Roteiro pela Paraíba de carro: onde ir e em quantos dias?

Já pensou em fazer um roteiro pela Paraíba de carro? O estado cada vez mais tem sido escolhido pelos brasileiros como destino de férias e não é para menos. As belas praias, a imersão cultural e o aconchego de seu povo farão com que se apaixone e queira voltar. Believe me!

Além disso, a Paraíba tem duas vantagens competitivas, que são: a diversidade de vegetação e paisagens em uma curta distância e; o custo da viagem, muito mais barato que outros lugares no Nordeste, disparadamente. Nas barracas de praias em João Pessoa, não é difícil a tarefa de tomar aquela cervejinha gelada com uma porção de camarão por um preço bem camarada.

Quem me conhece sabe que o estado e as pessoas de lá moram em meu coração e que há vários textos e roteiros da Paraíba por aqui. A última vez que fui, tive a oportunidade de conhecer novos lugares e fazer um roteiro pela Paraíba de carro bem bacana, que é o foco deste post. 

roteiro de carro paraiba conde

As estradas são boas de transitar, de mão dupla em sua maioria. Não passei por nenhuma com cobrança de pedágio e há boas sinalizações. 

Bora lá passear pela terra de Jackson do Pandeiro, Elba, Genival Lacerda e do maior São João do mundo?

VIAGEM PELA PARAÍBA DE CARRO

Para simplificar, colocarei os dias primeiramente, seguido das atrações em cada local, lugares para se hospedar e afins. 

1 – João Pessoa: chegada e ambientação

2 – Conde: roteiro de praias 

3 – Conde e Pitimbu: roteiro de praias

4 – João Pessoa: cultural, praias e passeios 

5 – João Pessoa e Cabedelo: cultural, praias e passeios

6 – Campina Grande: cultural e musical

7 – Cabaceiras: cultural e aventura

8 – Cabaceiras: aventura e artesanato

9 – Baía da Traição: imersão indígena, praias e natureza

10 – Barra de Camaratuba: praias, natureza e imersão indígena

11 – João Pessoa: retorno para casa

Foi a primeira vez que fiz essa rota e a faria, tranquilamente, outra vez. É uma imersão na cultura nordestina, indígena, assim como, em fenômenos geológicos, na diversa vegetação e em suas belíssimas praias. Foi a minha primeira vez na Baía da Traição e, confesso, que voltei completamente impactada e transformada pela magia desse lugar. Os não nativos que por lá moram dizem que é um caminho sem volta essa paixão e eu concordo totalmente. 

Roteiro pela Paraiba 1

 

Além disso, não há como não se apaixonar pelo Conde, seus mirantes, suas praias e a maravilhosa gastronomia. Também, de aprender de verdade que Conde é uma cidade e não litoral de João Pessoa.

E o que dizer de Cabaceiras? Palco de várias obras cinematográficas, a Roliúde Nordestina reserva muito aconchego, aventura e natureza. O Lajedo de Pai Mateus e a trilha da Saca de Lã são lugares com formações geológicas únicas. 

Já Campina Grande nos presenteia com seu acervo de artistas e com nada mais que o maior São João do mundo, que ainda vou conhecer. Pra fechar com chave de ouro, Barra de Camaratuba. 

E bora lá pra capital…

JOÃO PESSOA – ONDE FICAR, O QUE FAZER E ONDE COMER?

A capital da Paraíba é o melhor cartão de visita para quem vai pela primeira vez. Acompanho a evolução do turismo no estado há pelo menos uma década e é uma baita alegria ver que as pessoas estão trocando aquela passadinha em Jampa por dias de hospedagem para conhecer de verdade a cidade e outras regiões. Excelente decisão, por sinal.  

A amada João Pessoa reserva belíssimas praias, excelente gastronomia, cultura, vida noturna e muita simpatia. Além disso, a cultura ao corpo e ao bem-estar estão muito presentes na cidade e não à toa. A orla das praias de Manaíra, Tambaú e Cabo Branco são fechadas para veículos motorizados entre 5:00 e 8:00 da manhã, diariamente. 

Roteiro pela Paraiba 2

Abrir a janela do quarto de um hotel frente e ver a turma praticando as mais variadas atividades físicas na orla é um baita incentivo pra gente se mexer tb! Claro que eu marquei presença, já que estava hospedada no Nord Luxxor Cabo Branco

Confesso que desta vez o que mais me marcou foi a evolução gastronômica. Para vocês terem uma ideia, não é nada incomum pessoas saírem de estados vizinhos para passar um final de semana gastronômico em João Pessoa. 

MELHORES PRAIAS DE JOÃO PESSOA

Se quiser curtir as melhores praias de João Pessoa, reserve um tempo para conhecer as praias de Cabo Branco e Bessa, que possuem boas estruturas e quiosques com preços bem convidativos. Apesar de gostar muito da Praia de Manaíra, não possui qualquer infraestrutura. As praias mais agitadas e frequentadas são a Praia de Tambaú e Cabo Branco. A Praia do Bessa é bem mais tranquila e afastada do burburinho pessoense e turístico. Como não sou muito da muvuca, uma passada por lá sempre é bem-vinda!

ONDE CONTEMPLAR O PÔR DO SOL EM JOÃO PESSOA?

E já que estará em Jampa, reserve pelo menos uma tarde para contemplar o por do sol no Skybar. Sem dúvida, o melhor lugar para contemplar o sunset no mais alto mirante frente mar do Brasil. A vibe é tão maravilhosa quanto a vista 360 da cidade. Para entrar no Skybar Jampa paga-se entrada (R$ 20,) e não há consumação mínima. Prepare o smartphone e as poses pq a experiência é imperdível e não pode deixar de ser registrada. 

Caso queira ter uma experiência mais exclusiva, é possível reservar as mesas que ficam no entorno para ter uma visão ainda mais privilegiada e confortável (R$ 250 por espaço).

ONDE COMER EM JOÃO PESSOA?

Desta vez, quis provar a gastronomia de alguns dos melhores restaurantes de João Pessoa. Há excelentes opções com valores muito abaixo das demais capitais brasileiras. 

Dentre as escolhas, dois restaurantes proporcionaram experiências incríveis: Sky Restô e Nui 360, assinado pelo Erick Jacquin. Ambos foram inaugurados há pouco tempo e fazem parte da rota gastronômica da cidade. 

SKY RESTÔ

O Sky Restô tem uma pegada de valorização da cultura e culinária local, utilizando em seus pratos ingredientes de produtores locais. No cardápio, classificam a cozinha como paraibana fusion contemporânea, do sertão ao litoral. Os pratos além de deliciosos e extremamente bem servidos, têm uma apresentação impecável que traduz quão incrível são. Por falar em apresentação, a decoração do restaurante, a começar pelo hall de entrada, tem todas as influências das regiões e cultura paraibana, o que nos deixa ainda mais encantados. Além disso, uma vista também 360 de Jampa, já que o Sky Restô está localizado logo acima do Skybar. 

Entre os pratos, destaque para o Camarões e Polvos das Mares  arroz cremoso com camarões (daqueles de responsa) empanados e polvo grelhado por R$ 69. Outro prato espetacular é a lagosta com arroz cremoso por R$ 72. Todos os pratos são facilmente compartilhados entre 2 pessoas. 

Entre as sobremesas, destaque para o brigadeiro de parmesão e a sobremesa de banana desconstruída. Só de escrever já me deu água na boca e vontade de voltar! O Sky Restô está localizado no andar acima do Skybar. Minha sugestão é aproveitar a vibe o pôr do sol do Skybar e depois subir para o Sky Restô para o jantar. Não se arrependerão!

NUI 360

Assinado pelo Erick Jacquin, o Nui 360 é outra experiência imperdível em João Pessoa. O chef Eduardo Mendes, vindo recentemente de Portugal, comanda a cozinha e reserva maravilhas no cardápio. O espaço é extremamente elegante e moderno. Destaque também para o rooftop, que tem uma vibe pra lá de badalada, que sempre terá um burburinho musical, seja de DJ ou música ao vivo.

A vista 360 de Jampa é a cereja do bolo da experiência. Entre as entradas, não deixe de provar o delicioso ceviche e o famoso steak tartare, que dá até água na boca de pensar. De prato principal, tivemos a sugestão do chef de pedirmos o bacalhau a vapor, que desmanchava saborosamente. Peça a carta de vinhos para harmonizar a entrada, prato principal e sobremesa. A experiência será ainda melhor! 

E por falar em sobremesa, o chef Eduardo nos convidou a conhecer o rooftop enquanto preparava o gran finale. O total de nossa conta, incluindo entrada, prato principal, sobremesa e bebidas ficou em R$ 200, por pessoa e valeu cada real.    

ONDE FICAR EM JOÃO PESSOA?

A rede hoteleira de Jampa oferece uma gama de excelentes e confortáveis opções para que possa aproveitar melhor seus dias paraibanos. Particularmente, gosto bem dos hotéis da rede Nord, especialmente, o Nord Luxxor e o Nord Luxxor Cabo Branco, onde fiquei desta última vez. 

O Nord Luxxor Cabo Branco tem uma estrutura completa com piscina, academia, sauna, além de um rooftop charmoso com vista privilegiada da orla da Praia de Cabo Branco e de seu mar tranquilo. Certamente, um belo convite para um drink ou contemplação da agitação diurna do local. 

Roteiro pela Paraiba 3

Os quartos são bem confortáveis, com uma cama daquelas que nos abraça. Dê preferência para os quartos com vista para o mar. Dormir e acordar ao som das ondas e com um visual incrível todos os dias é priceless! 

Além de todo aconchego que o hotel proporciona, não posso deixar de destacar o café da manhã variado, delicioso e recheado de influências locais. Todos os dias pedia tapioca feita na hora, acompanhada de frutas da estação, sucos detox e regionais. Aos finais de semana, o prosecco é oferecido com opção aos hóspedes durante o café da manhã.

Uma curiosidade, o Nord se intitula o hotel das estrelas, já que não é nada raro deparar-se com uma celebridade em seus hotéis durante nossa estada.

O QUE FAZER EM JOÃO PESSOA?

Para quem pensa que João Pessoa é somente praia, engana-se. O Centro Histórico da cidade é um charme. Vale a pena a visita à Igreja de São Francisco, ao Mercado Central e assistir a um pôr do sol no antigo Hotel Globo. 

Claro que as praias não podem ficar de fora. Se subir um pouco no texto, lerá sobre quais eu recomendo, mas além das praias, há passeios aquáticos que são ótimas pedidas. Entre eles recomendo o passeio a Areia Vermelha e as Piscinas Naturais do Seixas. 

O passeio de catamarã até a Ilha de Areia Vermelha parte da cidade de Cabedelo e tem duração de três a quatro horas no total. O melhor do passeio é curtir uma praia em alto mar, com cor d´água surreal. Isso é possível por conta do banco de areia que é formado dependendo da tábua da maré.

Para quem gosta de ver peixinhos dos mais variados tipos, o passeio de catamarã até as Piscinas Naturais de Picãozinho do Seixas é uma ótima opção, mas atenção. O passeio depende da tábua da maré também para que aconteça e tem uma duração média de uma manhã.

Para fazer os passeios, recomendo a Paraíba Travel do querido Fernandes. Além de organizado, as embarcações possuem boas estruturas e excelente atendimento. Os passeios em média custam R$ 50, por pessoa. 

Mais detalhes do que fazer em João Pessoa neste post que fiz lá em 2018 -> o que fazer em Jampa      

CABEDELO – PÔR DO SOL NA PRAIA DO JACARÉ 

Engana-se quem acha que o mais famoso pôr do sol na Paraíba é em João Pessoa. Na verdade, o pôr do sol na Praia do Jacaré é em Cabedelo. A cidade vizinha a Jampa recebe milhares de turistas todos os dias para curtir o sunset ao som do Bolero de Ravel. Majestosamente tocado por Jurandy do Sax em uma canoa, que faz um circuito aquático pelo local. 

Pra mim, a melhor experiência para contemplar o pôr do sol é dentro de um barco turístico. Quando falamos deste passeio especificamente, a Paraíba Travel tem um grande diferencial. Ao final da apresentação do Bolero de Ravel, o Jurandy do Sax sobe na embarcação e faz uma mini apresentação privativa. 

Antes do sunset e do Jurandy, na embarcação da Paraíba Travel, um show interativo com Maria Bonita e Lampião que bota os turistas para dançar, além de arrancar boas risadas. Eu adoro a vibe e já o fiz pelo menos três vezes. Esse passeio custa em média R$ 60,.

CONDE – O QUE FAZER, ONDE FICAR E COMER?

O Conde é outra cidade vizinha a João Pessoa que as pessoas têm o costume de chamar de litoral sul de João Pessoa por falta de informação. É na Costa do Conde que estão muitas das praias mais bonitas da Paraíba e a primeira praia de naturismo do Brasil. 

Roteiro pela Paraiba 33

Acho praticamente um sacrilégio fazer um bate volta de João Pessoa ao Conde, até mesmo porque a gastronomia da cidade reserva deliciosas experiências. É muito válido ficar na região por pelo menos duas noites para curtir suas praias, mirantes, pratos,hospitalidade e vibe super cool. 

O QUE FAZER NO CONDE?

A cidade, mais especificamente, a Costa do Conde é recheada de roteiros para quem gosta de praia, paisagens e de belezas naturais. Entre as opções, não pode faltar um giro pelos mirantes e pela costa litorânea. A região será,certamente, um dos lugares mais instagramáveis do seu roteiro de carro pela Paraíba. 

Os roteiros pelo Conde são direcionados para quem gosta de praia, belezas naturais e boa gastronomia. Entre as opções estão os passeios de quadriciclo pelos mirantes, que faço todas as vezes que vou à Costa do Conde. 

QUADRICICLO PELOS MIRANTES DA COSTA DO CONDE 

Costumo fazê-lo com o time da RedRock Turismo, comandada pelo querido Tote. Além da experiência ser incrível por conta das belezas naturais, destaco também que o atendimento faz toda diferença. Eles são muito fofos, sério! Outra informação importante é de que a empresa é a única que possui e exige que seus clientes utilizem equipamentos de segurança, o que acho ótimo. 

Roteiro pela Paraiba 42

Entre os mirantes que verá, prepare-se e prepare o celular para o Mirante Dedo de Deus e da Tartaruga, que têm vistas inesquecíveis das praias de Coqueirinhos, Tabatinga e Carapibus. 

No meio do caminho, uma parada no Shopping Rural, que nada mais é que um local recheado de itens produzidos pela comunidade local. Destaque para a tenda da Doces Tambaba com o seu pote de abacaxi, coco e leite condensado. Deu até água na boca. 

O passeio custa R$ 180, incluso quadriciclo e guia em veículo à parte.

PASSEIO DE 4×4 PELO LITORAL 

Outro passeio praiano muito bacana de fazer é pela costa litorânea, que você inclusive pode customizar. Pelo fato de parte do passeio ser parcialmente pela areia, nada melhor que um 4×4 para evitar perrengues.

Claro que se falando da Costa do Conde, local em que estão as praias mais belas da Paraíba, um roteiro praiano não pode faltar. Gosto muito da rota que passa pela Barra do Gramame, Praia do Amor entre outros locais. Dependendo do que decidir, dá até para ir até a Praia Bela, Pitimbu. Destaque para a paradinha que o Daniel faz que dá  vista de baixo para cima do Mirante da Princesa com suas formações de milhares de anos. 

Quem faz esse passeio é o querido e divertido Daniel Lima, que é guia no Conde há muito tempo e conhece tudo por lá. O valor do passeio dependerá da rota contratada. 

ONDE COMER NO CONDE?

JANTAR NO CONDE

A exemplo de Jampa, o Conde é recheado de maravilhas gastronômicas. Esta foi a primeira vez que fiquei na cidade e, me arrependi de não ter feito isso antes. Entre as opções, destaque para a La Caravella Pizzeria, que tem um cardápio e sabores bem equivalentes às clássicas pizzarias paulistanas, uma excelente carta de vinhos e azeite português de primeiríssima qualidade. Para quem estiver hospedado na Aruanã, basta atravessar a rua. 

Roteiro pela Paraiba 36 scaled

Entre as opções de pizza, as que ganharam meu paladar foram: a caprese com búfala (R$ 63, a grande) e um pesto de comer rezando; a de rúcula com parma (R$ 63, a grande); e para fechar; Nutella com morango (R$ 60, a grande). 

Outro destaque igual é o Turek Grelhados Bar, que tem uma proposta de cozinha contemporânea, especializada em grelhados e frutos do mar. A entrada de pastel de tapioca com camarão e catupiry, derrete na boca e é deliciosa (R$ 39,). Pedi como prato principal o Camarão à Turek, que são filés de camarão salteados com legumes grelhados e especiarias (R$ 110), que estava um espetáculo. O cardápio de drinks também é uma experiência à parte. Não deixe de pedir o gin tonica (R$ 23), que por sinal tem uma decoração super cool.   

Roteiro pela Paraiba 35 scaled

Recomendo as duas experiências para o jantar. Não se arrependerá! 

ONDE COMER NA PRAIA DE COQUEIRINHOS?

Já na praia, nada como curtir um quiosque e apreciar o mar, né não? O melhor local em infraestrutura de praia é a Praia de Coqueirinhos. Construído há pouco tempo, um pequeno deck recheado de quiosques é uma excelente opção para almoço. A minha dica pela comida, atendimento e simplicidade é o Quiosque Marlin. Pedimos a Moqueca Marlin com peixe, camarão, lula, mexilhão, arroz e pirão (R$ 130), que serve muito bem 4 pessoas e estava espetacular. Eu, repeti três vezes o prato rs

Se preferir um lugar mais badalado, glamuroso e afins, inclusive no preço, a dica é seguir um trecho curto na estradinha de terra e chegar no Canyon. O local tem estrutura de praia com espreguiçadeiras elegantes e uma ampla, refinada e rústica decoração. Passei uma manhã por lá, tomando entre drinks e água de coco, mas não provei da gastronomia, que me pareceu bem deliciosa. 

ONDE FICAR NO CONDE?

Claro que com tanta experiência bacana, a escolha por um lugar aconchegante, confortável e amado pelos seus hóspedes é a cereja do bolo. Me hospedei na Aruanã Pousada, que é referência na região e a hospedagem preferida também dos artistas.

Roteiro pela Paraiba 41 

Localizada na Praia de Carapibus, a pousada tem uma piscina pra lá de instagramável, que é um dos seus principais símbolos, além de ter fácil acesso à praia. A decoração é bem praiana e os quartos enormes e bem confortáveis. Uma coisa bem bacana é que o acesso aos quartos nos andares superiores é por rampa, o que viabiliza a acessibilidade a todos. 

No café da manhã, além do menu com influência regional, há opções sem glúten. Por falar em comida, um super destaque para a gastronomia da Aruanã. No cardápio, muitas opções entre pratos e porções. Nossa pedida foi a Peixada Aruanã, que é uma das mais pedidas, feita com pescada amarela e que acompanha arroz e pirão. Estava deliciosa, além de servir muito bem três pessoas. 

Roteiro pela Paraiba 34 scaled

Além da piscina, da facilidade de chegar ao mar, da gastronomia, a pousada também é famosa por realizar casamentos. Para quem sonha em casar na praia, uma bela sugestão. 

PITIMBU – O QUE FAZER E ONDE COMER?

A cidade de Pitimbu tem se preparado cada vez mais para receber turistas não somente para um bate volta até Praia Bela, mas também para que fiquem e aproveitem o melhor da cidade. 

Roteiro pela Paraiba 39

Ensaiei algumas vezes de ir a Pitimbu, mas não conseguia. Desta vez, deu e fiquei encantada com a simpatia do povo, gastronomia e belezas naturais. Há alguns anos, a cidade, juntamente com os comerciantes de Praia Bela, resolveram fazer um trabalho de revitalização e conscientização do potencial turístico na pequena orla. Ficou lindo e completamente instagramável! Por lá , soube que Pitimbu é famosa pela lagosta e, que sua administração, está trabalhando seriamente para crescer a infraestrutura turística. 

O QUE FAZER EM PITIMBU?

O maior símbolo e chamariz da cidade é sem dúvida a Praia Bela. Para ter acesso, dependendo das condições de maré e afins, é possível somente com a travessia de barquinho. Quase no estilo Guarda do Embaú. Os barquinhos são disponibilizados pelos restaurantes da orla ao seus clientes de forma gratuita. 

Roteiro pela Paraiba 37

Como fiquei pouco tempo, curti a praia de longe, e me esbaldei nas caras e poses nos cantinhos instagramáveis dos restaurantes na orla, além de muito bem almoçar. Mas não foi somente isso. Aproveitei as horas por lá para fazer um passeio de buggy para conhecer os mirantes e as paisagens. 

O passeio pelos mirantes e pela costa passa também pelas falésias coloridas, até chegar na Barra do Abiaí. O buggy sai da Praia Bela e dura em média duas horas. Fiz e recomendo o Igor, que você encontra facilmente no Quiosque Pé na Areia, local que é a base perfeita para comer, passear e relaxar. 

ONDE COMER EM PITIMBU?

O Quiosque Pé na Areia é o primeiro na orla dos restaurantes e onde comi muito bem da culinária regional. O local é instagramável e, depois do almoço suas redes são um belo convite para uma siesta. O quiosque tem uma pegada sustentável e te recebe com toda simpatia de braços abertos.  

Para começar a brincadeira, fomos de entrada: as maravilhas do cardápio. Tinha de um tudo! Macaxeira, camarão, queijo coalho, carne seca, frango a passarinho, batata frita e peixe empanado. Acompanhados com suco de mangaba. 

Roteiro pela Paraiba 40 scaled

De prato principal fomos de Camarão na Moranga, super leve e delicioso, e também peixe frito, que estava um espetáculo. Os pratos acompanham arroz e pirão, tudo muito fresco e com gostinho de comida caseira. Fazia tempo que não comia um peixe na praia tão bom, sério. 

Além do Quiosque Pé na Areia, recomendo também o Peixada do Ythalo. Não deixe de faz um clique por lá ao lado da prancha. 

CAMPINA GRANDE 

A cidade que tem o Maior São João do Mundo fica no agreste paraibano e é um dos berços culturais da Paraíba. Por lá estão o Museu de Arte Popular da Paraíba e o Museu Digital às margens do Açude Velho. Fui fora da época do São João e o que me deixou um pouco frustrada foi ter visto pouca coisa desta festa tão grande. Esperava ao menos um museu ou um local mostrando um pouco mais, mas…nada! Taí um excelente motivo pra voltar!

O QUE FAZER EM CAMPINA GRANDE?

Primeiramente, acredito que o mais interessante é conhecer a cidade durante o São João ou próximo a data para viver Campina Grande de forma inteira. Entretanto, há lugares interessantes para conhecer em qualquer época. 

A primeira delas é o Museu de Arte Popular, projetado por Oscar Niemeyer, e que tem o formato de 3 Pandeiros, como é popularmente conhecido. Cada “pandeiro” é um tema no museu, sendo dividido em: arte popular; cordel e música. Todos são interessantíssimos, mas o que me chamou mais atenção foi a parte de música. Cheio de referências de cantores e músicos que tanto gosto é uma verdadeira imersão na herança que deixaram e deixarão à música popular nordestina e brasileira.  

Roteiro pela Paraiba 4

Outro local recheado de referências é o Museu Digital, que traz fatos, fotos e vídeos de Campina Grande desde sua fundação. Tem uma parte bem interativa para quem quiser ter um gostinho do São João. Somos colocados em bancos, com óculos de realidade  virtual. Não tem quem não diga que está lá! Entretanto, o gran finale é o melhor. Um vídeo recheado de referências da cidade e seu povo. 

Para fechar, já que estará na área dos museus, dê uma caminhada às margens do Açude Velho. As pessoas da cidade e visitantes se misturam na prática das mais variadas atividades físicas.

Se tiver tempo, vale também dar um pulo na La Suíssa, uma tradicional doçaria, que tem doces divinos, além de um menu de cafés, salgados e almoço. Os preços são tão refinados quanto a doçaria, mas vale cada real gasto rs

ONDE FICAR EM CAMPINA GRANDE?

Tem um hotel na cidade que me chamou bastante atenção. É lindo e novinho, e chama-se Slaviero Campina Grande. Não tem como não vê-lo porque fica bem na entrada da cidade.

CABACEIRAS

“Não sei…só sei que foi assim”, um clássico do cinema nacional é só uma das referências de Cabaceiras, a Roliúde Nordestina. O povo é apaixonante, assim como o seu centrinho. Tudo é muito bem cuidado e lindinho. Por aqui, recomendo ao menos duas noites para fazer as trilhas e conhecer os principais pontos com calma. 

Roteiro pela Paraiba 18

Apesar de ser a capital do cinema pelo fato de ter uma baixa incidência de chuva, o que é maravilhoso para qualquer cenário cinematográfico, as obras que ali foram gravadas não deixaram muitas memórias e herança. Algumas pessoas na cidade conseguiram se juntar e criar o Memorial Cinematográfico, que guarda objetos e memórias que conseguiram resgatar. 

Foi lá que conheci a Sandrely (Whatsapp (85) 98760 5865), a melhor guia que você pode ter em Cabaceiras. Além de conhecer tudo de e em Cabaceiras, é hilária demais e sabe as falas de Chicó e Zé Grilo do Auto da Compadecida de cor! 

O QUE FAZER EM CABACEIRAS?

Apesar de pequena, Cabaceiras tem vários locais interessantes para visitar. Senhoras e senhores, chegamos ao Cariri paraibano, que tanto queria conhecer! 

Além do centro fofo, não pode faltar em sua lista a ida e foto na placa da Roliúde Nordestina, um verdadeiro clássico. Assim como tem o São João em Campina Grande, na cidade tem a Festa do Bode, que atrai milhares de pessoas todos os anos.O bode é um prato típico na região, mas confesso que não tenho coragem de comer. Quem experimenta gosta muito, mas pulo essa parte.

 

Roteiro pela Paraiba 19 1

A vegetação é recheada de cactos, plantas e árvores medicinais, que se misturam às formações rochosas, atraindo turistas e especialistas de todos os cantos. Conhecer o Lajedo Pai Mateus e a Rota da Saca de Lã é uma experiência surreal e uma baita aula de sustentabilidade. 

Outra parada obrigatória, principalmente aos fãs de peças em couro, é a Arteza. Mas não espere couro de boi e, sim, de bode. As sandálias e rasteirinhas são maravilhosas, difícil escolher entre uma e outra. O mesmo vale para bolsas e outros acessórios e, claro, para quem está em busca de um chapéu de lampião. 

Roteiro pela Paraiba 13

Um incentivo ainda maior para não sair sem nenhuma peça são os preços baixíssimos. Entre as opções de calçados femininos, nada é mais caro que R$ 65. Believe or not!  

LAJEDO PAI MATEUS 

A formação rochosa de 1 km quadrado e que atrai milhares de turistas todos os anos ao Cariri paraibano não está só. Em sua volta, um verdadeiro tesouro de pedras com formações geológicas das mais variadas e que ali estão há milhões de anos. É, sem dúvida, um lugar místico e cheio de paz. 

Além do Lajedo Pai Mateus, a Pedra do Capacete, a Pedro do Sino e até a pedra onde se contempla o final do pôr do sol (dica da Sandrely) estão entre as mais admiradas e fotografadas pelos visitantes no sítio arqueológico. O mais bacana do local é a sua composição e energia, principalmente, durante o sunset. Saímos até transformados e reflexivos. 

Roteiro pela Paraiba 7

Dois momentos me marcaram: a entrada no Lajedo Pai Mateus, que tem uma energia inexplicável e a contemplação do pôr do sol, deitada em uma pedra e com o rosto pra cima. Que sensação maluca de tão boa!

Para conhecer o lajedo e as demais formações é preciso reservar data e horário com o time do Hotel Fazenda Pai Mateus, já que é um passeio guiado em propriedade privada. O valor de entrada é R$ 80, mas se for com mais pessoas o valor cai, consideravelmente. Como adoro a Sandrely (Whatsapp (85) 98760 5865), recomendo que a contrate também para ir contigo. O local é acessível somente de carro. 

Roteiro pela Paraiba 8

Para fechar com chave de ouro, recomendo e muito jantar no hotel após o passeio. A comida é caseira, muito bem servida e deliciosa. O prato executivo dá para dividir tranquilamente, inclusive. Eles têm uma farofa d’água e um feijão verde, típicos da região, que é sensacional. Fui de tilápia e a turma foi de bode. A conta não deu menos de R$ 50, por pessoa.  

Roteiro pela Paraiba 9

COMPLEXO DA SACA DE LÃ

Bem ao lado do Lajedo Pai Mateus está a Rota da Saca de Lã, que também fica em propriedade privada. O ideal é visitar e fazer suas trilhas logo pela manhã para que consiga pegar sol adentrando no Portal da Luz, abrigo dos índios cariris, que tem sido estudado por arqueólogos. 

O complexo é uma mistura de sítio arqueológico com vegetação do cariri paraibano, a exemplo do Lajedo Pai Mateus, mas com paisagens e tipos de trilha completamente diferentes. O Amilton, um dos proprietários e que administra o local, que faz o percurso pelo complexo conosco.

Roteiro pela Paraiba 14

O caminho até chegar na Saca de Lã, que tem este nome por ser um conjunto de imponentes blocos de pedras formadas há milhares de anos, cujo formato de lembra fardos de algodão. É recheado de plantas, ervas medicinais e mandacarus. Conforme caminhamos, o Amilton contou todos os detalhes e serventia de cada planta e a história do local e de sua família. Provei de um tudo, inclusive do mandacaru e seu fruto, que é bem parecido com pitaya. 

É uma verdadeira aula de imersão à cultura e costumes da região. Vale também provar do almoço, feito carinhosamente pela simpática mãe de Amilton. Comidinha caseira das boas, que para quatro pessoas você pagará R$ 150. Aproveite para pedir uma prova do queijo coalho de cabra e depois me conte rs – O complexo também está em ritmo acelerado de construção de uma pousada, com quartos já disponíveis, para receber hóspedes que queiram ter uma experiência ainda mais imersiva. 

Roteiro pela Paraiba 17

ONDE SE HOSPEDAR EM CABACEIRAS?

Por tratar-se de uma cidade pequena, há poucas opções de hospedagem. Eles são em grande maioria rústicas, mas aconchegantes, contando com a simpatia paraibana de sempre. Fiquei hospedada no Vale Verde Cabaceiras, que é pousada, bar e restaurante. O quarto era uma graça e, apesar de simples, tinha tudo o que precisava: uma boa cama, um bom chuveiro e ar condicionado. 

Os proprietários são muito simpáticos e ficamos conversando por horas durante o café da manhã, que é muito bem servido por sinal. Não deixe de provar o queijo coalho. Eles servem uma generosa fatia e com tempero delicioso. Aos fãs de cuscuz e bolos, também um prato cheio. O local fica localizado bem próximo ao centro de Cabaceiras, o que agiliza a logística entre as atrações e arredores. 

Roteiro pela Paraiba 12

Outro lugar bastante falado na região é a Pousada Matuto Sonhador, que não conheci, mas dizem que é recheada de influências paraibanas e, praticamente, uma atração turística. O local é afastado da cidade e novinho em folha!   

BAÍA DA TRAIÇÃO

Taí outra cidade que não conhecia na Paraíba e que fiquei encantada. Baía da Traição tem uma magia transformadora que não sei explicar ao certo, que é um mix entre as belíssimas paisagens naturais e a imersão à cultura indígena raiz. Por aqui, cerca de 80% da população é indígena, mais especificamente potiguara. 

No litoral norte, bem perto da divisa entre a Paraíba e o Rio Grande do Norte é também um convite para uma esticada até a Barra de Camaratuba, que também é especial demais da conta! 

O QUE FAZER EM BAÍA DA TRAIÇÃO? 

Pelo fato de boa parte da população ser indígena na Baía da Traição, obviamente a imersão na cultura do povo potiguara é inevitável, para nossa alegria. Há três passeios que são obrigatórios, no meu ponto de vista. 

O primeiro deles é o passeio de barco pela Trilha dos Potiguara (sem o s mesmo), que começa no porto da cidade de Marcação. Percorremos pela foz do Rio Sinimbu, rio que corta todo o município de Baía da Traição, a Ilha do Amor, o Paraíso das Tartarugas e o Tabuleiro das Marisqueiras (onde se pesca marisco). O valor cobrado pelo barqueiro foi de R$ 120, a embarcação. 

roteiro de carro paraiba baia da traicao

Fomos na parte da manhã, mas dizem que é bem bacana ir na parte da tarde para curtir o pôr do sol de dentro do barco. Gostei bastante deste passeio, principalmente, porque o local ainda tem aquele quê de exclusividade. Aproveitem antes que descubram este paraíso! rs

Depois que terminar o passeio, emende com a caminhada e vá até a Aldeia Toré Forte. De lá é possível ter uma vista bem bacana das falésias e da orla de Baía da Traição. Antes de chegar, ainda no plano, fique atento e pare para tirar uma foto linda das falésias por baixo.

Não deixe o dia acabar antes de contemplar ao menos um pôr do sol na Praça da Baía da Traição. É especial demais! (dica do Índio Viagens, de quem falarei mais pra frente)

IMERSÃO INDÍGENA

Depois de fazer toda essa aclimatação na cidade, aproveite o dia seguinte para fazer uma real imersão na cultura e costumes indígenas. Ninguém melhor que o Brenno Xavier para te guiar nessa experiência incrível, que mexe com nossos sentidos e espiritualidade!

roteiro pela paraiba de carro

A primeira parada foi no Ateliê Arte Potiguara do artesão Anselmo, que produz amuletos, assim como peças únicas e delicadas de artesanato e casa. Tudo feito com itens coletados diretamente na natureza. A próxima parada foi na Aldeia São Francisco ou Aldeia Mãe, onde Brenno nos deu uma baita explicação dentro da Oca Sagrada sobre como é cultivado o sagrado Mãe Terra.

Seguimos para a nascente do Rio Sinimbu (Sagrado) para nos banharmos e ter mais uma experiência transformadora. Nunca me esquecerei do ritual que o Brenno fez naquelas águas para mexer com o meu sagrado feminino. Foi tão forte que até chorei de emoção. 

roteiro pela paraiba de carro almoco em baia da traicao 3

E já que estava toda aclimatada nos rituais indígenas, fizemos uma rápida pausa no Sever, artista local que traduz em seus quadros o cotidiano potiguar, além de produzir acessórios como cocar. A pausa foi para que o Brenno fizesse uma pintura em meu rosto e me colocasse os trajes indígenas. 

Após tanta andança, pausa para almoço no Bar e Restaurante do Muela, que tem uma comidinha caseira deliciosa. Adorei a macaxeira e o feijão verde deles, mas a estrela do prato é a galinha capoeira. 

roteiro pela paraiba de carro almoco em baia da traicao 1

Para fechar, uma caminhada por dentro da floresta na Trilha do Silêncio. A fizemos descalços para sentir a terra e sua energia. Lá dentro, mais um ritual do Brenno Xavier, que foi um mix de resgate de lembranças, limpeza espiritual, paz e reflexões. Chorei de novo e saí do local completamente revitalizada. 

Gratidão por esse dia, Brenno! 

DOBRADINHA: BAÍA DA TRAIÇÃO E BARRA DE CAMARATUBA

Tava doida para conhecer a Barra de Camaratuba. Vi uma foto na internet e não a deixei escapar desta vez! Saímos pela manhã e fizemos um tour em lugares em que não tinha passado na Baía da Traição e seguimos para Barra de Camaratuba. 

Quem nos acompanhou e guiou foi o querido e prestativo Índio, da Índio Viagens e Turismo, que é nativo da região e conhece cada detalhe e todos os cantos de Baía da Traição e arredores. Vale muito contratá-lo para ao menos um dia de tour pela região, já que ele te leva a lugares que só nativos têm acesso e conhecem.  

roteiro pela paraiba barra de camaratuba

A primeira parada foi na Lagoa Aldeia do Mato, onde fica a Lagoa Encantada e seu ritual mensal da Lua Cheia, seguida de uma parada para contemplar do alto o mar da Baía de Traição. 

De lá, seguimos para o paraíso. Que lugar lindo, minha gente! Entre o que fazer em Barra de Camaratuba, vale a pena dar um giro rápido de carro para conhecer o centro fofo, as imponentes estruturas eólicas e depois relaxar entre a praia e a pequena lagoa, que enche e esvazia ao longo do dia. Dependendo da maré, somente é possível atravessar da lagoa para o mar de embarcação, o que dá um charme a parte. 

roteiro pela paraiba de carro almoco em baia da traicao 2

Para fechar este dia incrível, mais uma parada em um lugar em que só o Índio Viagens e Turismo para levar a gente. Mais um ângulo entre as falésias e o mar da Baía de Traição. 

Com essa magia, retorno a João Pessoa para começar o caminho de volta para casa. 

QUANTOS DIAS PARA FAZER O ROTEIRO DE CARRO PELA PARAÍBA?

Sugiro que separe ao menos dez dias para fazer o roteiro de carro pela Paraíba com calma e aproveitar cada cantinho que essa terra tão amada te proporcionará. 

QUER ECONOMIZAR NA VIAGEM?

O Não Pira, Desopila possui diversos parceiros já testados que vão te ajudar a salvar uma graninha em sua viagem:

  • Que tal reservar sua acomodação pagando o melhor preço e com cancelamento gratuito? Confira as opções com descontos de até 50% através deste link

 

  • Compare diversas opções e contrate seu seguro viagem com os melhores preços do mercado, com aplicativo de suporte e assistência para te ajudar com eventuais perrengues, tais como extravio de bagagem, doença, hospital etc. Clique aqui e faça sua cotação

 

  • Alugue o carro para sua viagem de carro pela Paraíba com benefícios e economia. Nosso parceiro é a maior empresa da América Latina, que compara valores em diversas locadoras ao mesmo tempo para você escolher a melhor opção e ainda parcela. Clique aqui e faça sua cotação

Além de não te custar nada mais, ajudará na monetização de nosso conteúdo, preparado com muito cuidado e carinho para você, já que para cada transação concluída e sem alteração, recebemos uma pequena comissão. 

Muito obrigada por ajudar quem te ajuda na hora de planejar sua viagem 🙂  

 

Mais lidas
Clube de Vantagens
Economize na sua Viagem

Cada vez que você reserva um produto por algum destes links do blog, recebemos uma pequena comissão que ajuda a monetizar e a atualizar nosso conteúdo, sem você ter que pagar nada a mais por isso.

Picture of GARDENS <br data-lazy-src=
Demais Autores
Picture of Mari Rogatoo

Mari Rogatoo

Gastronomia

Picture of Ricardo Andion

Ricardo Andion

Games & Gastronomia

Picture of Mateus Fon

Mateus Fon

Finanças

Picture of Alessandra Lopes

Alessandra Lopes

Yoga e Hawaii

Picture of Luci Orkov

Luci Orkov

Vida Saudável

Picture of Ana Paula Teixer

Ana Paula Teixer

Arquitetura & Design

RECEBA NOSSO CONTEÚDO POR E-MAIL

Open chat
Olá. Podemos ajudar?
Olá. Podemos ajudar?