho bom do mar pra mim foi o grande diferencial. Além da paz que tive, o bom café da manhã, a piscina e sua vista, assim como, o atendimento super prestativo de todos da equipe me farão voltar! Caso prefira ficar na Segunda Praia, recomendo a Pousada Bahia Tambor, com sua piscina de borda infinita e ambiente cheio de design. Considere também a Pousada Bahia 10, que também é bastante elogiada pelos hóspedes. Confira estas e outras opções com desconto de até 50% clicando aqui.

ONDE COMER EM MORRO DE SÃO PAULO?

Há uma infinidade de bons restaurantes em Morro de São Paulo. Como meu tempo foi curto desta vez, citarei algumas opções para todos os bolsos e gostos. 

Renda-se a belíssima vista do Restaurante Pedra Sobre Pedra, 24 horas e localizado no início da Segunda Praia. Por lá, prove o delicioso peixe com banana da terra (R$ 56, uma pessoa) harmonizado com um de seus drinques. Se prefere carne bovina, a pedida é a picanha na chapa. Por falar em carne, outro local que é bastante procurado por conta disso, assim como, pelas massas e pizzas é o Massas Ditália.

Como sou apaixonada por peixes e frutos do mar, preferi provar bruschetta napolitana de entrada (R$ 26,90) para não negar a origem italiana e pasta ao molho de coco e camarão (R$ 52,90) para não negar a origem baiana. Assim, fica tudo certo! 

Caso queira algo mais descolado e com música, aproveite o dia em que for ver o por do sol na Toca do Morcego e fique para o jantar ao som de uma boa música e vista privilegiada. No passeio de Garapuá, prefira o Kiosk do Capitão Pipoca com sua deliciosa lagosta grelhada e acompanhamentos (R$ 120, para duas pessoas). 

TAXA AMBIENTAL

Assim que chegar no cais de Morro de São Paulo terá um guichê para que pague a taxa ambiental. O valor é de R$ 15, por pessoa. 

CARRINHOS DE MÃO E CARREGADORES DE MALA

Até pelo menos a Segunda Praia o acesso é a pé. Por conta do enorme ladeirão logo na entrada de Morro de São Paulo, é praticamente missão impossível subi-lo com a mala, caso não esteja em plena forma. Além disso, há algumas outras rampinhas pelo caminho.

Por isso, e pensando nisso, há uma verdadeira tropa de carrinhos e seus carregadores bem na chegada. Eles cobram entre R$ 10 e R$ 20, para levar a sua mala até a hospedagem. O valor dependerá da quantidade/tamanho da mala e distância até lá. Desta última vez, subi sozinha o morro com a mala porque era algo que conseguia administrar, mas antes de tomar esta decisão tem que se certificar se tem fôlego e força pra subir, ok?

Por falar em mala, nada de pagar o mico de ir com mala grande para esta região da Bahia. É perrengue na certa! Procure ir com uma mala de tamanho similar a uma de bagagem de mão que será mais confortável e não te dará qualquer trabalho. Esqueça salto, roupas mais sofisticadas etc. Morro de São Paulo é super informal, ideal para chinelo, rasteirinha e vestidinhos. Para os moçoilos, bermuda, camiseta, chinelo e só!

COMO CHEGAR EM MORRO DE SÃO PAULO?

Da série de textos que escreverei, chegar em Morro de São Paulo é uma verdadeira saga. Há duas opções de aeroporto de chegada: Salvador e Valença.

Se vier por Salvador, a maneira mais rápida de chegar é pegando outro voo. Claro que é também a opção mais cara, mas em meia hora você estará por lá. Depois dessa, a mais rápida é por catamarã, mas muitos não pegam tal embarcação por conta do enjoo que pode causar.

A que sobra e, mais barata opção, é atravessar de ferry boat até Bom Despacho, de lá pegar um ônibus ou taxi até o Atracadouro Bom Jardim (tem que pedir para parar no posto policial e de lá, pegar um taxi ou ônibus até o atracadouro) ou até Valença e depois a lancha rápida até Morro de São Paulo. Dá para fazer esta logística de forma independente ou contratar um transfer com o João, Alex ou até mesmo com a sua pousada.

Se vier por Valença, basta pegar um taxi até o atracadouro e de lá uma lancha até Morro. As lanchas não saem a todo momento de Valença e são mais demoradas para chegar que as que saem do Bom Jardim.

TRANSFER DE MORRO DE SÃO PAULO A BOIPEBA E VICE VERSA

É possível chegar em Boipeba desde Morro de São Paulo de diferentes formas. A que acho mais fácil foi a que fiz desta última vez. Sai de Morro de Land Rover até a pontinha de Boipeba. De lá, peguei a lancha da agência Coco Louco para checar ao cais principal da ilha. Este transfer custa R$ 100, e pode ser feito tanto pelo João ou Alex, que indiquei acima, em parceria com o time da Coco Louco de Boipeba. A duração do trajeto de jipe é de uma hora a uma hora e meia, mais dez minutos de lancha, no máximo.

Além desta forma, é possível sair de Morro de lancha rápida rumo a Valença. Mas de lá, tem que pegar outra lancha rápida até a Ilha de Boipeba. Este trajeto costuma ser mais demorado por conta dos horários das lanchas.

Tem muita gente que aproveita o passeio de volta à ilha e já fica em Boipeba, mas acho um desperdício fazer isso. Eu mesma já fiz. Durante a alta temporada tem lancha que faz o percurso Morro de São Paulo – Ilha de Boipeba direto, mas é bem mais difícil (a não ser que você frete a lancha).

QUANTOS DIAS EM MORRO DE SÃO PAULO?

Recomendo no mínimo do mínimo três noites. Deve considerar na conta a demora para chegar, que pode ser de mais de cinco horas desde o aeroporto de Salvador, considerando o horário das embarcações etc. 

LEIA NO BLOG TAMBÉM 

MAIS DICAS DE MORRO EM UM ROTEIRO COM BOIPEBA

O QUE FAZER EM BOIPEBA, ONDE FICAR, COMER ENTRE OUTRAS DICAS

ROTEIRO LITORAL NORTE DA BAHIA

ROTEIRO CARAÍVA, PRAIA DO ESPELHO, TRANCOSO E ARRAIAL D’AJUDA

GOSTOU DA DICA? QUER ECONOMIZAR? PLANEJE SUA VIAGEM POR AQUI! 

Além de não te custar nada mais, terá boas vantagens e ainda ajudará na monetização do conteúdo do blog. Para cada transação realizada, receberemos uma pequena comissão. Entretanto, caso tenha que cancelar e fazer uma nova reserva, entre novamente pelos links acima. Infelizmente, os sites acima desconsideram a comissão quando isso acontece porque não conseguem rastrear a origem.

Obrigada por ajudar quem te ajuda na hora de planejar e fazer sua viagem! 

Gostou das dicas? Seja mais um leitor parceiro e nos pague um café!

Se esta dica for útil a você, retribua a gentileza e ajude a gente também! Cada vez que você reserva um produto por algum dos links abaixo, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar esta plataforma e a atualizar nosso conteúdo com várias dicas bacanas e úteis a você, sem que tenha que pagar nada a mais por isso. Caso tenha que cancelar a reserva por ter encontrado um preço melhor no Booking.com ou em outro parceiro, entre novamente no link de hospedagem abaixo para fazer a transação, já que o site de hospedagem desconsidera a comissão pra gente quando ocorre o cancelamento e é feita uma nova reserva. Muito obrigada ;-)